The Thin Red Line (1998)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
The Thin Red Line
A Barreira Invisível (PT)
Além da Linha Vermelha (BR)
Pôster de divulgação
 Estados Unidos
1998 •  cor •  170 min 
Direção Terrence Malick
Produção Robert Michael Geisler
Grant Hill
John Roberdeau
Roteiro Terrence Malick
Baseado em James Jones
Elenco Sean Penn
Adrien Brody
Jim Caviezel
Ben Chaplin
George Clooney
John Cusack
Woody Harrelson
Elias Koteas
Nick Nolte
John C. Reilly
John Travolta
Género Guerra
Drama
Música Hans Zimmer
John Powell
Cinematografia John Toll
Edição Leslie Jones
Saar Klein
Billy Weber
Companhia(s) produtora(s) 20th Century Fox
Geisler-Roberdeau
Phoenix Pictures
Distribuição 20th Century Fox
Lançamento Estados Unidos 25 de dezembro de 1998
Brasil 26 de fevereiro de 1999
Portugal 26 de fevereiro de 1999
Idioma Inglês
Orçamento US$ 52 milhões[1]
Receita US$ 98.126.565[1]
Página no IMDb (em inglês)

The Thin Red Line (br: Além da Linha Vermelha/pt: A Barreira Invisível) é um filme de guerra americano de 1998 que conta uma história fictícia das Forças Armadas dos Estados Unidos durante a Batalha de Guadalcanal na II Guerra Mundial. Mostra os homens da Companhia C, em particular, os soldados interpretados por Sean Penn, Jim Caviezel, Nick Nolte, Elias Koteas e Ben Chaplin.

O filme marcou o retorno do diretor Terrence Malick a produção de filmes depois de 20 anos, seu último filme foi Days of Heaven em 1978. Ele escreveu o roteiro baseado no livro de mesmo nome escrito por James Jones. O elenco possui grandes nomes do cinema, incluindo pontas e interpretações de atores como George Clooney, Sean Penn, Adrien Brody, John Cusack, Jared Leto e John Travolta. O primeiro corte do filme demorou 7 meses para ser montado e tinha 5 horas de duração. Na edição final, todas as cenas contendo as performances de Billy Bob Thornton, Martin Sheen, Gary Oldman, Bill Pullman, Lukas Haas, Jason Patric, Viggo Mortensen e Mickey Rourke foram removidas. A trilha sonora foi feita por Hans Zimmer, com músicas adicionais de John Powell.

Recebeu boas críticas e foi indicado a 7 Oscars: Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Fotografia, Melhor Edição, Melhor Trilha Sonora e Melhor Mixagem de Som. Venceu o Urso de Ouro no Festival de Berlim em 1999.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Quando o filme abre, o Soldado Witt desertou de sua unidade e está vivendo com nativos da Melanésia no Pacífico Sul. Ele é achado e feito prisioneiro pelo Primeiro-Sargento de sua companhia, Welsh. Na conversa de Welsh com Witt, fica claro que o soldado não está querendo servir o Exército dos Estados Unidos.

Os homens da Companhia C são levados até Guadalcanal como reforços para a campanha de tomar a ilha dos japoneses. Enquanto eles esperam no transporte da Marinha, os soldados contemplam suas vidas e a missão à frente. No deque, o comandante de batalha, Tenente-Coronel Tall, fala com seu oficial comandante, General de Brigada Quintard, sobre a invasão e sua importância. A narração de Tall revela que ele recusou uma promoção e que esta batalha pode ser sua última oportunidade de comandar uma operação vitoriosa.

A Companhia C chega a Guadalcanal sem resistência e caminha para o interior da ilha, encontrando poucas evidências da presença dos japoneses. Eles chegam perto do Morro 210, uma posição japonesa chave. Os japoneses colocaram um bunker com várias metralhadoras no topo do morro, dando a eles uma visão sem obstruções do vale. Qualquer força que tentasse escalar o morro poderia ser rapidamente aniquilada com as metralhadoras e morteiros.

Um rápido bombardeamento do morro começa na alvorada do dia seguinte. Pouco tempo depois, a Companhia C tenta tomar o morro, porém são rechaçados pelas metralhadoras do bunker. Entre os primeiros mortos na batalha, está o líder do pelotão de ataque, Segundo-Tenente Whyte. Durante a batalha, o Coronel Tall ordena que o comandante de companhia, Capitão Staros, tome o bunker com um assalto frontal, a qualquer custo. Staros se recusa, não disposto a tratar seus homens como dispensáveis. Quando os dois chegam a um impasse, Tall decide se juntar a Staros na linha de frente para ver a situação com seus próprios olhos. Quando ele chega, a resistência japonesa parece ter diminuído, e a opinião de Tall sobre Staros parece ter sido selada. Também, durante a batalha, o Soldado Witt, que havia sido designado a servir como médico; como forma de punição; pede para voltar a companhia, recebendo permissão.

Um pequeno destacamento de homens é enviado em uma missão de reconhecimento sob as ordens de Tall para determinar a força do bunker japonês. O Soldado Bell reporta que há cinco metralhadoras no bunker. Ele se junta a um outro destacamento de homens, liderados pelo Capitão Gaff, em uma missão de flanqueamento para tomar o bunker. A operação é um sucesso e a Companhia C consegue derrotar uma das últimas fortalezas japonesas na ilha. Os últimos japoneses que eles encontram estão malnutridos e morrendo, mostrando pouca resistência.

Uma longa porção da história então se centra na vida pessoal e nas visões morais dos homens. Staros perde seu comando por desobedecer as ordens de Tall. Tall propõe recomendar Staros para várias condecorações em Washington, D.C.; ele não quer que o nome da unidade fique manchado ao ter um oficial comandante removido de seu comando. Em outro lugar, o Soldado Bell recebe uma carta de sua esposa pedindo divórcio. Witt deixa a companhia para achar outra vila nativa, apenas para descobrir que seu senso de paz em lugares como aquele foi abalado, já que ele vê que até em lugares como aquele ele pode achar o mal. Ele retorna para a companhia antes que sua saída fosse notada. Uma conversa entre Welsh e Witt se segue, revelando que Welsh não está feliz entre outras pessoas. A cena destaca a devoção de Witt a centelha de luz e glória que ele vê nas pessoas, até na morte.

A unidade é enviada em outra missão no interior da ilha. Witt e dois outros homens, Cabo Fire e Soldado Coombs, são enviados porém descobrem que sua unidade está com poucos homens e deve se retirar; entretanto, recebendo uma informação do Tenente Band, que substituiu Staros como comandante, isso será difícil já que eles estão cercados. Witt decide atuar como isca e atrair os japoneses para longe de seus dois companheiros e do restante da unidade. Ele consegue levar os japoneses para longe, porém enquanto estava se retirando, ele é cercado quando corre para uma clareira. Um soldado japonês avança na direção de Witt e pede para ele largar a arma. O japonês diz que não quer matar Witt se ele não precisar. O rosto de Witt assume uma expressão de felicidade, reminiscente de sua narração de abertura descrevendo a aceitação pacífica da morte por parte de sua mãe e que ele deseja encontrar sua própria morte na mesma calma. Ele ergue se rifle e é instantaneamente baleado. A unidade mais tarde encontra seu corpo e o enterram na ilha. O filme termina com um novo oficial comandante, Capitão Bosche, assumindo a Companhia C e dando um discurso otimista de como seu comando deve ser, e a campanha chegando ao fim com a unidade entrando em navios de transporte para deixar a ilha.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]