Terra de Marie Byrd

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Mapa da Antártica, com as áreas reivindicadas por diversos países delimitadas por arcos coloridos. Marie Byrd Land é a área à esquerda, indicando que não existe reivindicação de qualquer nação.

Terra de Marie Byrd é uma porção de terra da Antártica a leste da plataforma de gelo Ross, ao sul do Oceano Pacífico, mais precisamente entre os meridianos 158° O e 103°24' O. O nome foi atribuído ao local em 1929, por Richard Byrd, que explorou a região no início do século XX, em homenagem à sua esposa.[1]

Visão geral[editar | editar código-fonte]

Devido a sua característica remota, mesmo para os padrões da Antártida, a maior parte da terra de Marie Byrd nunca foi reivindicada por nenhuma nação soberana, e é de longe o maior território não reclamado do planeta, com uma área de 1.610.000 km². A porção a oeste do meridiano 150° O faz parte da Dependência de Ross, uma região reivindicada pela Nova Zelândia.

Referências

  1. «Marie Byrd Land» (em inglês). United States Geological Survey. Consultado em 30 de agosto de 2009 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Antártida é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.