Terbutalina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Terbutalina
Alerta sobre risco à saúde
Terbutaline ball-and-stick model.png
(RS)-Terbutalin Structural Formula V1.svg
Nome IUPAC (RS)-5-[2-(tert-butylamino)-1-hydroxyethyl]benzene-1,3-diol
Identificadores
Número CAS 23031-25-6
Propriedades
Fórmula química C12H19NO3
Massa molar 225.27 g mol-1
Aparência pó cristalino branco solúvel em água
Farmacologia
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

A terbutalina é um fármaco do grupo dos agonistas dos receptores adrenérgicos β2, com ações broncodilatoras. É indicado na medicina no tratamento a curto prazo da asma e de obstruções pulmonares como o enfisema e a bronquite crônica. Usado também como tocolítico com o fim de retardar um possível parto prematuro,[1] ou a ressuscitação fetal intraparto.[2] Não se evidenciam benefícios a longo prazo com o uso de terbutalina para prevenir o parto prematuro, especialmente na comparação com a quantidade de efeitos secundários pelo uso do medicamento como tocolítico.[3] A forma inalada da terbutalina começa a ter efeito após 15 minutos e sua ação pode durar até 6 horas. Pode causar cinetose, tremores, dor de cabeça e, no feto, hipoglicemia.

Stereoquímica[editar | editar código-fonte]

Terbutaleno contém um estereocenter e consiste em dois enantiómeros. Este é um racemate, ou seja, uma mistura 1: 1 de (R) - e a (S) - forma:[4]

Enantiómeros de terbutalina
(R)-Terbutalin Structural Formula V1.svg
CAS-Nummer: 37394-31-3
(S)-Terbutalin Structural Formula V1.svg
CAS-Nummer: 90877-48-8

Referências

  1. por MedlinePlus (2003). «Terbutalina». Enciclopedia médica en español (em español). Consultado em 15 de julio, 2008  Parâmetro desconhecido |enlaceautor= ignorado (|autorlink=) sugerido (ajuda); Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. CARVAJAL C, Jorge. Comparación randomizada de terbutalina intravenosa versus nitroglicerina para resucitación fetal aguda ¡ntraparto (1). Rev. chil. obstet. ginecol. [online]. 2007, vol.72, no.6 [citado 28 Julio 2008], p.420-422. Disponivel na World Wide Web: [1]. ISSN 0717-7526.
  3. Uso racional. Rev Panam Salud Publica [online]. 1998, vol. 3, no. 4 [citado 2008-07-28], pp. 270-273. Disponível na World Wide Web: [2]. ISSN 1020-4989. doi: 10.1590/S1020-49891998000400015
  4. F. v. Bruchhausen, G. Dannhardt, S. Ebel, A. W. Frahm, E. Hackenthal, U. Holzgrabe (Hrsg.): Hagers Handbuch der Pharmazeutischen Praxis: Band 9: Stoffe P-Z, Springer Verlag, Berlin, Aufl. 5, 2014, S. 804, ISBN 978-3-642-63389-8.
Ícone de esboço Este artigo sobre fármacos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.