The Stooges (álbum)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Stooges
Álbum de estúdio de The Stooges
Lançamento Estados Unidos 5 de agosto de 1969
Reino Unido Setembro de 1969
Gravação junho-julho de 1969
Gênero(s) Protopunk, Rock experimental
Duração 34:33
Gravadora(s) Elektra
Produção John Cale
Opiniões da crítica

O parâmetro das opiniões da crítica não é mais utilizado. Por favor, mova todas as avaliações para uma secção própria no artigo. Veja como corrigir opiniões da crítica na caixa de informação.

Cronologia de The Stooges
Último
Último
Fun House
(1970)
Próximo
Próximo


The Stooges é o álbum de estreia da banda estadunidense de protopunk de mesmo nome, lançado em 1969. É considerado um dos discos precursores do punk rock, influenciando músicos que mais tarde formariam bandas que se tornariam símbolos do gênero, como Ramones, Sex Pistols e The Clash. Contém faixas como "I Wanna Be Your Dog" e "1969", que viraram clássicos imortais, com diversos covers e homenagens de outros grupos. O disco foi produzido por John Cale, conceituado músico do influente Velvet Underground, mas sua mixagem foi desaprovada pela banda e pela gravadora. A versão escutada no disco contém a mixagem de Iggy Pop e de Jac Holzman, na época dono da gravadora.

História do álbum[editar | editar código-fonte]

Para seu álbum de estreia, os Stooges tinha a intenção de gravar cinco músicas: "I Wanna Be Your Dog", "No Fun", "1969", "Ann", e "We Will Fall". Essas cinco músicas eram o repertório dos shows ao vivo e essencialmente a base dos Stooges naquele tempo. As músicas típicas dos Stooges nesse período envolvem 2 minutos de canções compostas seguidas de vários minutos de improvisação. Supondo que as cinco canções normalmente seriam gravadas para cobrir as necessidades para o álbum, a banda foi informada pela Elektra que precisava de mais material. De acordo com Iggy Pop, "Entregamos (a versão com cinco músicas do álbum) e eles recusaram. Eles disseram, 'Não há músicas suficientes!' Então, nós mentimos, e disse: 'Tudo bem, temos muito mais músicas.'" (notas do relançamento de 2005, pág. 9)

Na realidade, os Stooges foram cerca de um dia à frente de si mesmos quando Iggy fez essa afirmação com a Elektra, durante a noite, o grupo escreveu mais três músicas, "Real Cool Time", "Not Right" e "Little Doll", e tocaram pela primeira vez no estúdio.

Uma mixagem inicial pelo produtor John Cale (ex-Velvet Underground) foi rejeitada pela Elektra. A mixagem ouvida no álbum foi feita por Iggy Pop e pelo presidente da Elektra Records, Jac Holzman. Quatro das faixas mixadas por John Cale seriam lançadas mais tarde como bônus na versão do álbum relançada em 2005. Cinco anos depois, todas as faixas mixadas por Cale foram relançadas sem alterações na edição de colecionador do álbum em 2010.

Em 2003, o álbum foi classificado o 185º melhor álbum de sempre pela revista Rolling Stone.

Faixas[editar | editar código-fonte]

Todas as faixas foram compostas por Dave Alexander, Ron Asheton, Scott Asheton e Iggy Pop.

Lado A
# Título Duração
1. "1969"   4:05
2. "I Wanna Be Your Dog"   3:09
3. "We Will Fall"   10:18
Lado B
# Título Duração
1. "No Fun"   5:15
2. "Real Cool Time"   2:32
3. "Ann"   2:59
4. "Not Right"   2:51
5. "Little Doll"   3:20

Créditos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Weisbard & Marks, 1995. p.378
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de The Stooges é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.