Thalles Roberto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Thalles
Thalles, durante apresentação em 2011.
Informação geral
Nome completo Thalles Roberto da Silva
Também conhecido(a) como Thalleco
Nascimento 8 de novembro de 1977 (37 anos)
Origem Passos, Minas Gerais
País  Brasil
Gênero(s) Música cristã contemporânea, pop rock, funk rock, black music
Ocupação(ões) Cantor
Instrumento(s) Guitarra, violão, baixo, bateria, pandeiro, piano,teclado
Extensão vocal Barítono
Período em atividade 1996-atualmente
Gravadora(s) Graça Music (2009-2014)
Universal Music (2014-atualmente)
Afiliação(ões) Palavrantiga, André Valadão, Gabriela Rocha, Damares
Página oficial Thallesroberto.com.br

Thalles Roberto, ou simplesmente Thalles (Passos, 8 de novembro de 1977) é um cantor, pastor, compositor, produtor musical, multi-instrumentista e arranjador brasileiro, mais conhecido pelo seu trabalho na música cristã contemporânea.[1] Foi músico de apoio do grupo mineiro Jota Quest e trabalhou com Jamil e Uma Noites por um período de um ano e meio. Após seu retorno a fé protestante, lançou, em 2009, o álbum Na Sala do Pai, que lhe rendeu projeção nacional, através de músicas como "Deus da Minha Vida", "Arde Outra Vez", "Deus da Força", dentre outras.[2] [3] O intérprete já foi indicado ao Grammy Latino e vencedor do Troféu Promessas, em várias categorias.

Após a relevância de seu álbum Na Sala do Pai, o cantor gravou um álbum ao vivo, de título Uma História Escrita pelo Dedo de Deus, que conteve as participações especiais de Gabriela Rocha e André Valadão. Em 2013, o cantor produziu Sejam Cheios do Espírito Santo, que recebeu críticas mistas e causou polêmica, principalmente por conta da música "Filho Meu". O disco mais recente de sua discografia é As Canções que eu Canto pra Ela, de canções românticas e não-religioso, em homenagem a sua esposa.

Biografia e carreira[editar | editar código-fonte]

Nascido em um lar evangélico, juntamente com sua família Thalles frequentava os cultos da Igreja Sara Nossa Terra na capital mineira e no ano de 1998 gravou um disco, e posteriormente com Nívea Soares e Samuel Mizrahy formaram um trio chamado Muitomais, e gravaram um álbum de nome homônimo.[4]

Em 2003, gravou pela Sony Music[4] o trabalho Acústico Gospel, que foi indicado na categoria Melhor álbum de música cristã em Língua Portuguesa no Grammy Latino daquele ano, mas foi pouco divulgado.[5]

A partir desse tempo o cantor começou a trabalhar com vários músicos e artistas, sendo integrante da banda de pop rock mineira Jota Quest. Entretanto, acabou se afastando do cristianismo. Após alguns anos de trabalho, passou a frequentar a Igreja Batista da Lagoinha em 2009.

Seu primeiro disco gravado pela Graça Music foi Na Sala do Pai.[3] Após este trabalho, gravou o DVD Na Sala do Pai e a coletânea Raízes.[4]

Em outubro de 2010, o cantor foi premiado no extinto Troféu Melhores do Ano na categoria Revelação. Como estava viajando, Ana Paula Porto, diretora da Graça Music recebeu ao vivo o prêmio.[6]

Em abril de 2011, participou do álbum Minhas Canções na Voz dos Melhores - Volume 4, cantando a canção "Escrita pelo Dedo de Deus", de autoria de R. R. Soares e que tornou tema do álbum que seria gravado posteriormente.[7]

No dia 30 de julho foi gravado seu primeiro DVD ao vivo, que também foi distribuído em CD duplo, intitulado Uma História Escrita pelo Dedo de Deus. O evento foi realizado no Chevrolet Hall, em Belo Horizonte, com um público de mais de cinco mil pessoas. O álbum também trouxe regravações de músicas do álbum Na Sala do Pai, participações especiais de André Valadão, Gabriela Rocha e Victor Aguiar.[8] O álbum tem as características do pop rock e soul em predominantemente todas as canções. A obra foi produzida por Jordan Macedo e ainda teve Alexandre Aposan como baterista e participação especial de Gabriela Rocha.[4] No dia 26 de fevereiro de 2012, foi ungido pastor pela Comunidade Evangélica Sara Nossa Terra, entretanto continua sendo músico.[9]

Seus 2 CDs Uma História Escrita pelo dedo de Deus são discos de platina dupla[10] e o DVD é disco de diamante.[11]

Em setembro de 2012, lançou Raízes 2 sob a produção de Fábio Aposan. O disco foi lançado pela Graça Music.[12] A cantora Damares usou do seu microblog para divulgar a nova participação, que é do próprio cantor que fará dueto na canção "A Dracma Perdida".[13]

Em 2014, deixa a Graça Music e fecha contrato com a Motown Records e gravou seu segundo álbum ao vivo, intitulado ID3.[14] [15]

Seu sucesso está intimamente relacionado à estratégia de aproximação das grandes gravadoras com o público gospel, que representa cerca de 22 % da população brasileira (mais de 42 milhões de pessoas). O mercado de música gospel movimenta mais de 1,5 bilhões de reais ao ano, o que atraiu a atenção dessas gravadoras para este nicho de mercado e os grandes lucros que cantores como Thalles Roberto podem proporcionar.[16]

Controvérsias[editar | editar código-fonte]

Thalles durante um show no Centro de Eventos do Ceará em janeiro de 2013.

Comumente tido como uma personalidade polêmica, Thalles se envolveu em várias controvérsias desde que tornou-se nacionalmente conhecido.[17] A primeira delas ocorreu em 2012, quando o cantor, através de uma rádio, convocou uma promoção, o qual passearia com um fã numa limusine. A polêmica fomentou uma discussão acerca do culto a artistas religiosos.[18] No entanto, em 2013 as controvérsias acerca do músico foram maiores.[19]

"Filho Meu"[editar | editar código-fonte]

Em 2013, através do lançamento do single "Filho Meu", a popularidade do cantor ficou prejudicada. Embora o clipe da música tenha alcançado mais de 500 mil visualizações em poucos dias,[20] a letra da canção foi criticada por teólogos, pastores e fãs do artista, que a rotularam de herética.[21] Na época, um comediante parodiou o clipe, e Thalles pediu-o, pessoalmente, que retirasse o vídeo do ar, porque estava sendo "perseguido" por conta da faixa.[22]

Show em União dos Palmares[editar | editar código-fonte]

Thalles deixou de se apresentar em um show no município de União dos Palmares, em julho de 2013. Segundo o cantor, não se apresentou pelo fato do cachê combinado não ter sido pago, houveram quebras contratuais e a estrutura oferecida era insuficiente para o evento, com técnicos de som e iluminação não sido pagos pela organização. O pastor que organizou o evento, por sua vez, afirmara que apenas a questão do cachê, que era incompleto, era verdade.[23] Parte do público do evento gravou um vídeo, acusando Thalles de ser mercenário.[24] O fato foi amplamente divulgado em meios de comunicação, fazendo com que o músico e seu empresário prestassem esclarecimentos.[25]

Bíblia do Thalles[editar | editar código-fonte]

Em 2015, o cantor causou polêmica com o lançamento de uma Bíblia, chamada ID3, a qual contém, também, um testemunho pessoal seu e fotos de sua carreira musical.[26] O caso repercutiu nas redes sociais, o que gerou a indignação do intérprete,[27] que gravou um vídeo, chamando pessoas que não gostam do seu trabalho e o criticam de "víboras do capeta", e pediu juízo divino sobre estes indivíduos.[28]

Cquote1.svg O jovem não lê Bíblia. O jovem gosta de música, gosta de louvor, de pular, de gritar, de celebrar. Mas muitos jovens têm dificuldade de ter consistência no relacionamento com Deus. Cquote2.svg
Thalles, no lançamento da Bíblia ID3.[26]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Como artista solo
Com outros grupos/artistas

Videografia[editar | editar código-fonte]

Indicações e Premiações[editar | editar código-fonte]

Troféu Melhores do Ano[editar | editar código-fonte]

Prêmios e indicações ao Troféu Melhores do Ano:

Ano Categoria Indicado Resultado
2012 Melhor Cantor Thalles Roberto Venceu
Melhor CD Uma História escrita pelo dedo de Deus Venceu
Melhor DVD Uma História escrita pelo dedo de Deus Venceu

Troféu Promessas[editar | editar código-fonte]

Prêmios e indicações no Troféu Promessas:[29]

Ano Categoria Indicado Resultado
2011 Revelação Thalles Roberto Venceu
Melhor música "Deus da Minha Vida" Indicado
Melhor DVD Na Sala do Pai Indicado
Melhor clipe "Deus da Minha Vida Indicado
Melhor cantor Thalles Roberto Indicado

Grammy Latino[editar | editar código-fonte]

Prêmios e indicações ao Grammy Latino:

Ano Categoria Indicado Resultado
2004 Melhor álbum de música cristã em língua portuguesa Acústico Gospel Indicado

Referências

  1. Gospel no divã. Thalles é consagrado pastor.. Visitado em 12 de março de 2012.
  2. LastFM. Thalles Roberto. Visitado em 12 de março de 2012.
  3. a b Super Gospel. Na Sala do Pai (Thalles Roberto) - Análise.
  4. a b c d CD Uma história escrita pelo dedo de Deus (Thalles) - Análise Super Gospel. Visitado em 31 de outubro de 2011.
  5. Biografia Thalles Roberto Biografia.
  6. Exibir Gospel. Troféu Melhores do Ano acontece com a ausência da maioria dos indicados, Página visitada em 13 de 10 de 2011
  7. Graça Music. Côletânea Minhas Canções
  8. Novo CD Thalles - Setembro 2011
  9. Gospel Prime. Thalles Roberto é ungido pastor na Sara Nossa Terra. Visitado em 28 de fevereiro de 2012.
  10. Graça Music. Premiado!. Visitado em 6 de março de 2012.
  11. Gospel Prime. Thalles Roberto recebe 3 discos de ouro e 1 de diamante. Visitado em 12 de março de 2012.
  12. Graça Music lança segundo volume da série Raízes com Thalles Roberto Gospel no Divã. Visitado em 6 de setembro de 2012.
  13. Loja Evangélica. Thalles Roberto também fará participação especial novo CD da cantora Damares Página visitada em 21 de fevereiro de 2013
  14. Sony anuncia parceria com a Dos3Music, gravadora de Thalles Roberto GMúsica GospelMais (20 de dezembro de 2013). Visitado em 26 de abril de 2014.
  15. Thalles Roberto assina distrato com Graça Music e fecha parceria com Sony Music. Visitado em 26 de abril de 2014.
  16. ANNA VIRGINIA BALLOUSSIER (5 de novembro de 2014). Indústria gospel afina receita para criar popstar Folha de São Paulo. Visitado em 5 de novembro de 2014. ""O mercado busca quem tem relacionamento real com as igrejas, pois vem de lá o público", diz Renata Cenizio, gerente da Universal Music Christian, o braço cristão da gravadora de Thalles Roberto."
  17. Souza, Tayse (17 de fevereiro de 2014). TOP 10 - Cantores gospel de maior destaque na atualidade O Propagador. Visitado em 3 de julho de 2015.
  18. Lopes, Leiliane (21 de novembro de 2012). Passeio em limousine com o cantor Thalles Roberto causa polêmica Gospel Prime. Visitado em 3 de julho de 2015.
  19. Andrade, Danilo (8 de janeiro de 2013). Thalles e André Valadão causam polêmicas com camisas do "P.Q.P." O Propagador. Visitado em 3 de julho de 2015.
  20. Com grande repercussão, novo clipe “Filho Meu” de Thalles Roberto causa polêmicas JovemX. Visitado em 3 de julho de 2015.
  21. Chagas, Tiago (7 de maio de 2013). Polêmico, clipe “Filho Meu” de Thalles Roberto atrai milhares de visualizações e críticas; “Uma das músicas mais heréticas que já ouvi”, diz pastor Renato Vargens Gospel+. Visitado em 3 de julho de 2015.
  22. Peres, Adoniran (16 de maio de 2013). Thalles Roberto retira da internet sátira de Nemer sobre seu vídeo clipe 'Filho Meu' Christian Post. Visitado em 3 de julho de 2015.
  23. Souza, Tayse (19 de janeiro de 2014). TOP 10 - Polêmicas gospel de 2013 O Propagador. Visitado em 3 de julho de 2015.
  24. Chagas, Tiago (22 de julho de 2013). Thalles Roberto se nega a fazer show e público o chama de “mercenário”; Organização do evento diz ter adiantado R$ 42 mil de cachê Gospel+. Visitado em 3 de julho de 2015.
  25. Thalles Roberto, diz que ‘não foi pelo dinheiro’, que ele não cantou em show de União dos Palmares Padom (22 de julho de 2013). Visitado em 3 de julho de 2015.
  26. a b Lopes, Leiliane (9 de abril de 2014). “Bíblia do Thalles Roberto” causa polêmica nas redes sociais Gospel Prime. Visitado em 3 de julho de 2015.
  27. Chagas, Tiago (13 de abril de 2015). Bíblia do Thalles: blogueiro aponta “mentiras e contradições” do cantor e seu novo produto Gospel+. Visitado em 3 de julho de 2015.
  28. Fique Sabendo - Thalles, Leonardo Gonçalves, Mara Maravilha, PG e muito mais O Propagador (29 de maio de 2015). Visitado em 3 de julho de 2015.
  29. IndicadosTroféu Promessas.
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Thalles Roberto