Thalles Lima de Conceição Penha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Thalles
Informações pessoais
Nome completo Thalles Lima de Conceição Penha
Data de nasc. 18 de maio de 1995 (22 anos)
Local de nasc. São Gonçalo (RJ), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,85 m
Destro
Apelido Thallesmã, Balothalles
Informações profissionais
Clube atual Japão Albirex Niigata
Número 11
Posição Atacante
Clubes de juventude
2005–2007
2007–2013
Brasil Itaboraí Profute
Brasil Vasco da Gama
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2013–
2018–
Brasil Vasco da Gama
Japão Albirex Niigata (emp.)
00157 000(36)
0000 00000(0)
Seleção nacional3
2014–2015
2014
Brasil Brasil Sub-20
Brasil Brasil Sub-21
0023 0000(11)
0001 00000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 21 de outubro de 2017.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 26 de agosto de 2015.

Thalles Lima de Conceição Penha (São Gonçalo, 18 de maio de 1995) é um futebolista brasileiro que joga como atacante. Atualmente, defende o Albirex Niigata, emprestado pelo Vasco da Gama.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Vasco da Gama[editar | editar código-fonte]

Categorias de base[editar | editar código-fonte]

Thalles chegou ao Vasco com 12 anos de idade, depois de um jogo amistoso do seu time (na época o Itaboraí Profute) contra o Vasco. Atuando no Itaboraí Profute, Thalles chamou a atenção de Álvaro Miranda (na época diretor das categorias de base do Cruzmaltino), que o convidou a fazer um teste na Colina.[1]

Em 2013, aos 18 anos, Thalles foi promovido à equipe sub-20 e elogiado pelo até então diretor das categorias de base do clube, Mauro Galvão. O atacante foi um dos destaques do Vasco na conquista da Taça BH Sub-20 de 2013, marcando 3 gols na competição. Após grande ascensão, o Vasco renovou o contrato do jogador e aumentou a multa rescisória para cerca de € 20 milhões (aproximadamente R$ 60 milhões).[2] Aposta do clube para a Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2014, Thalles acabou subindo para os profissionais ainda no último trimestre de 2013.

2013[editar | editar código-fonte]

Thalles foi promovido à equipe profissional do Vasco da Gama pelo técnico Dorival Júnior. Seu primeiro jogo como profissional, foi no dia 13 de outubro, diante do Criciúma, quando o atacante entrou no fim do jogo válido pelo Brasileirão, em que o Vasco foi derrotado por 3–2 no Heriberto Hülse. No certame nacional, o Vasco lutava contra o rebaixamento e tinha a Copa do Brasil como segundo plano, escalando uma equipe de reservas; foi aí que o atacante obteve a sua primeira oportunidade como titular e não a desperdiçou: balançou as redes do Maracanã em duas oportunidades e ajudou o Cruzmaltino a vencer o Goiás por 3–2, porém, não evitou a eliminação do clube carioca pelo critério do gol qualificado (o Vasco havia perdido o jogo de ida por 2–1).[3] Marcou novamente em um jogo contra o Cruzeiro no Maracanã, ajudando o Vasco a vencer a partida por 2–1, válida pelo Brasileirão; mesmo assim não conseguiu evitar o rebaixamento do Vasco para a segunda divisão do futebol brasileiro.

2014[editar | editar código-fonte]

Thalles iniciou o ano de 2014, ainda como opção no banco de reservas. Entrou em campo no segundo tempo do clássico contra o Botafogo, pela quarta rodada do Campeonato Carioca, para dar a vitória ao Cruzmaltino por 1–0, marcando seu quarto gol na carreira, sendo os quatro gols marcados no Maracanã.[4] Marcou seu segundo gol em clássicos cariocas, contra o Fluminense também no Maracanã, no jogo de ida da semifinal da competição; o gol de Thalles, deu o empate para o Vasco da Gama em 1–1.

Thalles encerrou um jejum de seis jogos sem marcar, fazendo os dois gols da vitória de virada do Vasco por 2–1, sobre o Treze da Paraíba no Amigão, válida pela Copa do Brasil. No jogo contra o Oeste pela Série B, o atacante marcou o segundo gol da vitória por 2–0, e seu primeiro gol em São Januário.[5] Foi decisivo novamente na Copa do Brasil, contra a Ponte Preta no Moisés Lucarelli, fazendo o segundo gol da vitória por 2–0.

No segundo semestre, o jogador caiu de rendimento e perdeu espaço, marcando apenas mais dois gols na Série B. Mesmo assim foi importante para garantir o acesso do Cruzmaltino de volta para a Série A.

2015[editar | editar código-fonte]

Em 2015, Thalles jogou menos partidas, sendo cobrado publicamente pelo técnico Jorginho por estar acima do peso. Thalles atuou em apenas 30 jogos no ano e fez 4 gols, em uma temporada fraca para o jogador e para o time que caiu mais uma vez para a segunda divisão do futebol brasileiro.

2016[editar | editar código-fonte]

Logo na sua estreia na temporada de 2016, Thalles fez o segundo gol do Vasco na vitória por 2–0 sobre o Volta Redonda em São Januário, onde ele iniciou a jogada no meio de campo e correu para a área para finalizar. Ao marcar o gol, ele se emocionou. Na partida contra o Tigres, fez seu segundo gol no ano em uma cabeçada após cruzamento de Madson, garantindo a vitória por 2–0 no Estádio de Los Larios. Na partida contra o Bonsucesso, marcou dois gols e deu o passe para o gol de Nenê, na vitória por 3–1. No dia 27 de março de 2016, um domingo de Páscoa, Thalles marcou mais uma vez o gol da vitória vascaína por 1–0 em um clássico diante do Botafogo, dessa vez em São Januário. Voltou a marcar pelo Vasco da Gama na Copa do Brasil, deixando sua marca na estréia do Vasco na competição, contra o Remo no Mangueirão, com uma cabeçada potente, após bela trama na esquerda entre Nenê e Henrique, que resultou em um cruzamento certeiro do lateral-esquerdo; o gol de Thalles, deu a vitória ao Vasco da Gama por 1–0.

Thalles foi um dos heróis do acesso do Vasco à Série A de 2017, sendo muito importante na reta final da Série B com seus gols. Em meio à crise e incertezas que surgiram no Vasco, o atacante apareceu no momento em que medalhões não funcionaram tanto assim. Justamente na temporada em que começou escanteado, o atacante virou protagonista na hora certa, marcando cinco gols nas últimas sete rodadas.[6] Ele foi o vice-artilheiro do Cruzmaltino na temporada de 2016 com 13 gols em 47 partidas, entrando na maior parte delas no decorrer do jogo, sendo essa sua melhor temporada até então.

No dia 30 de novembro de 2016, Thalles chegou a um acordo com o clube para renovar seu contrato por três anos. Thalles tinha contrato até o fim de março de 2017, portanto já poderia assinar pré-contrato de graça com outro clube. Entretanto, prevaleceu a vontade do jogador de permanecer no Gigante da Colina, onde começou no futebol. O novo contrato é válido até 2019, mas ainda não está definido o mês final.

2017[editar | editar código-fonte]

Marcou o gol da vitória por 2–1 sobre o Resende, e o gol da vitória por 1–0 sobre a Portuguesa, ambos em São Januário, válidos pelo Campeonato Carioca. Marcou novamente na vitória do Vasco por 2–1 sobre o Vila Nova no Serra Dourada. O gol abriu o placar do jogo que classificou o Vasco para a próxima fase da Copa do Brasil.

Após longo tempo afastado da equipe para recuperar o peso ideal, Thalles voltou e marcou dois gols importantes fora de casa: primeiro no empate em 2–2 com o Coritiba na Vila Capanema, e depois na goleada por 4–1 sobre o Vitória no Barradão; ambos os gols em partidas válidas pelo Brasileirão.

Em 3 de dezembro de 2017, em razão de seus problemas de disciplina, somando a dificuldade de manter o peso ideal, o Vasco anunciou que Thalles está fora dos planos para a temporada 2018.[7]

Albirex Niigata[editar | editar código-fonte]

O Vasco definiu nesta sexta-feira (19) o empréstimo do atacante Thalles ao Albirex Niigata-JAP até o final de dezembro. O jogador que tem vínculo com o cruzmaltino até dezembro de 2019 estava fora dos planos da comissão técnica e não participou da pré-temporada no CT Vargem Grande.

O Albirex será apenas o segundo clube da carreira da cria das categorias de base vascaína. Thalles terá sua chance de voltar ao grande futebol que ele apresentava.

Gols pelo Vasco[editar | editar código-fonte]

Expanda a caixa de informações para conferir todos os gols de Thalles pelo Vasco da Gama.

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Sub-20[editar | editar código-fonte]

No Torneio de Toulon de 2014, marcou um gol contra a Coreia do Sul na estreia do Brasil na competição, quando a seleção brasileira venceu o jogo por 2–0.[8] Marcou um gol na final, quando o Brasil venceu a França por 5–2, e sagrou-se campeão. Com boas atuações no torneio, Thalles despertou o interesse de grandes clubes europeus como Chelsea, Manchester United, Arsenal, Liverpool e Napoli.[9] Após a conquista do Torneio de Toulon, o atacante foi convocado para ser o líder da seleção sub-20 em um torneio amistoso em Valência.[10] Na estreia do torneio, Thalles não balançou as redes mas deu uma assistência para o gol de Gabriel no empate com o Catar em 1–1. Marcou de pênalti na final do campeonato e o Brasil sagrou-se campeão ao vencer o Levante por 2–0. Foi titular da equipe também no Sul-Americano Sub-20 de 2015, onde marcou três gols.

Sub-21[editar | editar código-fonte]

Em 2014, Thalles foi convocado para um amistoso da Seleção Brasileira Sub-21 contra o México, visando as Olimpíadas de 2016.[11] O jogo na Vila Belmiro acabou empatado em 1–1 e Thalles que entrou após o intervalo do jogo perdeu uma chance clara de gol.[12]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Até 21 de outubro de 2017.

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional[a]
Competições
internacionais[b]
Outros

torneios[c]

Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Vasco da Gama 2013 7 1 1 2 8 3
2014 23 3 7 3 13 4 43 10
2015 13 0 8 3 9 1 30 4
2016 28 7 7 1 12 5 47 13
2017 12 2 4 1 13 3 29 6
Total 83 13 27 10 47 13 157 36
Total na carreira 83 13 27 10 47 13 157 36
  • a. ^ Jogos da Copa do Brasil
  • b. ^ Jogos de Torneios continentais
  • c. ^ Jogos de Campeonatos estaduais e Torneios amistosos

Títulos[editar | editar código-fonte]

Profissional[editar | editar código-fonte]

Vasco

Categorias de Base[editar | editar código-fonte]

Vasco
Seleção Brasileira

Referências

  1. «Conheça Thalles Lima, de 18 anos, nova aposta do Vasco para o ataque». EsporteBrasil. 15 de setembro de 2013. Consultado em 12 de dezembro de 2013 
  2. «Vasco estipula multa de R$ 60 milhões para saída de Thalles». EsporteInterativo. 26 de novembro de 2013. Consultado em 13 de dezembro de 2013 
  3. «Vasco vence, mas Goiás garante vaga na semifinal da Copa do Brasil». Globoesporte.com. 24 de outubro de 2013. Consultado em 13 de dezembro de 2013 
  4. «Vasco é melhor e vence Bota reserva no primeiro clássico carioca do ano». Globoesporte.com. 2 de fevereiro de 2014. Consultado em 2 de fevereiro de 2014 
  5. «Vasco vence o Oeste com gol de estreante e entra no G-4 da Série B». Globoesporte.com. 10 de maio de 2014. Consultado em 10 de maio de 2014 
  6. «Thalles: De escanteado a artilheiro, quando Vasco mais precisava». www.lance.com.br. Consultado em 28 de novembro de 2016 
  7. Fim da paciência: herói há um ano, Thalles está fora dos planos do Vasco
  8. «Thalles e Luan marcam e Seleção Sub-21 vence Coreia do Sul». Esportes.terra.com.br. 22 de maio de 2014. Consultado em 22 de maio de 2014 
  9. «Premier League clubs battling for young Brazilian star». Westernmorningnews.co.uk. 24 de maio. Consultado em 26 de maio  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  10. «Camisa 9 de 2018, Thalles lidera sub-20 na estreia em Valência». Globoesporte.com. 12 de agosto de 2014. Consultado em 14 de agosto de 2014 
  11. «Danilo e Thalles são convocados para amistoso da Sub-21». vasco.com.br. 14 de janeiro de 2014. Consultado em 14 de janeiro de 2014 
  12. «Atacante do Vasco perde chance incrível pela seleção sub-21». Sportv.com. 27 de janeiro de 2014. Consultado em 27 de janeiro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]