The Pied Piper (Disney)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2018). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, e ainda pode necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.
The Pied Piper
Cena do curta
No Brasil O Flautista Encantado
 Estados Unidos
1933 •  cor •  7 min 
Direção Wilfred Jackson
Produção Walt Disney
Gênero animação
fantasia
Idioma inglês
Cronologia
Lullaby Land
The Night Before Christmas

The Pied Piper (Brasil: O Flautista Encantado[1]) é um curta metragem de animação baseado na história do Flautista de Hamelin. O curta foi produzido pela Walt Disney Productions, dirigido por Wilfred Jackson, e lançado em 16 de setembro de 1933, como parte da série Silly Symphonies.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Na cidade de Hamelin, houve um problema de roedores que se espalharam e comeram toda a comida da cidade. O prefeito achou que estava se tornando um grande incômodo até que Flautista apareceu. O prefeito ofereceu-se para pagar-lhe um saco de ouro por seus serviços, ou pelo menos foi o que pensou o Flautista. Ele usou uma flauta para hipnotizar os ratos a segui-lo para fora de Hamelin. Em seguida, ele fez queijo com sua flauta, tentando os ratos para comê-los, e uma vez que todos os ratos estavam nos buracos do queijo, ele fez todos eles desaparecer junto com o queijo. Quando ele voltou, foi enganado e só foi lhe dado uma moeda de ouro. O motivo foi porque o prefeito disse que ele só estava soprando um tubo. Então, vendo como todas as crianças foram obrigadas a trabalhar duro e nunca se divertirem, o Flautista se vingou e tirou todas as crianças de Hamelin e as levou com ele. O prefeito e os adultos pensavam que ele estava blefando, mas era verdade. Então ele abriu na parte de uma montanha uma cidade chamada Joyland para as crianças, com um parque infantil e alguns doces, e e o Flautista e as crianças viveram felizes para sempre.


Referências

  1. «O Flautista Encantado». Brasil: CinePlayers. Consultado em 9 de dezembro de 2018 
Ícone de esboço Este artigo sobre um curta-metragem é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.