The Misfits (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde julho de 2007). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
The Misfits
Os Inadaptados[1] (PT)
Os Desajustados[2] (BR)
 Estados Unidos
1961 •  pb •  120 min 
Direção John Huston
Roteiro Arthur Miller
Elenco Clark Gable
Marilyn Monroe
Montgomery Clift
Género drama
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

The Misfits (br: Os Desajustados; pt: Os Inadaptados) é um filme estadunidense de 1961, do gênero drama, dirigido por John Huston e com roteiro de Arthur Miller.[3]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

A história inicia em Reno, Nevada quando as amigas Roslyn Taber e Isabelle Steers encontram num bar os cowboys de meia-idade Gay Langland e Guido. Roslyn é recém-divorciada e está deprimida, mas acaba atraída por Gay e vai morar com ele numa casa afastada, de propriedade de Guido. Este fica amigo de Isabelle. Os dois casais vão para um rodeio, onde Gay encontra o seu amigo peão Perce Howland, que está completamente sem dinheiro. Guido conta à Gay que ao sobrevoar a região selvagem com seu aeroplano, ele avistara cerca de quinze cavalos selvagens Mustang. Gay se entusiasma e convida Perce para ir com ele e Guido caçarem os cavalos. Roslyn vai junto com os cowboys, mas se desespera quando lhe contam que os cavalos capturados serão vendidos para abatedouros para servirem de alimento para cães.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Marilyn Monroe[editar | editar código-fonte]

Os Inadaptados foi gravado em 1961, com um guião escrito por Arthur Miller, marido de Monroe na época. Conta a história de três cowboys que competem pela atenção de uma bela mulher.

O filme marcou o fim do casamento de Marilyn e seria o último filme completado da atriz, que morreu no ano seguinte.

Em 2018, foi descoberta uma cena de nudez de Marilyn no filme. Na cena Marilyn Monroe contracena com Clark Gable e deixa cair o lençol que lhe cobria o corpo. O que por si só seria notícia, não fosse este um dos primeiros, se não mesmo o primeiro, registo nu de uma atriz americana na história do cinema caso tivesse entrado no filme.

Em 2018, o escritor Charles Casillo entrevistou Curtice Taylor, filho do produtor Frank Taylor, e descobriu que ele guardou a icónica gravação numa gaveta trancada desde a morte do pai em 1999.

O diretor do filme, John Huston, recusou incluir a cena de nudez, alegadamente por considerar que "não era necessária para a história". Por outro lado, o produtor Frank Taylor achou o momento tão importante que decidiu guardá-lo.[4]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.