The Surprise of a Knight

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
The Surprise of a Knight
1929 •  10 min 
Direção "Oscar Wild"
Elenco Dois homens desconhecidos
Idioma filme mudo

The Surprise of a Knight é um filme pornográfico gay estadunidense. Lançado provavelmente em 1929, é notável por ser um dos primeiros conhecidos a serem filmados no gênero.[1]

Início[editar | editar código-fonte]

Os primeiros filmes a serem feitos apresentando homens nus foi dirigido por Eadweard Muybridgeentre 1880 e 1890 como parte de estudos sobre a locomoção humana. [2]

Filmes pornográficos hardcore, ou explícitos (na época chamados de "stag films") apareceram primeiramente na europa em 1908. Por volta de 1920, as primeiras cenas explícitas homossexuais apareceram no filme Le ménage moderne du Madame Butterfly.[3][4]

Entrementes, como a maioria dos filmes que vieram após essa época,Le ménage moderne du Madame Butterfly apenas apresentava atos sexuais masculinos como subversivos, firmemente estabelecidos nos padrões de heterossexualidade, usualmente apresentando atos sexuais gays ao lado de apresentações bissexuais. (e.x., cantato sexual homem-homem aparecem enquanto há intercurso héterosexual).[1][3]

A maioria dos historiadores consideram genuínamente estadunidense o stag filme A Free Ride,[5] produzido e lançado em 1915. [6][7]

A ilegalidade de filmes pornográficos explícitos nos Estados Unidos nos anos de 1920 e 1930 significa que nem seu produtor ou ator dos créditos de The Surprise of a Knight são identificáveis. Entrementes, pesquisadores tem datado o filme de pelo menos 1929[8] (embora alguns estime em 1930).[1][3] Isso faz de The Surprise of a Knight o primeiro filme pornográfico gay na história da cinegrafia americana. [1][3]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O filme começa com uma elegante "mulher" de cabelo curto que termina de vestir-se para um visitante. Assim que a "mulher" termina, ela levanta sua saia para revelar uma mancha espessa de pêlos pubianos. Neste ponto, um intertítulo revela que o roteirista é o "Oscar Wild" (claramente um pseudônimo).[3]

A "senhora" vai para o sala e lhe oferece ao bem apessoado homem uma bebida. Ele recusa, e ela bebe o coquetel. Eles conversam brevemente, e depois começam a beijar-se. Sempre que o cavalheiro visitante coloca suas mãos sobre os seios ou virilha da "senhora" ela empurra sua mão. Finalmente, ela lhe dá um tapa timidamente. A "senhora" depois pede desculpas por sua agressividade tendo relações roais no parceiro.

A "senhora", em seguida, abaixa-se empina suas nádegas para cima no sofá. É revelado que ela não tem nenhuma roupa de baixo se seu vestido. O Cavalheiro, em seguida, copula com "dama" analmente (embora nenhuma penetração seja realmente mostrada). Após um minuto ou algo assim, o cavalheiro se retrai e se senta novamente no sofá. A "senhora" gira suas nádegas no ar. Esta o induz a montá-la analmente novamente. Ambos os indivíduos atingem orgasmo, e o cavalheiro sai da sala. A "senhora" se levanta e levanta as saias para revelar que "ela" é realmente um ele. O segundo Intertítulo do filme anuncia "Surprise". Seu pênis está exposto. O homem travestido dança levemente, certificando-se que seu pênis balançe para cima e para baixo no ar. O cavalheiro reentra na visão da câmera e ajuda o outro homem a remover sua saia e maior parte de sua outra roupa. O cavalheiro visitante (agora completamente vestido novamente) dança brevemente com o homem nu. A "moça" retorna para o quarto e o filme acaba.

Críticas[editar | editar código-fonte]

The Surprise of a Knight marcou um breve período de pornografia homossexual explícita na era dos filmes stag. Pouco mais de uma ano depois, A Stiff Game, mostraria um afro-americano realizando sexo oral em um homem caucasiano em plena era de segregação americana.[8] A aparição de contato sexual gay iria acabar logo, aparecendo novamente apenas com a autorização para filmagens do gênero em 1970. [8]

Thomas Waugh e Linda Williams argumentaram que The Surprise of a Knight é um filme repleto de dificuldades de interpretação. Williams observa que o personagem principal (a "senhora") é no traje, mas os figurinos são a antítese do filme pornográfico hardcore (em que a nudez e a exposição dos órgãos genitais e penetração durante o ato sexual são fundamentais). [2] "As roupas costumadas no filme roubam o show..." e Thomas Waugh coloca, "...ou transforma-se numa grotesca distração..."[9] A revelação do pênis da "moça" não é uma surpresa verdadeira, Waugh conclui, pois as audiências sabiam dos filme que eles estava adquirindo.[3]

O uso do travestismo em The Surprise of a Knight também afasta o público dos artistas na tela, Waugh argumenta. O personagem principal do filme é uma drag queen, e ainda assim quase todos os membros da audiência poderia dizer que eles não eram drag queens.[8] Waugh não vê o filme retratar os homossexuais na tela, mas reafirmando heteronormatividade e os estereótipos negativos de gays.[8] [10]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d Burger, John R. One-Handed Histories: The Eroto-Politics of Gay Male Video Pornography. New York: Harrington Park Press, 1995. ISBN 1560238526
  2. a b Williams, Linda. Hard Core: Power, Pleasure, and the "Frenzy of the Visible." Expanded ed. Berkeley, Calif.: University of California Press, 1999. ISBN 0520219430
  3. a b c d e f Waugh, Thomas.Hard To Imagine. New York: Columbia University Press, 1996. ISBN 0231099983
  4. Slade, Joseph. "Bernard Natan: France's Legendary Pornographer." Journal of Film and Video. 45:2-3 (Summer-Fall 1993).
  5. The Surprise of a Knight (em inglês) no Internet Movie Database
  6. Knight, Arthur, and Alpert, Hollis. "The Stag Film." Playboy. November 1967.
  7. Di Lauro, Al and Rabkin, Gerald. Dirty Movies: An Illustrated History of the Stag Film, 1915-1970. New York: Value Proprietary, 1988. ISBN 0517246821
  8. a b c d e Waugh, Thomas. "Homosociality in the Classical American Stag Film: Off-Screen, On-Screen." Porn Studies. Linda Williams, ed. Durham, N.C.: Duke University Press, 2004. ISBN 0822333120
  9. Waugh,Hard To Imagine, 1996, p. 314.
  10. Burger, John Robert (1995). One-handed histories: the eroto-politics of gay male video pornography. [S.l.]: Routledge. p. 7. ISBN 9781560248606 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]