Teresa Villaverde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Teresa Villaverde
Nome completo Teresa Morais Villaverde Cabral
Nascimento 18 de maio de 1966 (50 anos)
Lisboa,  Portugal
Nacionalidade  Portugal
Ocupação Cineasta
IMDb: (inglês)

Teresa Morais Villaverde Cabral ComM (Lisboa, 18 de maio de 1966) é uma cineasta portuguesa.

Biografia[editar | editar código-fonte]

O seu primeiro filme, A Idade Maior, de 1989, teve estreia mundial na secção Fórum do Jovem Cinema da Berlinale e foi premiado no Festival de Dunquerque, em França (com os prémios de Melhor Actriz e Prémio CICAE), e no Festival de Valência, em Espanha (Prémio Especial do Júri). Três anos mais tarde, Três Irmãos (1992) deu o Prémio para a Melhor Actriz a Maria de Medeiros, no Festival de Veneza, atribuição repetida nos festivais de Cancun e Valência, onde o filme seria distinguido também com os prémios para a melhor realização e melhor fotografia. Os Mutantes (1998), apresentado na Selecção Oficial Un Certain Regard, do Festival de Cannes, foi a obra decisiva na projecção internacional da realizadora que, no Festival de Roma, recebeu o Prémio da ONU e valeu à actriz Ana Moreira, o prémio de Melhor Actriz nos festivais de Taormina e Buenos Aires, a par de um reconhecimento unânime dos críticos e do público português. Transe (2006), foi apresentado em Cannes e Toronto. Cisne (2011), exibido no Festival de Veneza, é o seu mais recente filme.

Tal como Pedro Costa, Joaquim Sapinho, Manuel Mozos, João Pedro Rodrigues, Marco Martins, entre outros, pertence à primeira leva de cineastas formados pela Escola Superior de Teatro e Cinema, que desenvolve a sua actividade nos anos noventa e que, regra geral, se empenha em criar filmes de autor. Estes novos cineastas serão beneficiados, em relação à geração precedente, pelos regulamentos estatais de apoio às primeiras obras e pelos critérios que permitem continuidade na atribuição desses subsídios.

A 7 de Março de 1997 foi feita Comendadora da Ordem do Mérito.[1]

Filmografia (realizadora)[editar | editar código-fonte]

  • A Idade Maior (1991)
  • Três Irmãos (1994)
  • Os Mutantes (1998)
  • Água e Sal (2001)
  • A Favor da Claridade (2004)
  • Visions of Europe (2004)
  • Transe (2006)
  • Cisne (2011)

Referências

  1. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Teresa Vilaverde". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 2016-03-03. 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]