Terra Indígena do Vale do Javari

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Índios do Vale do Javari reivindicam, no Fórum Social Mundial, em Belém, em 2009, ações na área de saúde do governo brasileiro na terra indígena

A Terra Indígena do Vale do Javari é uma terra indígena localizada nos municípios de Atalaia do Norte e Guajará, no oeste do estado do Amazonas, no Brasil.[1] Foi demarcada por decreto do presidente Fernando Henrique Cardoso em 2 de maio de 2001. É habitada por diferentes povos indígenas, como os marubos, matsés, matis, kanamari, kulina. Também se encontram, dentro da reserva, pelo menos quatro grupos isolados. É a região que apresenta a maior densidade de povos indígenas isolados no mundo.[2] Ao todo, os habitantes à época da demarcação somavam 3 961 indivíduos.

Problemas atuais[editar | editar código-fonte]

O Vale do Javari registra uma alta taxa de suicídios (142 para cada 100 mil habitantes), mais do que qualquer outro lugar no Brasil.[3] A região também sofre, atualmente, pressões predatórias de madeireiros, traficantes, caçadores e pescadores.[4]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Terra Indígena do Vale do Javari

Referências

  1. Terra Indígena Vale do Javari é finalmente homologada, Instituto Socioambiental
  2. MILANEZ, F. Guerra e Omissão. Carta Capital. São Paulo. Editora Confiança. 25 de novembro de 2015. p. 64,65.
  3. Nossa, Leonencio. «Suicídios no paraíso perdido». O Estado de S. Paulo. Grupo Estado. Consultado em 11 de agosto de 2015 
  4. MILANEZ, F. Guerra e Omissão. Carta Capital. São Paulo. Editora Confiança. 25 de novembro de 2015. p. 64,65.