The Docks of New York

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
The Docks of New York
As docas de Nova Iorque[carece de fontes?] (PT)
Docas de Nova York[1] (BR)
Betty Compson e George Bancroft em cena do filme
 Estados Unidos
1928 •  p&b •  76 min 
Direção Josef von Sternberg
Roteiro Jules Furthman
John Monk Saunders (história)
Elenco George Bancroft
Betty Compson
Olga Baclanova
Gênero Drama
Romance
Distribuição Paramount Pictures
Lançamento 1928
Idioma Inglês
Página no IMDb (em inglês)

The Docks of New York (br: Docas de Nova York / pt: As docas de Nova Iorque) é um filme mudo de drama romântico estadunidense de 1928 dirigido por Josef von Sternberg. O roteiro de Jules Furthman adapta a história The Dock Walloper de John Monk Saunders.[2][3] Em 1999, o filme foi declarado "cultura, histórica ou esteticamente importante" pela Biblioteca do Congresso e selecionado para preservação pelo National Film Registry.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O tremendamente forte foguista de navio Bill recebe um dia de folga junto com o resto da tripulação de um navio a vapor e vai até a um bar (pub) nas docas de Nova Iorque. No caminho ele avista Mae se afogando e pula na água para salvá-la. Depois que a moça se restabelece, ela conta que tentara o suicídio por estar sem dinheiro. Bill se embriaga e resolve se casar com Mae, chamando um pastor para realizar a cerimônia. Todos desconfiam que ele partirá com o navio no dia seguinte por não ter ido atrás da licença de casamento, mas mesmo assim o matrimônio é realizado.

Recepção[editar | editar código-fonte]

The New York Times deu a The Docks of New York uma resenha positiva, porém, ressalvaram algumas falhas menores e o final absurdo.[4]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]