The Notebook (romance)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
The Notebook
O Diário da Nossa Paixão (PT)
Diário de Uma Paixão (BR)
Autor(es) Nicholas Sparks
Idioma Inglês
País  Estados Unidos
Gênero Romance
Editora Warner Books
Formato Impresso
Lançamento 1 de outubro de 1996
Páginas 224
ISBN 0-446-52080-2
Edição portuguesa
Editora Presença
Lançamento 13 de janeiro de 1999
Páginas 160
ISBN 9-722-32376-8
Edição brasileira
Editora Novo Conceito, Arqueiro
Páginas 240
ISBN 978-85-632-1920-6
Cronologia
O Casamento
(2003)

The Notebook é um livro de 1996 escrito por Nicholas Sparks, baseado em uma história real. O romance mais tarde recebeu uma adaptação para filme com o mesmo nome em 2004. O filme Zindagi Tere Naam, estrelado por Mithun Chakraborty, também é baseado no livro.[1]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

The Notebook é o primeiro romance publicado por Nicholas Sparks. Anteriormente, ele tinha escrito The Passing e The Royal Murders, porém nenhum dos dois foi publicado. Ele levou cerca de seis meses para escrevê-lo em 1994. A agente literária Theresa Park descobriu Sparks através de esboços do livro e resolveu ser sua representante. Em outubro de 1995, Park recebeu um adiantamente de $1 milhão para o livro da Time Warner Book Group e o romance foi publicado em outubro de 1997. Ele ficou na lista do mais vendidos da New York Times na primeira semana do lançamento.[2]

Sparks disse que se inspirou na história dos pais de sua esposa, que estavam casados há mais de sessenta anos quando os conheceu, para escrever o romance. No bloco de notas, ele tentou expressar todo o amor daquele casal.[3]

História[editar | editar código-fonte]

O romance começa com Noah Calhoun, um homem idoso, contando a seguinte história para uma mulher em uma casa de repouso:

Noah, 31, retorna da Segunda Guerra Mundial para sua cidade, New Bern, Carolina do Norte. Ele termina de restaurar sua casa em estilo antebellum, após o falecimento de seu pai. Enquanto isso, Allie, 29, vê a casa no jornal e decide visitá-lo.

Após 14 anos separados, eles se encontram de novo. Eles tiveram um breve romance de verão, quando a família de Allie foi visitar a cidade. Porém, acabam se separando por causa das diferentes classes sociais; Allie era de uma família rica e Noah trabalhava como operário em uma serraria. Ao olharem um para o outro, lembranças e emoções fortes tomam os dois. Eles jantam juntos e falam sobre suas vidas e do passado. Assim, Allie descobre que Noah havia escrito cartas para ela por um ano após se separarem e que sua mãe as escondia para que ela pensasse que o garoto havia a esquecido. Eles conversam sobre o que poderia ter acontecido entre eles, caso a mãe de Allie não tivesse interferido. No final da noite, Noah convida Allie para voltar no dia seguinte e diz que tem uma surpresa. Ela decide vê-lo de novo, enquanto seu noivo, Lon, está preocupado e decide ir até o hotel, uma vez que ela não responde seus telefonemas.

No dia seguinte, Noah leva Allie para um passeio de canoa em um pequeno lago cheio de cisnes e gansos. Ela fica encantada com tudo aquilo. No caminho de volta, são surpreendidos por uma tempestade e acabam encharcados. Ao voltarem para casa, eles falam novamente sobre o quão importante eram um para o outro e como seus sentimentos não mudaram. Assim, os dois se beijam.

Na manhã seguinte, a mãe de Allie aparece na casa de Noah e entrega a filha todas as cartas do rapaz. Quando ela vai embora, Allie percebe que tem uma decisão a tomar. Apesar de amar Noah, ela não quer machucar Lon. Noah pede para ela ficar com ele, mas ela decide ir embora. Allie chora no caminho até o hotel e começa as ler as cartas entregues pela sua mãe. Ao chegar no hotel, encontra-se com Lon.

O homem deixa de ler a história nesse momento e conta ao leitor que está lendo a sua esposa que sofre da doença de Alzheimer e que não o reconhece. Ele explica que também está doente, lutando contra um terceiro tipo de câncer e que sofre de doença cardíaca, insuficiência renal e artrite severa nas mãos.

Ele recomeça a ler a história e, dessa vez, descreve a vida dos dois: a sua carreira como um pintor notável, seus filhos, o passar do tempo juntos e, finalmente, o diagnóstico da doença de Alzheimer. Ele tinha mudado os nomes na história para protegê-la, mas ele é Noah e ela é Allie. Enquanto caminham juntos, Allie, embora não o reconheça, diz que sente algo por ele.

Naquela noite, eles jantam juntos. Referindo-se a história, ela diz que acha que Allie escolheu Noah. Ao reconhecer seu marido, ela diz que o ama. Eles se abraçam e conversam, mas, depois de quase quatro horas, Allie fica confusa. Ela começa a entrar em pânico e a ter alucinações, esquecendo quem é Noah de novo. Uma semana depois, após Noah ter um derrame e se recuperar, ele vai ao quarto de Allie à noite para vê-la. Ela se lembra de quem é ele, apesar da doença de Alzheimer, e fala que sentia a sua falta.

Referências