Terminal High Altitude Area Defense

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Terminal High Altitude Area Defense
THAAD
The first of two Terminal High Altitude Area Defense (THAAD) interceptors is launched during a successful intercept test - US Army.jpg
O THAAD em uso em maio de 2013.
Tipo Míssil antibalístico
Local de origem  Estados Unidos
História operacional
Em serviço 2008-presente
Utilizadores  Estados Unidos
Histórico de produção
Data de criação 1987
Fabricante Lockheed Martin
Período de
produção
2008-presente
Quantidade
produzida
vários
Especificações (Dados do míssil)
Peso 900 kg (1 980 lb)[1]
Comprimento 6,17 m (6 200 mm)[1]
Diâmetro 340 mm (13 in)[1]
Alcance
Operacional
>200 km (120 mi)[1]
Velocidade Mach 8.24 ou 2,8 km por segundo[1]
Sistema de
orientação
Antimoneto de índio imagem infravermelha ogiva ótica

Terminal High Altitude Area Defense (THAAD), anteriormente chamado de Theater High Altitude Area Defense, é um sistema de mísseis antibalísticos do Exército dos Estados Unidos projetado para abater mísseis balísticos de alcance curto, médio e intermediário.[2] O THAAD foi desenvolvido para combater os ataques de mísseis Scud do Iraque durante a Guerra do Golfo, em 1991.[3] O míssil não carrega nenhuma ogiva, mas usa a energia cinética do impacto para destruir o míssil invasor. Um golpe de energia cinética minimiza o risco de explodir mísseis balísticos convencionais e mísseis balísticos com pontas nucleares não detonarão após um impacto de energia cinética.

Originalmente um programa do Exército dos EUA, o THAAD veio sob a administração da Agência de Defesa contra Mísseis. A Marinha dos Estados Unidos tem um programa semelhante, o Sistema de Defesa de Mísseis Balísticos Aegis, baseado no mar, que agora tem um componente de terra também ("Aegis em terra"). O THAAD deveria ter sido originalmente implantado em 2012, mas a implantação inicial ocorreu em maio de 2008.[4][5] O THAAD foi implantado nos Emirados Árabes Unidos, Turquia e Coreia do Sul.[6]

O sistema THAAD está sendo projetado, construído e integrado pela Space Systems da Lockheed Martin, que atua como contratante principal. Os principais subcontratados incluem Raytheon, Boeing, Aerojet, Rocketdyne, Honeywell, BAE Systems, Oshkosh Defense, MiltonCAT e Oliver Capital Consortium.[7]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre mísseis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.