Termofixos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo. Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Termofixos, termorrígidos[1] ou termoendurecidos são plásticos (polímero artificial) cuja rigidez não se altera com a temperatura, diferente dos termoplásticos que amolecem e fundem-se. A determinadas temperaturas, polímeros termofixos se decompõem, não então podendo ser fundidos e remoldados novamente.

Usado pelas maiores grifes europeias no acabamento de artigos de luxo de alto valor agregado que demandam resistência e durabilidade acima da média.

Propriedades[editar | editar código-fonte]

O aumento da temperatura promove a decomposição desses materiais antes de sua fusão, o que os torna não recicláveis mecanicamente. Baquelite, poliuretanos (PU) e poliacetato de Etileno Vinil (EVA), resinas poliésteres, resinas fenólicas, resinas epoxi e gelcoat são exemplos de plásticos termofixos.

São solidificados com aplicação do calor e não amolecem mais, ao contrário dos termoplásticos que utilizam o calor para a sua possível modelagem. Compreendendo as diferenças: O comportamento térmico de polímeros pode ser verificável: um brinquedo infantil de plástico (bola ou boneca) sob o sol escaldante adquire uma consistência macia, como se estivesse derretendo. Os polímeros termoplásticos são compostos de longos fios lineares ou ramificados. A vantagem deste material está na remodelagem, pois estes plásticos podem ser reciclados várias vezes.

Já os termofixos, como o próprio nome diz, possuem uma estrutura mais rígida, tudo se explica pela estrutura que os compõem: ligações cruzadas unem os fios de polímeros. Durante o preparo deste tipo de plástico, o mesmo é aquecido para formar pontes fixas na estrutura polimérica.

A baquelita é um exemplo de plástico termofixo, ela é usada para compor cabos de frigideira por ser dura, resistente e não condutora (o cabo não se aquece no fogo).

Reciclagem[editar | editar código-fonte]

Esta impossibilidade de fusão dificulta o desenvolvimento de um processo adequado de reciclagem destes polímeros.[2][3]

Exemplos[editar | editar código-fonte]

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Engenharia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.