The Island of Dr. Moreau

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
The Island of Dr. Moreau
A Ilha do Dr. Moreau
Primeira edição (em Londres por Heinemann em 1896)
Autor(es) H.G.Wells
Gênero Ficção Científica
Lançamento 1896
Cronologia
The Wonderful Visit (1895)
The Wheels of Chance (1896)
Disambig grey.svg Nota: Se procura o filme de terror, dirigido por John Frankenheimer estrelado por Marlon Brando, veja The Island of Dr. Moreau (filme).

The Island of Dr. Moreau (A Ilha do Dr. Moreau, em português) é um romance de ficção científica de H.G.Wells lançado originalmente em 1896.[1]

História[editar | editar código-fonte]

O enredo fala de um médico que cria criaturas monstruosas em uma ilha tropical. Moreau é um cientista obcecado pela ideia de transformar animais em homens através de cirurgias e hipnose. A chamada vivissecção é o crime de que Moreau é acusado ao fazer suas experiências dolorosas em animais. Isto o leva a se refugiar na ilha onde desenvolve suas ideias.[2] Há, nesta obra, toda uma discussão sobre religião, ética científica e evolução.

Filme[editar | editar código-fonte]

O livro foi transformado em filme em 1977 tendo como ator principal Burt Lancaster. Mais recentemente, um filme estrelado por Marlon Brando, A Ilha do Dr. Moreau (1996), tentou contextualizar o enredo usando ciência moderna: engenharia genética e eletrônica. [3]

Televisão[editar | editar código-fonte]

1. Houve uma paródia em Os Simpsons, em um episódio de Dia das Bruxas, intitulado "A Ilha do doutor Hibbert".

2. Citado em vários episódios da série de Orphan Black, produzida pela BBC.

Histórias em Quadrinhos[editar | editar código-fonte]

Em 1977, a Marvel Comics publica edição especial de 30 páginas, The Island of Dr. Moreau #1 por Doug Moench e Larry Hama; baseando no filme de mesmo nome em 1977.

Também no Brasil, a Editora Abril publicou em 1991, a Classic Illustrated Nº 5 adaptada por Steven Grant & Eric Vincent.

No Brasil a Editora Mithos publicou em 2003, em uma revista da Liga da Justiça da América (JLA) da DC Comics, com versões de uma poderosa liga de homens-animais, por Roy Thomas e Steve Pugh. Trata da linha da DC Elseworlds, ou Túnel do Tempo no Brasil, onde personagens são colocados em outras situações e realidades além de suas cronologias oficiais.

A Marvel Comics possui a personagem chamada Alto Evolucionário, originalmente realizou manipulações genéticas em animais para evoluírem aos moldes das criaturas do Dr. Moreau. Com o passar do tempo suas aparições nas histórias da Marvel sempre estiveram realizadas com manipulação e evolução genética na Terra ou em outros mundos ficcionais como a Contra-Terra, e eventos com a participação dos Heróis Marvel como A Guerra do Alto Evolucionário.

A Marvel Comics possui a personagem David Moreau, um genengenheiro que trabalhou na nação insular fictícia de Genosha e desenvolveu um dispositivo para controle mental de mutantes, nas histórias em quadrinhos dos X-Men.

Em 2019, a Editora Norte Americana IDW lança uma série com sua versão da The Island of Dr. Moreau, por Ted Adams, Gabriel Rodríguez e Nelson Dániel.

Referências

  1. «H. G. Wells The Island of Dr. Moreau: Plot and Character Summary» (em inglês). Knoji, Social Commerce Labs. 29 de dezembro de 2012. Consultado em 29 de dezembro de 2012. Cópia arquivada em 29 de dezembro de 2012 
  2. «The Island of Dr. Moreau Summary» (em inglês). GradeSaver LLC. Consultado em 29 de dezembro de 2012. Cópia arquivada em 29 de dezembro de 2012 
  3. «A Ilha do Dr. Moreau, Filmes de Ficção Científica». Portal de Ensino de Ciências, Universidade São Paulo. 29 de dezembro de 2012. Consultado em 29 de dezembro de 2012 

2. Na série Orphan Black, o livro é citado inúmeras vezes pelos personagens, servindo como exemplo para a criação das clones do projeto Leda.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Canadas, Ivan. “Going Wilde: Prendick, Montgomery and Late-Victorian Homosexuality in The Island of Doctor Moreau.” JELL: Journal of the English Language and Literature Association of Korea, 56.3 (June 2010): 461-485.
  • Hoad, Neville. “Cosmetic Surgeons of the Social: Darwin, Freud, and Wells and the Limits of Sympathy on The Island of Dr. Moreau”, in: Compassion: The Culture and Politics of an Emotion, Ed. Lauren Berlant. London & New York: Routledge, 2004. 187-217.
  • Reed, John R., “The Vanity of Law in The Island of Doctor Moreau”, in: H. G. Wells under Revision: Proceedings of the International H. G. Wells Symposium: London, July 1986, Ed. Patrick Parrinder & Christopher Rolfe. Selinsgrove: Susquehanna UP / London and Toronto: Associated UPs, 1990. 134-44.
  • Wells, H. G. The Island of Dr. Moreau, Ed. Steven Palmé. Dover Thrift Editions. New York: Dover Publications, 1996.
  • Wells, H. G. The Island of Doctor Moreau: A Critical Text of the 1896 London First Edition, with Introduction and Appendices, Ed. Leon Stover. The Annotated H.G. Wells, 2. Jefferson, N.C., and London: McFarland, 1996.

Veja também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre ficção científica e fantasia é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.