The Beatles: Get Back

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre um documentário. Para a canção dos Beatles, veja Get Back (canção de The Beatles).
The Beatles: Get Back
 Reino Unido Nova Zelândia Estados Unidos
2021 •  cor •  468 min 
Direção Peter Jackson
Elenco George Harrison
John Lennon
Paul McCartney
Ringo Starr
Billy Preston
Yoko Ono
Mal Evans
Gênero documentário
Música The Beatles
Companhia(s) produtora(s) Apple Corps
WingNut Films
Distribuição Walt Disney Pictures
Disney+
Lançamento 25, 26 e 27 de Novembro de 2021
Idioma inglês

The Beatles: Get Back é um documentário musical sobre o grupo de rock britânico The Beatles, que será lançado no Disney+ em 25, 26 e 27 de Novembro de 2021. Dirigido por Peter Jackson, o filme utiliza imagens captadas em janeiro de 1969 por Michael Lindsay-Hogg, incluindo várias sequências inéditas feitas durante os ensaios e as sessões de gravação do álbum Let It Be.

Originalmente um filme, agora é um documentário "evento de 3 partes" no Disney+, que serão 3 episódios que serão lançados entre os dias 25 e 27 de Novembro na plataforma de streaming.

História[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Let It Be (filme)

Por iniciativa de Paul McCartney, o filme Let It Be era sobre os ensaios e a gravação de novas músicas dos Beatles. O objetivo do projeto era o retorno às raízes em uma produção refinada e gravada "ao vivo" no estúdio, como durante a gravação de seu primeiro álbum, Please Please Me, de 1963. As primeiras horas das sessões e a atmosfera fria do Twickenham Studios dificultavam e o grupo estava perdendo sua coesão; George Harrison ainda decide deixar o grupo por alguns dias. O filme foi concluído com um concerto ao ar livre no terraço dos escritórios da Apple Corps, a companhia fundada pelos Beatles, e tornou-se a crônica de um grupo em plena ruptura.[1] Em 1970, foi apresentado nos cinemas e na televisão e, mais tarde, vendido no formato VHS, mas está em circulação desde a década de 1980. Falava-se em relançá-lo em DVD nos anos 2000, o que não aconteceu. Em 2018, Paul McCartney disse que uma nova edição mais positiva, que usaria outras imagens das muitas horas que foram filmadas, seria lançada no ano seguinte para comemorar o cinquentenário do lançamento da versão original.[2]

Produção[editar | editar código-fonte]

Peter Jackson em 2014.

Em 30 de janeiro de 2019, durante o cinquentenário do Rooftop Concert, a Apple Corps, em associação com a WingNut Films, confirma oficialmente o lançamento do documentário, e anuncia que a direção do mesmo seria feita por Peter Jackson.[3] Nas palavras do diretor neo-zelandês,

"Fiquei aliviado ao descobrir que a realidade é diferente do mito. Depois de rever os materiais coletados por Michael Lindsay-Hogg dezoito meses antes da separação, descobri um documento histórico inestimável. Claro, existem tensões, mas nenhuma das discórdias frequentemente associadas a este projeto. Observar John, Paul, George e Ringo trabalhando juntos para criar esses clássicos não é apenas fascinante, mas também engraçado, emocionante e surpreendentemente íntimo."[3]

Além disso, também foi anunciado o possível lançamento do filme original restaurado,[4] bem como a publicação de um livro que acompanharia o novo documentário.[5]

O documentário é baseado em 55 horas de filme gravado em 16 mm[6] por Michael Lindsay-Hogg[1] de 2[7] a 31 de janeiro de 1969,[8] mais 140 horas de pistas sonoras gravadas[1] com equipamentos Nagra.[nota 1][9] Em 11 de março de 2020, é anunciado que o projeto iria retornar ao título original concebido na época, Get Back.[1] A restauração das imagens foi realizada pela empresa Park Road Post Production, da Nova Zelândia,[10] a mesma equipe responsável pelo filme They Shall Not Grow Old.[11] A restauração de áudio foi realizada por Giles Martin e Sam Okell no Abbey Road Studios, em Londres.[10]

O vídeo completo do Rooftop Concert, com duração de 42 minutos, será incluído. A banda tocou Get Back três vezes, Don't Let Me Down e I've Got a Feeling duas vezes e One After 909 e Dig a Pony uma vez. Apenas as performances dos três últimos números foram incluídas no álbum, enquanto a terceira tomada de Get Back foi incluída na coletânea Anthology 3.[12] Trechos improvisados ​​de Danny Boy (pode ser ouvido no álbum), I Want You (She's So Heavy), God Save the Queen e A Pretty Girl Is Like a Melody também foram tocadas.[13]

Enquanto o filme Let It Be, lançado após a dissolução da banda, destacou a atmosfera sombria entre os membros, a nova edição exibe os momentos mais felizes das gravações[1] do que seria o último álbum da banda, embora gravado antes de Abbey Road. Distribuído pelos estúdios Walt Disney, seu lançamento nos Estados Unidos e no Canadá foi originalmente agendado para 4 de setembro de 2020,[6] mas foi adiado para 27 de agosto de 2021 devido à pandemia de COVID-19.[14]

Notas

  1. Roubados na década de 1970, mais de 500 carretéis dessas fitas foram encontrados em um armazém perto de Amsterdã durante uma operação policial em 2003.
Da tradução

Referências

  1. a b c d e Aswad, Jem (11 de março de 2020). «Peter Jackson's Beatles' Doc 'Get Back' Will Release in Theaters This September» (em inglês). Variety. Consultado em 25 de julho de 2020 
  2. Moore, Sam (19 de setembro de 2018). «Paul McCartney says "new version" of Beatles' 'Let It Be' film is in the works» (em inglês). NME. Consultado em 25 de julho de 2020 
  3. a b Lachasse, Jérôme (30 de janeiro de 2019). «Peter Jackson va réaliser un documentaire sur les Beatles à base d'images inédites» (em francês). BFM TV. Consultado em 25 de julho de 2020 
  4. Italie, Hillel (30 de janeiro de 2019). «With hours of never-seen Beatles footage, Peter Jackson making new documentary of Let It Be» (em inglês). The Star. Consultado em 25 de julho de 2020 
  5. Lifton, Dave (2 de janeiro de 2020). «New Beatles Book Suggests 'Get Back' Movie Is on the Way» (em inglês). Ultimate Classic Rock. Consultado em 25 de julho de 2020 
  6. a b Sokol, Tony (11 de março de 2020). «The Beatles: Get Back Documentary From Peter Jackson Gets Release Date» (em inglês). Den of Geek. Consultado em 25 de julho de 2020 
  7. Goodden, Joe (2 de janeiro de 1969). «Get Back/Let It Be sessions: day one» (em inglês). The Beatles Bible. Consultado em 25 de julho de 2020 
  8. Goodden, Joe (31 de janeiro de 1969). «Get Back/Let It Be sessions: day 20» (em inglês). The Beatles Bible. Consultado em 25 de julho de 2020 
  9. Fricke, David (20 de fevereiro de 2003). «The Beatles' Buried Treasure» (em inglês). Rolling Stone. Consultado em 25 de julho de 2020 
  10. a b Hersko, Tyler (12 de março de 2020). «Peter Jackson's Beatles Documentary Is Coming to Theaters in September» (em inglês). IndieWire. Consultado em 25 de julho de 2020 
  11. Siag, Jean (11 de março de 2020). «Le documentaire de Peter Jackson sur les Beatles sortira en septembre» (em francês). La Presse. Consultado em 25 de julho de 2020 
  12. Lifton, Dave (12 de março de 2020). «Beatles' 'Get Back' Movie Will Feature Complete Rooftop Concert» (em inglês). Ultimate Classic Rock. Consultado em 25 de julho de 2020 
  13. Goodden, Joe (30 de janeiro de 1969). «The Beatles' rooftop concert (Apple building)» (em inglês). The Beatles Bible. Consultado em 25 de julho de 2020 
  14. Aswad, Jem (12 de junho de 2020). «Beatles 'Get Back' Documentary, Directed by Peter Jackson, Delayed for a Year» (em inglês). Variety. Consultado em 25 de julho de 2020