The Magnificent Yankee

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Magnificent Yankee
Nobre Rebelde (BR)
 Estados Unidos
1950 •  p&b •  89 min 
Direção John Sturges
Produção Armand Deutsch
Roteiro Emmet Lavery (roteiro e peça)
Francis Biddle (livro)
Elenco Louis Calhern
Ann Harding
Eduard Franz
Gênero Biografia
Música David Raksin
Direção de arte Cedric Gibbons
Arthur Lonergan
Direção de fotografia Joseph Ruttenberg
Efeitos especiais A. Arnold Gillespie
Figurino Walter Plunkett
Edição Ferris Webster
Companhia(s) produtora(s) MGM
Distribuição MGM
Lançamento Estados Unidos 20 de dezembro de 1950
Idioma Inglês
Página no IMDb (em inglês)

The Magnificent Yankee (Nobre Rebelde (título no Brasil) ) é um filme norte-americano de 1950, do gênero biografia, dirigido por John Sturges e estrelado por Louis Calhern e Ann Harding.

Produção[editar | editar código-fonte]

O Oliver Wendell Holmes da vida real em sua biblioteca. A foto foi tirada em torno de 1924.

The Magnificent Yankee é a biografia pouco fiel[1] de Oliver Wendell Holmes, jurista liberal da Suprema Corte dos Estados Unidos entre 1902 e 1932. O filme foi concebido por Dore Schary, chefe de produção da MGM, mais como uma produção de prestígio do que como uma capaz de gerar lucros para o estúdio.[2]

O roteiro, desenvolvido por Emmet Lavery, baseia-se em sua própria peça de mesmo nome, por sua vez baseada no livro Mr. Justice Holmes, do ex-secretário do biografado Frank Biddle. A peça foi representada 159 vezes na Broadway, entre janeiro e junho de 1946, sempre com Louis Calhern no papel principal.[3]

A título de recompensa, Calhern, responsável por excelentes atuações como coadjuvante na MGM, foi escalado pelo estúdio para reprisar na tela seu grande sucesso no palco.[2] O esforço valeu-lhe uma indicação ao Oscar, a única de sua carreira.

Em 1965, foi lançada uma versão para a TV, também baseada na peça, com o famoso casal Alfred Lunt e Lynn Fontanne nos papéis principais. Eduard Franz interpretou novamente o Juiz Louis Brandeis, personagem real que foi colega de Holmes.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Transcorrido em sua maior parte na moradia de Oliver Wendell Holmes em Washington, D. C., o filme mostra a convivência venturosa do juiz com a também inteligente esposa Fanny. Quando ela morre, ele fica profundamente abalado, mas continua a servir seu país. Entre os persongens históricos que desfilam pelo filme, destacam-se o juiz Louis Brandeis e o escritor Owen Wister.[1]

Premiações[editar | editar código-fonte]

Patrocinador Prêmio Categoria Situação
Academia de Artes e Ciências Cinematográficas Oscar Melhor Ator (Louis Calhern)
Melhor Figurino
Indicado
Indicado
Associação de Correspondentes Estrangeiros de Hollywood Golden Globe Melhor Ator em Filme Dramático (Louis Calhern) Indicado

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Louis Calhern Juiz Oliver Wendell Holmes
Ann Harding Fanny Bowditch Holmes
Eduard Franz Juiz Louis Brandeis
Philip Ober Owen Wister (narrador)
Ian Wolfe Adams
Edith Evanson Governanta Annie Gough
Richard Anderson Secretário Reynolds
Jimmy Lydon Secretário Clinton
Herbert Anderson Secretário Baxter

Referências

  1. a b BUTLER, Craig. «The Magnificent Yankee». AllMovie. Consultado em 09 de maio de 2014  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. a b EAMES, John Douglas, The MGM Story, Londres: Octopus Books, 1982 (em inglês)
  3. «The Magnificent Yankee». IBDB. Consultado em 09 de maio de 2014  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]