Terapia holística

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2015). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Terapia Holística é o nome dado a qualquer terapia que siga os princípios do holismo. Ou seja: que aborda o problema a ser tratado como um todo, não através de uma visão fragmentada do real.

A abordagem holística acredita que os elementos emocional, mental, espiritual e físico de cada pessoa formam um sistema, e objetiva tratar de toda a pessoa em seu contexto, concentrando-se tanto na causa da doença como dos sintomas[1].

A terapia holística visa equilibrar estados mentais-emocionais negativos, desbloquear a energia dos centros, trazer mais autoconsciência corporal, emocional, mental e espiritual,  entre outros, para minimizar o sofrimento.

Trata pessoas que podem não ser consideradas doentes, tecnicamente, mas que querem melhorar a utilização dos seus corpos e sentir maior plenitude nas suas vidas.

A terapia holística é uma alternativa de tratamento que considera o ser humano uma individualidade complexa formada por muitos corpos (corpo físico, corpo energético, corpo emocional, corpo mental e corpos anímicos e espirituais). Os problemas que aparecem no corpo físico são reflexos de desajustes energéticos e emocionais-mentais, então o ser humano deve ser tratado como um todo, holisticamente. O mais importante é tratar as causas das doenças, para que os efeitos sejam suprimidos.

Uma equipe de trabalho holístico deveria contar com a ajuda de diversos profissionais da saúde, incluindo abordagens convencionais.  

Enfermeiros, técnicos e assistentes sociais ajudam na integração e interações entre pacientes, familiares, equipe da saúde e comunidade e podem fazer parte de uma equipe holística. Profissões como a tanatologia[2] , harpaterapia [3] [4], arteterapia[5] , capelania [6]podem ajudar com meditações, orações e estudos na assistência espiritual. A psicologia, cinesiologia [7], ecoterapia, dança circular, terapia ocupacional, cromaterapia, aromaterapia, cura prânica, reiki [8], reconexão, florais, musicoterapia [9]e outras atividades como contação de histórias e atividades lúdicas  (por exemplo, palhaços)  podem apoiar emocional e mentalmente os pacientes. E a medicina holística como a acupuntura[10], ayuverda[11], homeopatia , terapia neural, antroposófica, fitoterapia, florais, ozonioterapia juntamente com a medicina convencional, as atividades físicas da educação física, fisioterapia, exercícios físicos orientais (yoga, tai-chi, lian gong), massagens, nutrição, arquitetura ajudam fisicamente o paciente. 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Definition: Holism». 2004. Consultado em 17 de agosto de 2007.  Parâmetro desconhecido |day= ignorado (|data=) (Ajuda);
  2. «SOTAMIG – Sociedade de Tanatologia e Cuidado Paliativo de Minas Gerais». sotamig.com.br. Consultado em 2016-01-19. 
  3. «Harp Therapy Journal». Harp Therapy Journal. Consultado em 2016-01-19. 
  4. «Harmonian». harmonian.com.br. Consultado em 2016-01-19. 
  5. "Arte terapia" (em pt). Wikipédia, a enciclopédia livre.
  6. "Capelão" (em pt). Wikipédia, a enciclopédia livre.
  7. "Cinesiologia" (em pt). Wikipédia, a enciclopédia livre.
  8. "Reiki" (em pt). Wikipédia, a enciclopédia livre.
  9. "Musicoterapia" (em pt). Wikipédia, a enciclopédia livre.
  10. "Acupuntura" (em pt). Wikipédia, a enciclopédia livre.
  11. "Ayurveda" (em pt). Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ícone de esboço Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.