The Death and Life of Great American Cities

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
The Death and Life of Great American Cities
Morte e Vida de Grandes Cidades (BR)
Autor(es) Jane Jacobs
Idioma Inglês
País  Estados Unidos
Assunto Políticas de reabilitação urbana
Localização espacial 1950-1960
Editora Random House, Nova Iorque
Lançamento 1961
Edição brasileira
Tradução Carlos S. Mendes Rosa
Editora Martins Fontes
Lançamento 2000
Páginas 510
ISBN 8533612184
Cronologia
The Economy of Cities

The Death and Life of Great American Cities (no Brasil traduzido como "Morte e Vida de Grandes Cidades"), escrito por Jane Jacobs, é um importante livro sobre planejamento urbano no século XX. Publicado pela primeira vez em 1961, o livro critica as políticas de planejamento modernistas, as quais, para a autora, destroem muitas comunidades de áreas centrais (inner cities) existentes.

Reservando suas críticas mais ácidas para o planejadores "racionalistas" (especificamente Robert Moses) das décadas de 1950 e 1960, Jacobs afirma na obra que o planejamento urbano modernista rejeita a cidade, porque rejeita os seres humanos que vivem em uma comunidade caracterizada pela complexidade em camadas e aparente caos. Os planejadores modernista usaram o raciocínio dedutivo para descobrir princípios pelos quais pudessem planejar as cidades. Dentre essas políticas, a mais violenta foi a renovação urbana; o mais prevalente foi e é a separação de usos (por exemplo, residencial, industrial, comercial). Essas políticas, segundo Jacobs, destroem comunidades e economias inovadoras através da criação isolada e antinatural de espaços urbanos.

A obra foi uma grande influência para o movimento Novo Urbanismo, que emergiu na década de 1980.

Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.