The Lost World (romance de Michael Crichton)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Lost World
Mundo-perdido-capa.jpg
Capa da edição brasileira do livro, puplicada pela editora Rocco
Autor(es) Michael Crichton
Idioma Inglês
País Estados Unidos EUA
Género Ficção Científica, Aventura, Ação
Ilustrador Gregory Wenzel
Tradutor Aulyde Soares Rodrigues
Editora Rocco
Lançamento 1996
Páginas 458
ISBN 85-325-0632-1
Cronologia
Jurassic Park

The Lost World (No Brasil, Mundo Perdido), é um livro de ficção científica escrito por Michael Crichton e publicado em 1995. É uma sequência de O Parque dos Dinossauros, um dos maiores sucessos de Crichton, e que foi adaptado para os cinemas por Steven Spielberg em Jurassic Park, vencedor de três Oscars, 19 outros prêmios e 15 outras indicações. Mundo Perdido também foi adaptado por Spielberg para os cinemas em 1997 em O Mundo Perdido: Jurassic Park.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Seis anos após os eventos do primeiro livro, Ian Malcolm, junto com o paleontólogo Richard Levine, reúne uma equipe de pesquisa para a Isla Sorna, a "unidade de produção" onde os dinossauros do parque nasceram e cresceram.

Levine decide ir sem Malcolm, e ele planeja um resgate, com uma equipe composta por Jack Thorne, Eddie Carr, e duas crianças que foram sem que os outros percebecem — Arby Benton e Kelly Curtis.

Ao mesmo tempo, outra equipe — formada por Sarah Harding (ex-namorada de Malcolm), pelo geneticista Lewis Dodgson, Howard King e George Baselton — também vai à Ilha Sorna, com planos para roubar ovos de dinossauro para a Biosyn, a empresa rival da InGen, a empresa responsável pelo parque.

No caminho para a ilha, Dodgson joga Sarah para fora do barco para que ela morresse, mas ela é resgatada pelo grupo de Malcolm. O resto da equipe inteira de Dodgson — inclusive ele — é morta por dinossauros da ilha.

A equipe de Malcolm encontra Levine são e salvo.

Um ataque de Velociraptores acaba matando Eddie e outro ataque — desta vez, de Tiranossauros à procura de seu bebê — deixa Malcolm ferido, e ele fica durante algum tempo sob efeito de morfina, deixando-o propenso a falar longamente sobre a evolução na Isla Sorna, cujos dinossauros são anti-sociais em comparação com os da Isla Nublar, e ele acaba descobrindo que a InGen alimentou os dinossauros com ovelhas infectadas com uma doença de príons, o que tornou a vida dos dinossauros bem mais curta do que o normal; Segundo Malcolm, isso acarretará uma extinção dos dinossauros da Ilha.

Depois de sofrerem diversos ataques de Velociraptores, Kelly acaba descobrindo um barco em um prédio abandonado e o grupo escapa da ilha a salvo.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Dinossauros[editar | editar código-fonte]

Os seguintes dinossauros foram apresentados em Mundo Perdido:

Adaptação Cinematográfica[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: The Lost World: Jurassic Park

Depois do enorme sucesso do filme de Jurassic Park nos cinemas, Michael Crichton foi pressionado por muitos, para que fizesse uma sequência do primeiro livro. Ele recusou todas as ofertas até que o próprio Spielberg disse que estaria interessado em dirigir uma adaptação do filme da sequela, se fosse escrita. Crichton começou a trabalhar quase que imediatamente. Depois que o romance foi publicado em 1995, O Mundo Perdido: Jurassic Park começou a ser produzido em setembro de 1996.

Alguns elementos do livro foram usados também no terceiro filme da série, Jurassic Park III, tais como:

  • Billy Brennan rouba ovos de dinossauros, assim como o grupo de Lewis Dodgson fez em Mundo Perdido.
  • Os laboratórios do Complexo InGen se assemelham aos que foram apresentados no livro. Estes laboratórios não foram especificamente vistos em O Mundo Perdido: Jurassic Park, que apenas mostrou um prédio abandonado.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências


Portal A Wikipédia possui o(s) portal(is):
Portal da Arte