Thalassodromidae

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaThalassodromidae
Ocorrência: Cretáceo Inferior: Aptiano–Albiano
Restauração do Thalassodromeus sethi

Restauração do Thalassodromeus sethi
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Ordem: Pterosauria
(sem classif.) Azhdarchoidea
Família: Thalassodromidae
Kellner, 2007
Gêneros
ver texto
Sinónimos
  • Tupuxuaridae Martill, Bechly & Heads, 2007

Thalassodromidae é uma família de pterossauros do clado Azhdarchoidea do Cretáceo Inferior do Brasil.

Taxonomia[editar | editar código-fonte]

O clado foi inicialmente criado por Alexander Kellner em 2007 como uma subfamília, a Thalassodrominae, e incluía dois gêneros, Thalassodromeus e Tupuxuara.[1] Em 2008, um estudo demonstrou que os gêneros Thalassodromeus e Tupuxuara estavam mais relacionados com a família Azhdarchidae do que com a Tapejaridae, elevando o clado para a categoria de família distinta, Thalassodromidae[2] (a qual algumas vezes tem sido referida como Tupuxuaridae,[3] embora Thalassodrominae tenha prioridade[1][4]).

Gêneros incluídos na família Thalassodromidae
Gênero Espécie Idade Unidade Localização Notas
Tupuxuara Kellner & Campos, 1988 Tupuxuara longicristatus Kellner & Campos, 1988
Tupuxuara leonardii Kellner, 1994
Tupuxuara deliradamus Witton, 2009
Cretáceo Inferior (Aptiano-Albiano) formação Romualdo  Brasil Originalmente membro Romualdo da formação Santana
Thalassodromeus Kellner & Campos, 2002 Thalassodromeus sethi Kellner & Campos, 2002 Cretáceo Inferior (Aptiano-Albiano) formação Romualdo  Brasil Originalmente membro Romualdo da formação Santana

Filogenia[editar | editar código-fonte]

As relações do grupo são controversas, com alguns pesquisadores mantendo-o como uma subfamília de Tapejaridae,[5] enquanto outros mantém o grupo como uma família distinta, relacionada com a Azhdarchidae no clado Neoazhdarchia,[2][4], como clado-irmão da Tapejaridae,[6] ou como clado-irmão da Dsungapteridae.[7]

Azhdarchoidea

Azhdarchidae


Tapejaridae

Thalassodrominae




Chaoyangopterinae



Tapejarinae





Azhdarchoidea

Tapejaridae


Neoazhdarchia

Thalassodromidae




Chaoyangopteridae



Azhdarchidae





Azhdarchoidea

Dsungapteridae


Neoazhdarchia

Chaoyangopteridae




Azhdarchidae




Tapejaridae



Thalassodromidae






Azhdarchoidea

Tapejaridae


Neoazhdarchia


Thalassodromidae



Dsungaripteridae





Chaoyangopteridae



Azhdarchidae





Referências

  1. a b Kellner, A.W.A.; Campos, D.A. (2007). «Short note on the ingroup relationships of the Tapejaridae (Pterosauria, Pterodactyloidea». Boletim do Museu Nacional. 75: 1–14 
  2. a b Lü, J.; Unwin, D.M.; Xu, L.; Zhang, X. (2008). «A new azhdarchoid pterosaur from the Lower Cretaceous of China and its implications for pterosaur phylogeny and evolution». Naturwissenschaften. 95 (9): 891-897 
  3. Martill, D.M., Bechly, G., and Heads, S.W. (2007). "Appendix: species list for the Crato Formation." In: Martill, D.M., Bechly, G., and Loveridge, R.F. (eds.), 2007. The Crato Fossil Beds of Brazil: Window into an Ancient World. Cambridge University Press, Cambridge. Pp. 582–607.
  4. a b Witton, M.P. (2009). «A new species of Tupuxuara (Thalassodromidae, Azhdarchoidea) from the Lower Cretaceous Santana Formation of Brazil, with a note on the nomenclature of Thalassodromidae». Cretaceous Reserch. 30 (5): 1293–1300. doi:10.1016/j.cretres.2009.07.006 
  5. Pinheiro, F.L.; Fortier, D.C.; Schultz, C.L.; De Andrade, J.A.F.G.; Bantim, R.A.M. (2011). «New information on Tupandactylus imperator, with comments on the relationships of Tapejaridae (Pterosauria)». Acta Palaeontologica Polonica. 56 (3): 567-580. doi:10.4202/app.2010.0057 
  6. Headden, J.A.; Campos, H.B.N (2014). «An unusual edentulous pterosaur from the Early Cretaceous Romualdo Formation of Brazil». Historical Biology. doi:10.1080/08912963.2014.904302 
  7. Andres, B.; Clark, J.; Xu, X. (2014). «The Earliest Pterodactyloid and the Origin of the Group». Current Biology. doi:10.1016/j.cub.2014.03.030