Anexo:Cronologia da Terra Média

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Terceira Era)
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou secção:

A Cronologia do mundo ficcional da Terra Média, apresentado na obra ficcional criada por J. R. R. Tolkien, é dividida em quatro grandes eras: a Primeira Era, ou Primeira Era dos Filhos de Ilúvatar, a Segunda Era, a Terceira Era e a Quarta Era.

Primeira Era[editar | editar código-fonte]

A maioria das lendas de Tolkien se iniciam estão definidas neste período heroico. Versões dessas histórias foram publicadas em O Silmarillion, e contos deste período empregam um profundo senso de tempo e da história para o período posterior em que acontecimentos em O Senhor dos Anéis ocorrem. Terminou com a Grande Batalha, na qual o exército de Valinor invadiu Thangorodrim e venceu Melkor. Depois disso, a maioria dos Noldor regressou ao Extremo Ocidente e fixou-se em Eressëa, à vista de Valinor, e muitos dos Sindar também transpuseram o mar.

Segue-se uma lista dos principais eventos e acontecimentos da Primeira Era e o ano no calendário em que ocorreram.

  • 1 - Os Anos do Sol começam; o Sol levanta-se no Ocidente. Os Homens acordam. Fingolfin entra em Mithrim. Os Orcs fogem para Angband. Fingon salva Maedhros. Fingolfin é nomeado rei supremo dos Noldor. O Sol muda de direcção devido a Varda.
  • 21 - Mereth Aderthad.
  • 51 - Ulmo aparece a Finrod e Turgon num sonho. Finrod fica ao corrente sobre as Cavernas de Narog e começa a construir Nargothrond, a qual é completada antes de Gondolin.
  • 52 - Ulmo revela Tumladen a Turgon.
  • c. 60 - Dagor Aglareb. Começa o cerco a Angband.
  • c. 70 - Thingol proíbe os Sindar de falarem Quenya.
  • c. 104 - É completada a cidade de Gondolin.
  • c. 160 - Orcs atacam Hithlum a partir de Lammoth.
  • c. 260 - Glaurung é derrotado em Ard-galen. A Grande Paz começa.
  • c. 304 - Aredhel parte de Gondolin.
  • c. 306 - Nascimento de Maeglin.
  • c. 310 - Finrod reúne com os Edain em Ossiriand.
  • c. 311 - Bëor entra ao seviço de Finrod.
  • c. 330 - Aredhel e Eol.
  • c. 355 - Morte de Bëor.
  • c. 365 - Bereg da Primeira Casa regressa a Eriador.
  • c. 370 - Haleth leva os Haladin até Brethil.
  • 389 - Nascimento de Hador.
  • c. 425 - A Casa de Hador toma conta de Dor-lómin.
  • c. 441 - Nascimento de Húrin.
  • 444 - Nascimento de Huor.
  • 455 - Inverno: Dagor Bragollach; morte de Hador e Fingolfin. Fim do cerco a Angband e da Grande Paz. Fingon torna-se o rei supremo dos Noldor.
  • 457 - Sauron conquista Tol Sirion. Beleg e Halmir seguram as passagens pelo Teiglin. Húrin e Huor passam um ano em Gondolin. Por volta desta altura os orientais entram em Beleriand.
  • 460 - Outono: Morte de Barahir e dos fora-da-lei de Dorthonion. Beren permanece em Dorthonion.
  • 462 - Orcs assaltam Hithlum a partir de norte e este; Galdor é morto.
  • 464 - Inverno: Beren foge de Dorthonion.
  • 465 - Verão: Beren vê pela primeira vez Lúthien. Neste ano nasce Túrin.
  • 466 - Primavera: Lúthien corresponde ao amor de Beren. Verão: Beren é trazido para Menegroth e assume a Demanda pelo [*Silmaril. Outono: Beren em Nargothrond.
  • 466-68 - A Demanda pelo Silmaril. Morte de Finrod e Draugluin. Tol Sirion é limpo; Sauron foge para Taur-nu-Fuin. Beren recupera um Silmaril. A Caça do Lobo; morte de Beren, Huan, Carcharoth, e Lúthien.
  • c. 470 - Beren e Lúthien em Tol Galen; nasce em Dior.
  • 470 - Dior Aranel, pai de Elwing Meio-Elfo, nasce em Tol Galen.
  • 473 - O Ano da Lamentação. A União de Maedhros e a Nirnaeth Arnoediad; morte de Fingon e Huor, captura de Húrin e Gwindor. Túrin é enviado para Doriath. Tuor e Nienor nascem. Turgon torna-se rei supremo dos Noldor.
  • 474 - Queda das Falas; Cirdan retira-se para Balar e constrói os Portos do Sirion.
  • 482-85 - Túrin luta com Beleg nas marchas de Doriath.
  • 485 - Morte de Saeros; Túrin foge de Doriath e torna-se um fora-da-lei.
  • 486 - Beleg encontra Túrin. Túrin fica em Amon Rudh.
  • 487 - Os Dois Capitães em Dor-Cuarthol. Amon Rudh é traído. Beleg e Gwindor libertam Túrin; morte de Beleg. Túrin chega a Nargothrond.
  • 490 - Tuor é escravizado por Lorgan.
  • 492 - Tuor escapa e torna-se um fora-da-lei em Mithrim.
  • 496 - Derrota dos Haladin. Glaurung invade Beleriand Ocidental; a Batalha de Tumhalad e o saque de Nargothrond. Morte de Orodreth, Gwindor, e Finduilas. Túrin é enganado por Glaurung. Tuor chega a Nevrast e Gondolin. O Inverno Cruel.
  • 497 - Túrin em Brethil.
  • 500 - Os irmãos Túrin e Nienor casam sob encantamento.
  • 501 - Morte de Glaurung, Nienor, Brandir, e Túrin.
  • 502 - Húrin libertado de Thangorodrim. Morte de Morwen. Húrin traz o Nauglamír para Thingol.
  • 503 - Casamento de Tuor e Idril. Por volta desta altura Húrin morre.
  • 504 - Nascimento de Eärendil na Primavera.
  • c. 505 - Morte de Thingol. Os Anões saqueiam Menegroth. Beren recupera o Nauglamír.
  • c. 509 - Segunda morte de Beren e Lúthien. Os filhos de Fëanor saqueiam Menegroth; morte de Dior e Nimloth. Elwing refugia-se nos Portos do Sirion.
  • 511 - No meio do Verão: Queda de Gondolin. Morte de Ecthelion, Gothmog, Turgon, Maeglin, e Glorfindel. Tuor, Idril, e Eärendil fogem para os Portos do Sirion. Gil-galad é nomeado rei supremos dos Noldor.
  • c. 543 - Tuor e Idril navegam para Ocidente. Eärendil torna-se senhor do povo dos Portos e desposa Elwing. Algum tempo depois nascem Elrond e Elros.
  • c. 600 - Eärendil navega para Ocidente. A Guerra da Ira. Beleriand é quebrada. Melkor é atirado para o Vazio.[1]

Segunda Era[editar | editar código-fonte]

Foi um período sombrio para os homens da Terra Média e os anos de glória de Númenor. Sobre eventos na Terra-média os registros são raros e breves, e as datas são freqüentemente duvidosas.

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

No início dessa era, muitos dos altos elfos ainda permaneciam. A maioria deles morava em Lindon, a oeste das Ered Luin; mas antes da construção de Barad-dûr muitos dos sindar foram para o leste, e alguns estabeleceram reinos nas florestas distantes, onde a maior parte do povo se compunha de elfos da Floresta. Thranduil, rei no norte da Grande Floresta Verde, era um destes. Em Lindon, a norte de Lûn, morava Gil-Galad, o último herdeiro dos reis de noldor no exílio. Era reconhecido como alto rei dos elfos do oeste. Em Lindon, ao sul de Lûn, morou por um tempo Celeborn, parente de Thingol; sua mulher era Galadriel, a maior das mulheres élficas. Ela era irmã de Finrod Felagund, Amigo-dos-Homens, outrora rei de Nargothrond, que deu sua vida para salvar Beren, filho de Barahir.

Posteriormente, alguns dos noldor foram para Eregion, no lado ocidental das Montanhas Sombrias, próximo ao Portão Oeste de Moria. Fizeram isto porque souberam que se descobrira mithril em Moria. Os noldor eram grande artesãos e menos hostis aos anões do que os sindar; mas a amizade que cresceu entre o povo de Durin e os ferreiros élficos de Eregion foi a mais estreita que já houve entre as duas raças. Celebrimbor era Senhor de Eregion e o maior dos artesãos; era descendente de Fëanor.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Terceira Era do Sol[editar | editar código-fonte]

A Terceira Era da Terra-média (cujo final é narrado na trilogia de O Senhor dos Anéis, de J. R. R. Tolkien) iniciou-se com a derrota de Sauron e a perda de seu Um Anel na batalha contra elfos e homens, quando Isildur usou a espada quebrada de seu pai, Elendil, para cortar arrancar o anel da mão de Sauron. A Terceira Era perdurou até o final da migração completa dos elfos aos Portos Cinzentos, e de lá para Valinor, deixando a Terra-média sob controle dos mortais.

Entre os acontecimentos desta Era destaca-se a perda do Anel, capturado por Isildur, mas perdido no fundo de um rio após seu assassinato nos Campos de Lis. Uma criatura chamada Sméagol viria a encontrar o Anel, e se esconderia com ele em uma caverna por séculos, enquanto o espírito de Sauron recuperava seu poder em Mordor. Smeagol, ou Gollum, perderia o Anel para Bilbo Bolseiro, que o passaria a seu sobrinho Frodo, que se encarregaria de destruí-lo para sempre nas profundezas da Montanha da Perdição.

A Terceira Era também viu a diminuição do poder dos descendentes de Númenor em Gondor e dos elfos sobre a terra, enquanto raças consideradas menos nobres, como Hobbits, Anões e homens sem sangue númenoriano aumentavam sua influência. A diminuição do poder e da vigilância daqueles povos permitiu o ressurgimento de Mordor, que, com a aliança de Saruman em Isengard e dos nômades de Harad, deflagrou uma grande guerra contra os reinos humanos de Gondor e Rohan. Sem a interferência dos membros da Sociedade do Anel, Mordor teria conquistado e destruído todas as terras do oeste da Terra-média. Frodo, seu amigo Sam e Sméagol dariam fim à guerra destruindo o Anel do Poder.

Quarta Era[editar | editar código-fonte]

A Quarta Era, é, no mundo ficcional de Tolkien, a era que foi iniciada com a destruição do anel e o fim definitivo de Mordor.

Referências

  1. Foster's Chronology of the First Age - Years of the Sun.