Terêncio Máximo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Terêncio Máximo
Usurpador do Império Romano
Reinado Em algum momento entre 79 e 81
Antecessor(a) Tito
Sucessor(a) Tito
Morte Em algum momento entre 79 e 81

Terêncio Máximo (em latim: Terentius Maximus) foi um usurpador romano conhecido por ser o Pseudo-Nero que se revoltou durante o reinado de Tito, sem sucesso. Ele se parecia com Nero e agia como ele, sendo conhecido por também cantar acompanhando uma lira.

Ele conquistou seus primeiros seguidores na Ásia e mais ainda durante sua marcha até o Eufrates. Ele posteriormente fugiu para a Pártia e tentou conseguir lá apoio alegando que os partas lhe deviam (afinal ele seria Nero) pela devolução da Armênia. Artabano IV, o , recebeu-o e começou os preparativos para (re)instalá-lo no trono somente para irritar Tito[1]. Contudo, ele foi executado assim que sua verdadeira identidade foi revelada.

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]