The Ninth Hour

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
The Ninth Hour
Álbum de estúdio de Sonata Arctica
Lançamento 7 de outubro de 2016
Gravação 2016
Gênero(s) Power metal
Duração 62:06
Idioma(s) Inglês
Gravadora(s) Nuclear Blast
Produção Sonata Arctica
Cronologia de Sonata Arctica
Pariah's Child
(2014)

The Ninth Hour é o nono álbum de estúdio da banda finlandesa de power metal Sonata Arctica. Foi lançado em 7 de outubro de 2016, pela Nuclear Blast.

Antecedentes e gravação[editar | editar código-fonte]

O vocalista, tecladista e compositor Tony Kakko confirmou que o Sonata Arctica iria começar a gravar seu nono álbum de estúdio em abril de 2016 em vários estúdios na Finlândia, com a gravação e mixagem principais previstas para acontecer no Studio57 em Alaveteli, Finlândia. Ele também descreveu a capa deste novo álbum:[1]

Kakko diz que a inspiração musical para o álbum veio abrindo seus olhos e ouvidos e deixando tudo entrar.[2] O título do álbum é inspirado pela Nona Hora descrita na Bíblia, que é o momento em que as pessoas deveriam se sacrificar e sentir remorso, de acordo com o livro.[3]

Informações das faixas[editar | editar código-fonte]

A abertura e primeiro single é "Closer to an Animal", uma faixa em que Tony trabalhou dois anos antes da gravação do álbum e que foi colocada na mesa já no meio das sessões. Ela tem uma repetição, chamada "On the Faultline (Closure to an Animal)", que fecha a edição regular do álbum e marca a primeira vez que o tecladista Henrik Klingenberg usou um piano acústico com a banda. Ele citou uma influência de música dos anos 80 em seu trabalho na faixa.[2]

"Life" foi a primeira faixa na qual a banda trabalhou, mas também a última a ser finalizada, o que fez dela a mais alterada de todas nas sessões.[2] Segundo Tony, "nós tínhamos três versões diferentes. Eu não estava feliz, os rapazes estavam completamente empolgados pela primeira versão e escolheram-na como a versão deles. Mas eu pensei que ela estava bem horrível (risos). Eu falei pra eles: 'nós vamos suspendê-la'. Eu voltei a ela mais tarde e acho que acertei, editei algumas partes e mudou umas coisas."[4]

"Fairytale" é uma sátira momento político dos Estados unidos à época da gravação do álbum. "We Are What We Are" foi uma das poucas canções que Tony preparou em demo para mostrar para a banda antes das gravações. Diferentemente do que fez para o Pariah's Child, ele não gravou uma demo para toda canção que escreveu para The Ninth Hour. A faixa tem a participação especial de Troy Donockley, do Nightwish, tocando Overton low whistle. Tony mostrou a faixa para ele em meio a uma turnê Norte Americana e sugeriu sua participação.[2]

O baixista Pasi Kauppinen viu influências de música típica finlandesa em "Til Death's Done Us Apart". Tony apresentou "Among the Shooting Stars" ao resto da banda pela primeira vez durante as sessões do Stones Grow Her Name, mas eles a rejeitaram. Ele então trabalhou ela novamente para este álbum. Ela fala de um casal de lobos. "Rise a Night" resgata o power metal inicial deles e fala de um grupo de aventureiros partindo de seu planeta quase destruído para encontrar um novo lugar para sua raça, até chegarem à Terra.[2]

"Fly, Navigate, Communicate" é uma canção influenciada pelo Devin Townsend Project que compara as relações humanas a procedimentos de aviação (voar, navegar e comunicar, como indica o título em inglês). Tony a descreveu como a canção "mais dura, agressiva e rápida" do álbum. Alguns membros estavam até inseguros quanto a incluí-la no álbum.[2] "Candle Lawns" é outra canção reminiscente das sessões de Stones Grow Her Name. Tony a escreveu durante a mixagem do álbum para um projeto de filme de um amigo na América e depois a retrabalhou para The Ninth Hour. A faixa fala de uma criança descrevendo um cemitério.[2] Em outra entrevista, ele a descreveu como "uma história sobre amigos que são tão próximos que são praticamente irmãos e eles vão lutar juntos e têm a mesma carreira. Aí um deles é morto e diz ao amigo para cuidar de sua família por ele.[5]

"White Pearl, Black Oceans - Part II, 'By the Grace of the Ocean'" continua a história iniciada em "White Pearl, Black Oceans...", do Reckoning Night. Ela foi concebida inicialmente para ser o encerramento do álbum.[4] Conforme explica Tony:

Faixas[editar | editar código-fonte]

N.º Título Duração
1. "Closer to an Animal" (Mais Perto de um Animal) 5:25
2. "Life" (Vida) 5:07
3. "Fairytale" (Conto de Fadas) 6:39
4. "We Are What We Are" (Nós Somos o Que Somos) 5:25
5. "Till Death's Done Us Apart" (Até Que a Morte Nos Separe) 6:06
6. "Among the Shooting Stars" (Entre as Estrelas Cadentes) 4:10
7. "Rise a Night" (Levantar uma Noite) 4:28
8. "Fly, Navigate, Communicate" (Voe, Navegue, Comunique-se) 4:27
9. "Candle Lawns" (Gramados de Velas) 4:32
10. "White Pearl, Black Oceans - Part II, "By the Grace of the Ocean"" (Pérola Branca, Oceanos Negros - Parte II, "Pela Graça do Oceano") 10:13
11. "On the Faultline (Closure to an Animal)" (Na Falha Geológica (Fechamento de um Animal)) 5:34
Faixa bônus da edição digipack
N.º Título Duração
12. "Run to You" ("Correr até Você"; cover de Bryan Adams (escrito por Bryan e Jim Vallance)[6]) 3:34
Faixa bônus da edição japonesa
N.º Título Duração
10. "The Elephant" (O Elefante) 4:13

Créditos[editar | editar código-fonte]

Creditos adaptados do site oficial da banda:[6]

Músicos convidados
  • Troy Donockley - Overton low whistle em "We Are What We Are" (gravado no Warterworld Studio em North Yorkshire, Inglaterra)
  • Mikko P. Mustonen - orquestrações em "White Pearl, Black Oceans - Part II, 'By the Grace of the Ocean'"
  • Aaron Newport - declamações em "Closer to an Animal" e "The Elephant" (gravadas no Eleven Productions, Indianápolis, Indiana, Estados Unidos, por Victor Jobe)
  • Tónursson Chanters Group - vocais de apoio adicionais em "The Elephant" (gravados e mixados no Studio57 por Pasi Kauppinen)
Pessoal técnico
  • Svante Forsbäck - masterização no Chartmakers West
  • Janne "ToxicAngel" Pitkänen - capa e layout
  • Ville Juurikkala - fotografia da banda
  • Sonata Arctica - produção e arranjos

Paradas[editar | editar código-fonte]

Parada (2016) Maior

posição

 Áustria (Ö3 Austria Top 40)[7] 43
 Bélgica (Ultratop 50 Flandres)[8] 112
 Bélgica (Ultratop 40 Valônia)[9] 53
 Finlândia (IFPI)[10] 2
 França (SNEP)[11] 96
 Alemanha (Offizielle Top 100)[12] 22
 Itália (FIMI)[13] 68
Escócia (Scottish Albums Chart)[14] 96
Spanish Albums (PROMUSICAE)[15] 86
 Suécia (Sverigetopplistan)[16] 60
Suíça (Schweizer Hitparade)[17] 18

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. http://bravewords.com/news/sonata-arctica-the-ninth-hour-track-by-track-video-1-streaming  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  2. a b c d e f g Blabbermouth.net http://www.blabbermouth.net/news/sonata-arctica-the-ninth-hour-track-by-track-breakdown/  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  3. Brave Words & Bloody Knuckles http://bravewords.com/news/sonata-arctica-the-ninth-hour-video-trailer-part-3-posted  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  4. a b Amps and Green Screens http://ampsandgreenscreens.com/2016/10/05/sonata-arcticas-tony-kakko-ninth-hour-upcoming-tour/  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  5. Sabrina, Elise; Nicolas, Guillaume (6 de setembro de 2016). «"Humanity is at a place where we are waiting for something new, a new age, on some level. I'm really curious to see what that would be and I hope it will happen when I'm still around». Metal Chest of Wonders. Consultado em 29 de dezembro de 2017. 
  6. a b "The Ninth Hour (2016)".
  7. Sonata Arctica - The Ninth Hour (em alemão). Austriancharts.at. Hung Medien. Consultado em October 20, 2016.
  8. Sonata Arctica – The Ninth Hour (em holandês). Ultratop.be. Hung Medien. Consultado em October 15, 2016.
  9. Sonata Arctica – The Ninth Hour (em francês). Ultratop.be. Hung Medien. Consultado em October 15, 2016.
  10. Sonata Arctica – The Ninth Hour (em inglês). Finnishcharts.com. Hung Medien. Consultado em October 16, 2016.
  11. Sonata Arctica – The Ninth Hour (em francês). Lescharts.com. Hung Medien. Consultado em October 23, 2016.
  12. Offiziellecharts.de – Sonata Arctica – The Ninth Hour (em alemão). GfK Entertainment. Consultado em October 15, 2016.
  13. Sonata Arctica – The Ninth Hour (em inglês). Italiancharts.com. Hung Medien. Consultado em October 15, 2016.
  14. 2016-10-14 Top 40 Scottish Albums Archive | Official Charts (em inglês). UK Albums Chart. The Official Charts Company. Consultado em October 15, 2016.
  15. «TOP 100 ALBUMES — SEMANA 41: del 07.10.2016 al 13.10.2016» (em Spanish). Productores de Música de España. Consultado em 19 de outubro de 2016. 
  16. Sonata Arctica – The Ninth Hour (em inglês). Swedishcharts.com. Hung Medien. Consultado em October 15, 2016.
  17. Sonata Arctica – The Ninth Hour (em inglês). Swisscharts.com. Hung Medien. Consultado em October 19, 2016.