Terminal Marítimo de Plataforma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Plataforma
Terminal, durante a reforma de 2014, visto de dentro do trem do Subúrbio.
Uso atual Lanchas Terminal marítimo
Proprietário Brasão de Salvador.svg Município de Salvador
Administração Brasão de Salvador.svg Prefeitura de Salvador
Linha Travessia Plataforma-Ribeira
Movimento 500 pax/dia (2014)[1]
Conexões Estação de Trem Urbano Estação Almeida Brandão
Informações históricas
Nome antigo Terminal Marítimo Almeida Brandão
Inauguração Década de 1980
Inauguração da
atual edificação
5 de abril de 2007 (12
anos)[2]
Localização
Plataforma está localizado em: Região Metropolitana de Salvador
Plataforma
Localização do Terminal Marítimo de Plataforma.
12° 54' 12" S 38° 29' 26" O
Endereço Plataforma
Município  Salvador
País  Brasil
Próxima estação
' '
Ribeira Ribeira
Plataforma

O Terminal Marítimo de Plataforma, ou Porto Hidroviário de Plataforma,[3] é uma estação do transporte aquático situado à beira da Baía de Todos-os-Santos, no bairro homônimo de Salvador, capital do estado brasileiro da Bahia.[4][5] Foi construído em 2007, após 24 anos sem uso da travessia.[6][7] É um dos terminais da Travessia Marítima Plataforma-Ribeira, conectando o Subúrbio à orla da Península de Itapagipe.[5][4] Tem importante para o turismo e mobilidade urbana pela conexão com a Ribeira (e suas atrações), pelas praias voltadas à baía, pelo famoso restaurante Boca de Galinha, além da proximidade à Estação Almeida Brandão do Sistema de Trens do Subúrbio de Salvador.[8][9][10]

Em seguida da reforma da administração municipal realizada em 60 dias e por 80 mil reais, o terminal voltou a funcionar no dia 30 de setembro de 2014.[4][5] Antes da reforma, o movimento no terminal eram de 200 passageiros diários; após, espera-se que os três barcos transportem mil pessoas em dias úteis e duas mil no fim de semana.[4][5] O terminal foi fechado pelos funcionários marinheiros devido ao vandalismo e à insegurança, o que provocou a diminuição em muito mais da metade da utilização do transporte.[11][12][13] O descaso municipal com a infraestrutura aquaviária ocorria desde 2012 e, somente resolvido depois da ação dos marinheiros que operam a travessia.[14][15][16][17] A situação foi objeto de ações legislativas de ao menos três vereadores, a fim da atenção da Prefeitura.[6][3][18]

O Terminal de Plataforma remonta ao Terminal Marítimo Almeida Brandão, o qual foi construído na década de 1980 e funcionou durante dez anos.[19] A recuperação do serviço, incluindo as estações, foi iniciada em 2006 com previsão de inauguração no aniversário de Salvador, 29 de março,[20] entretanto, ela ocorreu em 4 de abril de 2007.[2] Enquanto isso, na outra ponta, o da Ribeira só foi inaugurado em 12 de junho de 2008.[21]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. G1 Bahia; TV BA (25 de julho de 2014). «Travessia Plataforma-Ribeira volta a operar com segurança reforçada». G1. Consultado em 17 de janeiro de 2016 
  2. a b Subúrbio News (17/12). «DENÚNCIA: Terminal Marítimo de Plataforma está completamente abandonado». Consultado em 26 de Outubro de 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)
  3. a b Câmara Municipal de Salvador (28 de maio de 2013). «Revitalização do Porto Hidroviário de Plataforma». Consultado em 19 de abril de 2014 
  4. a b c d «Terminal de Plataforma é entregue completamente reformado». 1 de outubro de 2014. Consultado em 26 de Outubro de 2014 
  5. a b c d Da Redação (30 de setembro de 2014). «Reformado, terminal de Plataforma é entregue à população». Correio. Consultado em 26 de Outubro de 2014 
  6. a b Leo Prates (20 de março de 2013). «PROJETO DE INDICAÇÃO Nº 169/2013». Consultado em 26 de Outubro de 2014 
  7. G1 BA (31 de janeiro de 2012). «Moradores reclamam da falta de segurança no terminal da Plataforma». Consultado em 26 de Outubro de 2014 
  8. Gourmet e Gourmand (20 de dezembro de 2011). «Boca de galinha». Consultado em 26 de Outubro de 2014 
  9. Rafael Leal (12 de agosto de 2014). «Terminal marítimo de Plataforma passa por obras de revitalização». CBN Salvador. Consultado em 26 de Outubro de 2014 
  10. Portal do Arquiteto (9 DE MARÇO DE 2007). «Prefeito e governador visitam de trem o Subúrbio». Consultado em 26 de Outubro de 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)
  11. Da Redação (24 de julho de 2014). «Por insegurança, terminal de Plataforma suspende travessia». A Tarde. Consultado em 26 de Outubro de 2014 
  12. Tribuna da Bahia (26 de julho de 2014). «Moradores de Plataforma pedem segurança no terminal marítimo». Consultado em 26 de Outubro de 2014 
  13. radio100fm (11 ago 2014). «Terminal Marítimo de Plataforma passa por revitalização». Consultado em 26 de Outubro de 2014 
  14. Luan Santos (23 de setembro de 2012). «Travessia Ribeira-Plataforma fica parada». A TARDE. Consultado em 26 de Outubro de 2014 
  15. Bahia Notícias (24 de Julho de 2014). «Travessia entre Plataforma e Ribeira é suspensa por falta de estrutura». Consultado em 26 de Outubro de 2014 
  16. Rodrigo Meneses (16 out 2013). «Homens ferem 3 vigilantes em Plataforma». Jornal Massa!. Consultado em 26 de Outubro de 2014 
  17. REDAÇÃO (23/04). «113 dias de desrespeito com o Subúrbio. Terminal marítimo continua abandonado». Subúrbio News. Consultado em 26 de Outubro de 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)
  18. Câmara Municipal de Salvador (31 de outubro de 2013). «Palhinha solicita melhorias para Plataforma». Consultado em 26 de Outubro de 2014 
  19. G1 (17 de novembro de 2006). «TERMINAL MARÍTIMO DE SALVADOR PASSA POR REFORMAS». Consultado em 26 de Outubro de 2014 
  20. A Tarde (8 de março de 2007). «Trem baiano faz viagem inaugural». Revista Ferroviária. Consultado em 26 de Outubro de 2014 
  21. Revista Portuária Economia & Negócios (13 de junho de 2008). «Terminal Marítimo da Ribeira é inaugurado». Editora Bittencourt. Consultado em 26 de Outubro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Portos e estações aquaviárias de Salvador