Tetê Medina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Setembro de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Tetê Medina
Nome completo Tereza Paiva Medina de Lima
Nascimento 29 de janeiro de 1935 (81 anos)
Rio de Janeiro, RJ
IMDb: (inglês)

Maria Thereza de Medina (Rio de Janeiro, 29 de janeiro de 1940), conhecida profissionalmente como Tetê Medina, é uma atriz, escritora e artista plástica brasileira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Tetê Medina atua na TV, no cinema e no teatro. Começou sua carreira fazendo um curso de interpretação teatral com Gianni Ratto, cenógrafo do Piccolo Teatro de Milano. Curso com Joe Chaikin, diretor do Open Theather de Nova York.

Atuou em peças como A china é azul (1972) - Prêmio Molière de melhor atriz, Calabar (1973) - peça proibida pela censura da época, Pippin (1974), Os Veranistas, de Gorki (1978) - Troféu Mambembe de melhor atriz, A Eterna Luta entre o Homem e a Mulher (1982) e Círculo das Luzes (2002). Está afastada da televisão desde 2001.

Em novelas, fez participações marcantes em Água Viva e Coração Alado.

Escreveu 6 peças de teatro, sendo uma delas O Homem de Rosto sem Face - Fez leitura na PUC, na Academia Brasileira de Letras, na Casa da Gávea.

Escreveu 38 livros de poesias, romances, romance policial, contos, novela literária e muitos outros.

Como artista plástica fez 900 desenhos em nanquim, giz colorido, lápis de cor, pastel, lápis tinta, tinta para tecido e uma lista de 90 idéias.

Fez ainda 4 performances.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão
Cinema

Teatro

  • 1965 - Electra
  • 1968 - Juventude em crise
  • 1968 - Hipólito - Indicada para o Molière de melhor atriz
  • 1970 - Alice no País Divino Maravilhoso - Indicada para o Molière de melhor atriz
  • 1970 - As Moças - Indicada para o Molière de melhor atriz
  • Ventos nos Ramos de Sassafrás
  • 1972 - A China é Azul - Prêmio Molière de melhor atriz
  • 1973 - Calabar, de Chico Buarque e Rui Guerra
  • 1974 - Pippin
  • Romanceiro da Inconfidência
  • 1978 - O Fado e a Sina de Mateus e Catirina
  • 1978 - Os Veranistas - Troféu Mambembe de Melhor Atriz
  • 1983 - A Eterna Luta Entre o Homem e a Mulher
  • Entre Outras...

Referências