Teste de Finkelstein

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Teste de Finkelstein para tenossinovite de DeQuervain.

O teste de Finkelstein é usado para diagnosticar a síndrome de De Quervain em pessoas que tem dor no pulso. Para realizar o teste, o médico examinador segura o polegar e é realizado um desvio ulnar da mão. Se a dor ocorrer no rádio distal (topo do antebraço, próximo ao punho), há possibilidade da existência da síndrome.

O teste de Finkelstein foi descrito por Harry Finkelstein (1865-1939), um cirurgião norte-americano, em 1930.1

Referências

  1. Finkelstein, H., (1930): Stenosing tenosynovinitis at the radial styloid process. The Journal of Bone and Joint Surgery, 1930, 12: 509-540.