The Times

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o jornal de Nova Iorque, veja New York Times.
The Times
Times 1788.12.04.jpg
Capa da edição do The Times de 4 de dezembro de 1788
Periodicidade Diário
Formato Tablóide
Sede Londres
 Reino Unido
Preço 0,70£ (Segunda a Sexta-Feira)
1,40£ (Sábado)
1,30£ (Sábado - Escócia)
Fundação 1785 (231 anos)
Fundador(es) John Walter
Editor James Harding
ISSN 0140-0460
Página oficial www.timesonline.co.uk

The Times ("Os Tempos", em inglês) é um jornal britânico nacional com sede em Londres, Inglaterra. Foi fundado em 1785 sob o título The Daily Universal Register, adotando seu nome atual em 1 de Janeiro de 1788. O The Times e seu papel irmão The Sunday Times (fundado em 1821) são publicados pela Times Newspapers, desde 1981 uma subsidiária da News UK, do grupo News Corp, dirigido por Rupert Murdoch. O Times e o Sunday Times não compartilham a equipe editorial, foram fundados de forma independente e só têm propriedade comum desde 1967.

O The Times é o primeiro jornal a receber tal nome, emprestando-lhe a inúmeros outros papéis em todo o mundo, incluindo The Times of India (fundada em 1838), The Straits Times (Singapura) (1845), The New York Times (1851) , The Irish Times (1859), Le Temps (França) (1861-1942), o Cape Times (África do Sul) (1872), Los Angeles Times (1881), The Seattle Times (1891), The Manila Times (1898), The Daily Times (Malawi) (1900), El Tiempo (Colômbia) (1911), The Canberra Times (1926), Times of Malta (Malta) (1935) e The Washington Times (1982). Nestes países, o jornal é muitas vezes referido como The London Times[1][2][3][4][5] ou The Times de Londres, [9], embora o jornal tenha alcance e distribuição nacionais.

O The Times é o criador do tipo de letra Times Roman, amplamente utilizada e originalmente desenvolvido por Stanley Morison, do The Times, em colaboração com a Monotype Corporation. Em novembro de 2006, o Times começou a imprimir manchetes em uma nova fonte, a Times New Roman. O jornal foi impresso em formato standard para 219 anos, mas mudou para tamanho compacto em 2004, numa tentativa de apelar mais para os leitores mais jovens e os viajantes que utilizam o transporte público. O Sunday Times continua a ser standard.

Embora tradicionalmente seja jornal moderado e, por vezes, um apoiante do Partido Conservador, apoiou o Partido Trabalhista nas eleições gerais de 2001 e 2005.[6] O jornal teve uma circulação média diária de 396 mil exemplares em janeiro de 2015;[7] no mesmo período, o Sunday Times teve uma circulação média diária de 839.077 cópias.[8] Uma edição estadunidense do The Times foi publicada desde 6 de junho de 2006.[9] Tem sido muito utilizado por estudiosos e pesquisadores devido à sua ampla disponibilidade em bibliotecas e seu índice detalhado. Um arquivo histórico completo digitalizado do jornal está disponível online.[10]

Cadernos e suplementos[editar | editar código-fonte]

times2[editar | editar código-fonte]

O times2 é o caderno publicado com todas as edições do Times, excepto as de Sábado. Inclui várias colunas sobre vidas, e secções como a Image of the Day (Imagem do Dia) e Modern Morals, uma coluna de dilemas morais escrita por Joe Joseph. São também publicados jogos como o Sudoku e as palavras cruzadas, estas mais fáceis do que as do caderno principal. Às Quartas-Feiras, inclui o suplemento Crème. Foi chamado até 5 de Setembro de 2005 T2.

  • The Game - suplemento de desporto.

Suplementos da edição de Sábado[editar | editar código-fonte]

Como já foi dito, aos Sábados não se publica o caderno times2. Por isso, são publicados os seguintes suplementos:

  • Books - suplemento dedicado à critica de livros e entrevistas. Também vem com o jogo Sudoku, que pode ser encontrado na contracapa.
  • The Times Magazine - revista dedicada a vários assuntos, tais como celebridades, moda, gastronomia, decoração e anedotas.
  • The Knowledge - um suplemento de cultura, que publica informação sobre o entretenimento da semana seguinte. Encontra-se dividido nas secções Arts & Entertainment e TV & Radio. A secção Arts & Entertainment está subsequentemente dividida nas subsecções Starts, Screen (que inclui DVD, Internet e Jogos), Sounds (música, discotecas e concertos), Stages (Teatro, Dança, Ópera e Comédia) e Sights.
  • Money - suplemento de economia.
  • The Game' - suplemento dedicado ao desporto, especialmente a Premier League.

Equipe[editar | editar código-fonte]

Proprietários[editar | editar código-fonte]

Colunistas e jornalistas atuais[editar | editar código-fonte]

Editores[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «London Times: "Caster Semenya and the middle sex" | OII Australia – Intersex Australia». Oii.org.au. 20 de novembro de 2009. Consultado em 8 de abril de 2014. 
  2. «London Times posts digital subs rise». AdNews. 4 July 2011. Consultado em 8 de abril de 2014. 
  3. «Sea Shepherd Australia :: The London Times Gets It Wrong». Seashepherd.org.au. 9 de fevereiro de 2007. Consultado em 8 de abril de 2014. 
  4. Amy Hubbard (19 de julho de 2013). «Royal baby watch: Kate, William head to London; media say hallelujah» Los Angeles Times [S.l.] Consultado em 8 de abril de 2014. 
  5. «Sea Shepherd heading to the Mediterranean to protect tuna». timesofmalta.com. 24 de janeiro de 2010. Consultado em 8 de abril de 2014. 
  6. Hall, Ben; Burt, Tim; Symon, Fiona (3 de maio de 2005). «Election 2005: What the papers said». Financial Times (London [s.n.]). Arquivado desde o original em 5 de junho de 2008. 
  7. «The Times - readership data». News Works. Consultado em 12 April 2014. 
  8. «The Sunday Times - readership data». News Works. Consultado em 12 de abril de 2014. 
  9. Pfanner, Eric (27 May 2006). «Times of London to Print Daily U.S. Edition». The New York Times [S.l.: s.n.] Consultado em 4 November 2008. 
  10. Bingham, Adrian. "The Times Digital Archive, 1785–2006 (Gale Cengage)," English Historical Review (2013) 128#533 pp: 1037-1040. doi: 10.1093/ehr/cet144

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre meios de comunicação ou jornalismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.