Terra da Rainha Maud

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Terra da Rainha Maud, na Antártida

A Terra da Rainha Maud (Dronning Maud Land em norueguês) é um território da Antártida reclamado pela Noruega desde 1938. É uma dependência norueguesa desde 1957, embora este estatuto não seja reconhecido internacionalmente. A área reivindicada tem cerca de 2,5 milhões de km², e é um sector entre os meridianos 20º W e 44º38' E, onde começa o Território Antártico Australiano. O nome da área é dado pela rainha consorte da Noruega, Maud Carlota Maria Vitória. Maud de Gales.[1][2][3]

Referências

  1. «NORWAY IN THE ANTARCTIC» (PDF). CORE. Consultado em 9 de dezembro de 2021 
  2. «Norwegian Interests and Policy in the Antarctic» (PDF). Regjeringen.no. 9 de novembro de 2021 
  3. «Did you know that seven countries have claims in Antarctica? | South Pole 1911-2011». nettarkiv.npolar.no. Consultado em 10 de dezembro de 2021 
Ícone de esboço Este artigo sobre a localização da Terra da Rainha Maud é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.