The Nutty Professor (1996)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o filme com Eddie Murphy. Para o filme com Jerry Lewis, veja The Nutty Professor (1963). Para a animação, veja The Nutty Professor (2008).
The Nutty Professor
O Professor Chanfrado[1] (PRT)
O Professor Aloprado[2] (BRA)
 Estados Unidos
1996 •  cor •  95[3] min 
Direção Tom Shadyac
Produção Brian Grazer
Russell Simmons
Coprodução James D. Brubaker
Produção executiva Karen Kehela
Jerry Lewis
Mark Lipsky
Roteiro David Sheffield
Barry W. Blaustein
Tom Shadyac
Steve Oedekerk
Baseado em The Nutty Professor de Jerry Lewis
Bill Richmond
Elenco Eddie Murphy
Jada Pinkett
James Coburn
Larry Miller
Dave Chappelle
Género comédia
Música David Newman
Direção de fotografia Julio Macat
Direção de arte Greg Papalia
Figurino Ha Nguyen
Edição Don Zimmerman
Companhia(s) produtora(s) Imagine Entertainment
Distribuição Universal Pictures
Lançamento Estados Unidos 28 de Junho de 1996
Brasil 13 de Setembro de 1996
Portugal 22 de Novembro de 1996
Idioma inglês
Orçamento US$ 54 milhões[4]
Receita US$ 274 milhões[4]
Cronologia
Nutty Professor II: The Klumps (2000)
Página no IMDb (em inglês)

The Nutty Professor (O Professor Chanfrado (título em Portugal) ou O Professor Aloprado (título no Brasil)) é um filme de comédia e ficção científica americano de 1996, dirigido por Tom Shadyac e estrelado por Eddie Murphy. É uma refilmagem do filme homônimo de 1963, dirigido e estrelado por Jerry Lewis, que por sua vez foi inspirado na clássica história de O Médico e o Monstro, escrita por Robert Louis Stevenson. O filme é co-estrelado por Jada Pinkett, Larry Miller, James Coburn, Dave Chappelle e John Ales. A trilha sonora original foi composta por David Newman. O filme ganhou o Oscar de Melhor Maquiagem em 1997.[5]

Murphy interpreta o professor universitário Sherman Klump, um homem inteligente e de bom coração que é obeso mórbido. Cientista pesquisador, acadêmico e palestrante, Klump desenvolve uma fórmula milagrosa, mas experimental, para perda de peso, e na esperança de conquistar o carinho da garota dos seus sonhos, testa-a em si mesmo. Como o Julius Kelp do filme original, o alter ego vigoroso, carismático, mas maligno de Klump leva o nome "Buddy Love". Murphy interpreta um total de sete personagens no filme, incluindo Sherman, a maioria da família de Sherman (exceto seu sobrinho, Ernie Klump Jr. interpretado pelo ator infantil Jamal Mixon), e uma paródia exagerada do guru fitness Richard Simmons.

O filme recebeu críticas positivas, elogiando especialmente a maquiagem e o desempenho de Murphy. O sucesso do filme gerou uma sequência, Nutty Professor II: The Klumps, que foi lançada em 2000. O filme foi relançado em Blu-ray no dia 6 de março de 2012, para celebrar o 100º aniversário da Universal Studios. [carece de fontes?]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Sherman Klump é um professor de genética de 35 anos, obeso e de bom coração. Certo dia, milhares de hamsters de laboratório invadem o campus da Wellman College, graças a um incidente causado por Sherman, o que o leva a ser advertido pelo reitor Dean Richmond, que demonstra desprezo e antipatia por ele devido aos estragos causados. Por causa de sua dificuldade em emagrecer com métodos normais, Sherman cria uma fórmula experimental que reconstrói o DNA de uma pessoa obesa, fazendo-a perder peso mais facilmente.[6]

Após o fim de sua aula, Sherman conhece, e se apaixona instantaneamente, por Carla Purty, uma graduada em química e grande fã do seu trabalho. Depois de um jantar com sua indelicada família disfuncional, Sherman convida Carla para um encontro e ela aceita, para sua surpresa. Os dois vão a uma boate frequentada pelos alunos e tudo parece correr bem, até Sherman se tornar o alvo de piadas do desagradável comediante Reggie Warrington, que zomba excessivamente dele por conta de seu peso, o humilhando na frente de toda a platéia. Sherman fica deprimido e, depois de ter um pesadelo no qual ele se torna um gigante faminto e destruidor, resolve testar seu próprio soro (que só havia sido testada em cobaias até então), perdendo 250 quilos em segundos. Oprimido por sua perda imediata de peso, ele sai e compra grandes quantidades de roupas de tamanho normal para comemorar, além de um Dodge Viper de 47 mil dólares, que ele põe na conta da faculdade. No entanto, Sherman descobre que os efeitos do soro são apenas temporários.

Escondendo sua verdadeira identidade, Sherman adota um pseudônimo, "Buddy Love", e se apresenta a Carla como um confidente do professor. Ele convida Carla para um encontro no mesmo clube novamente. Reggie está presente de novo, e Buddy se vinga do comediante, interrompendo seu show e o humilhando sem piedade para o deleite de todos. O lado "Buddy" de Sherman começa a desenvolver uma personalidade independente devido aos altos níveis de testosterona, transformando o seu eu de boa índole em um egoísta mulherengo e super-confiante. O assistente e amigo de Klump, Jason, vê Buddy fugindo do clube depois que ele é identificado como a pessoa que deixou o cartão de crédito de Klump no bar. Jason segue Buddy e testemunha sua transformação em Sherman Klump.

Na manhã seguinte, Dean Richmond marcou uma reunião com Sherman e o rico empresário Harlan Hartley para uma apresentação do soro na esperança de obter a doação de 10 mil dólares de Hartley para o departamento de ciências. No entanto, Sherman chega ao local como Buddy e acompanhado por Carla. Quando Richmond o vê, Carla convence Buddy a apresentar a fórmula no lugar de Sherman, fazendo-o ganhar todo o crédito pela invenção do professor. Hartley e Richmond estão muito impressionados, e Richmond o convida para o baile de ex-alunos na noite seguinte. Após isso, Buddy seduz três mulheres bonitas, e deixa Carla chocada ao propor sexo grupal. Ela vai embora enfurecida, enquanto Buddy convida as mulheres e várias outras mulheres para uma festa de arromba na casa de Sherman, onde ele acaba dormindo com as três mulheres. No dia seguinte, Sherman acorda como ele mesmo e fica chocado ao perceber os estragos que Buddy causou em sua casa. Carla vai procurá-lo e ao flagrar as três mulheres com quem Buddy dormiu, sai magoada, achando que Sherman e Buddy dividem as mulheres com quem saem.

Ao voltar para a faculdade, Sherman é surpreendido por uma ordem de demissão de Richmond, que não só o demite, mas diz alegremente que Buddy assumirá seu lugar no Alumni Ball. Sherman vê uma fita de vídeo provocadora de seu alter ego e decide que já teve o suficiente de Buddy, tomando a decisão de destruir todas as amostras de soro, com a ajuda de Jason. Sherman planeja acertar as coisas com Carla e obter a concessão de Hartley. Infelizmente, Buddy planejou isso escondendo uma amostra do soro em uma das latas de shake emagrecedor de Sherman, que Sherman bebe, fazendo com que ele se transformasse em Buddy novamente. Jason tenta impedi-lo de ir ao baile, mas Buddy o nocauteia com um único soco no rosto e foge.

No baile, Buddy demonstra os efeitos do soro para o público, mas Jason chega a tempo e confronta Buddy, pois ele descobriu que os níveis de testosterona de Buddy são letalmente altos em 60,000%. Buddy planeja beber uma grande soma da fórmula para se livrar de Sherman para sempre. Jason sabe que se ele beber, matará Sherman e possivelmente ele mesmo. Os dois entram em uma breve briga, mas Sherman começa a lutar com Buddy por dentro de seu corpo. Sherman finalmente derrota Buddy e volta para o seu estado normal, deixando todos, incluindo seus pais e Carla, chocados. Envergonhado, Sherman afirma que Buddy era quem ele pensava que ele e todos os outros queriam que ele fosse, e que ele deve se aceitar como realmente é. Quando ele abandona a festa, Carla vai atrás dele e pergunta por que ele mentiu. Ele diz que não acreditava que ela o aceitaria. Permanecendo amigos, Carla convida Sherman para ser seu acompanhante no baile e os dois compartilham uma dança juntos, sob o aplauso de todos. Richmond decide recontratar Sherman e Hartley afirma que fará a doação, pois Sherman, "além de um cientista brilhante é um cavalheiro".

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

The Nutty Professor foi o primeiro filme de Tom Shadyac a conter outtakes durante os créditos finais. [carece de fontes?] O filme também possui várias cenas de Murphy com o comediante Dave Chappelle, que interpreta o comediante ofensivo, Reggie Warrington. Grande parte do diálogo deles foi improvisado. [carece de fontes?] Murphy foi uma das maiores influências cômicas de Chappelle. O nome "Reggie Warrington" é Uma homenagem a Reginald e Warrington Hudlin, irmãos e diretores de um dos filmes anteriores de Murphy, Boomerang.[7]

Enquanto o filme foi feito com a ajuda de Jerry Lewis (ele foi produtor executivo do filme e da sequência de 2000, The Klumps), ele mais tarde retratou sua posição em uma entrevista na edição de 30 de janeiro / 6 de fevereiro de 2009 da revista Entertainment Weekly. Ele foi citado dizendo: "Eu tenho tanto respeito por Eddie, mas eu não deveria ter feito isso. O que eu fiz foi perfeito na primeira vez e tudo o que você vai fazer é diminuir essa perfeição deixando alguém fazer isso."[7][8] Lewis supostamente recusou uma participação no filme, alegando que o roteiro possuía muitas piadas sobre peidos.[9]

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

The Nutty Professor
Trilha sonora de Vários artistas
Lançamento 4 de junho de 1996
Gravação 1995-1996
Gênero(s) Hip hop, R&B
Duração 55:13
Idioma(s) Inglês
Gravadora(s) Def Jam Recordings, PolyGram
Produção Kenny Kornegay, James Earl Jones, DR Period, Dallas Austin, DJ Daryl, Babyface, Mark Rooney, Warren G, Big Jaz, Rashad Smith, DeVante Swing
Cronologia de Vários artistas
Nutty Professor II: The Klumps
Singles de The Nutty Professor
  1. "Ain't No N***a"
    Lançamento: 26 de março de 1996
  2. "Ain't Nobody"
    Lançamento: 21 de maio de 1996
  3. "I Like"
    Lançamento: 11 de junho de 1996
  4. "Last Night"
    Lançamento: 13 de fevereiro de 1996
  5. "Touch Me, Tease Me"
    Lançamento: 30 de abril de 1996
Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic 4 de 5 estrelas. link

Lista de músicas[editar | editar código-fonte]

N.º TítuloProducer Duração
1. "Touch Me, Tease Me" (Case featuring Mary J. Blige and Foxy Brown)Kenny Kornegay, Darrel Young 3:53
2. "I Like" (Montell Jordan featuring Slick Rick)Derick "D Man" McElveen, James Earl Jones 4;43
3. "My Crew Can't Go For That" (Trigger tha Gambler featuring D.V. Alias Khrist e Smoothe da Hustler)  3:49
4. "Ain't Nobody" (Monica featuring Treach e Naughty By Nature)Dallas Austin 4:47
5. "Pillow" (Richie Rich, D'wayne Wiggins e Rame Royal)  4:51
6. "Last Night" (Az Yet)Babyface, Mervyn Warren 4:28
7. "Come Around" (Dos of Soul)  3:56
8. "We Want Yo Hands Up" (Warren G featuring Malik)  3:44
9. "Ain't No Nigga" (Jay-Z featuring Foxy Brown)Big Jaz 4:27
10. "Breaker 1, Breaker 2" (Def Squad)  3:22
11. "Doin' It Again" (LL Cool J)Rashad "Ringo" Smith 4:00
12. "Nasty Immigrants" (12 O'Clock featuring Raekwon)4th Disciple 4:00
13. "Love You Down" (Da Bassment)DeVante Swing 5:04

Recepção[editar | editar código-fonte]

The Nutty Professor teve recepção favorável por parte da crítica especializada. Possui tomatometer de 66% em base de 54% críticas no Rotten Tomatoes. Tem 44% de aprovação por parte da audiência, usada para calcular a recepção do público a partir de votos dos usuários do site. O consenso do site afirma: "The Nutty Professor recorre ao humor juvenil com entusiasmo e frequência, mas o trabalho consistentemente engraçado de Eddie Murphy em papéis duplos significa mais para o público amar".[10][11]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

O filme foi um sucesso de bilheteria, abrindo com US$ 25,411,725 e alcançando uma soma doméstica de $128,814,019 e $145,147,000 internacionalmente, totalizando $273.961.019 no mundo todo.[4]

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia tem o

Oscar 1997 (EUA)

  • Venceu na categoria de melhor maquiagem.[5]

Globo de Ouro 1997 (EUA)

  • Recebeu uma indicação na categoria de melhor ator em comédia/musical (Eddie Murphy).[12]

Prêmio Saturno 1997 (EUA)

  • Venceu na categoria de melhor ator (Eddie Murphy ) e melhor maquiagem.
  • Indicado na categoria de melhor filme de fantasia.

BAFTA 1997 (Reino Unido)

  • Venceu na categoria de melhor maquiagem.
  • Indicado na categoria de meelhores efeitos visuais.

MTV Movie Awards 1997 (EUA)

  • Indicado nas categorias de melhor atuação em comédia (Eddie Murphy) e melhor atuação masculina (Eddie Murphy).

People's Choice Award 1997 (EUA)

  • Venceu na categoria de melhor filme de comédia.

Sequência[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Nutty Professor II: The Klumps

A sequência, Nutty Professor II: The Klumps foi lançado em 28 de julho de 2000. Diferente do primeiro filme, a continuação deu um destaque maior a família de Sherman, os Klumps.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. O Professor Chanfrado (em português) no CineCartaz (Portugal)
  2. O Professor Aloprado (em português) no AdoroCinema
  3. «THE NUTTY PROFESSOR (12)». British Board of Film Classification. 9 de julho de 1996. Consultado em 16 de novembro de 2014 
  4. a b c «The Nutty Professor (1996) - Box Office Mojo». boxofficemojo.com 
  5. a b «The 69th Academy Awards (1997) Nominees and Winners». Academy of Motion Picture Arts and Sciences. Consultado em 14 de agosto de 2016 
  6. Barbara Gancia (13 de setembro de 1996). «Gordura vira fraco fio condutor». São Paulo: Folha de S.Paulo. Consultado em 12 de junho de 2020 
  7. a b «15 Things You Probably Didn't Know About 'The Nutty Professor'». Mental Floss. 12 de janeiro de 2015. Consultado em 29 de janeiro de 2015 
  8. «Why 'The Nutty Professor' is still a classic after 51 years». New York Post. 7 de junho de 2014. Consultado em 29 de janeiro de 2015 
  9. Chris Nashawaty (23 de janeiro de 2009). «Jerry Lewis Looks Back on His Career Ahead of Honorary Academy Award». Entertainment Weekly 
  10. «The Nutty Professor (1996)» (em inglês). Rotten Tomatoes. Consultado em 9 de maio de 2014 
  11. Igor Gielow; de Londres (13 de setembro de 1996). «"Professor é doce", diz Eddie Murphy». São Paulo: Folha de S.Paulo. Consultado em 12 de junho de 2020 
  12. «Eddie Murphy Awards» (em inglês). AceShowBiz.com. Consultado em 9 de maio de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: The Nutty Professor (1996)