Théodore de Banville

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Théodore de Banville
Nome nativo Théodore de Banville
Nascimento 14 de março de 1823
Moulins
Morte 13 de março de 1891
Paris
Cidadania França
Alma mater Lycée Condorcet
Ocupação poeta, dramaturgo, jornalista, crítico literário
Empregador Le Charivari
Movimento estético romantismo

Théodore de Banville (Moulins, 14 de março de 1823Paris, 13 de março de 1891) foi um poeta e escritor francês .

Discípulo de Vitor Hugo, publicou em 1842 sua primeira coletânea de versos: Les Cariatides, pela qual passou a ser especialmente considerado entre os homens de letras. Dois anos depois, publicou um segundo livro de versos: Les Stalactites, cujo sucesso foi ainda maior.

Tornou-se realmente conhecido após a publicação, em 1857, de suas famosas Odes Funambulesques. Publicou em 1867 Éxilés, que é considerada sua melhor obra. Escreveu ainda várias peças para teatro, entre elas Cousin du Roi (1857 e Socrate et Sa Femme (1885). Também escreveu Petit Traité de Poésie Française (1872). Banville foi um dos últimos poetas românticos da França.

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.