Transformice

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de The Transformice)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde março de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Transformice
Desenvolvedora(s) Atelier 801 SARL
Produtor(es) Jean-Baptiste Le Marchand
Designer(s) Mélanie Christin
Motor Adobe Flash Player e Box2D
Plataforma(s) Windows, Linux, Mac, Android, Steam
Data(s) de lançamento 1 de maio de 2010 (6 anos)
Gênero(s) Flash, plataforma
Modos de jogo Multi-jogadores/Online
Número de jogadores 1... (a quantidade varia dependendo da sala)
Média Navegador, standalone[1]
Controles Desktop: Teclado e mouse, Android: Touchscreen
Hardware
Versão 1.338

Trasnsformice é um jogo online de plataforma francês e gratuito baseado em Flash lançado pela Atelier 801, sendo desenvolvido pelos fundadores da companhia: Melibellule (Mélaniem Christin) e Tigrounette (Jean-Baptiste Le Marchand) Como outros minigames desenvolvidos pelos mesmos, este minigame foi primeiramente lançado no website jeuxonline.info. O conceito do jogo foi lançado em minigames anteriores a este, chamados Extinction e Aaaah!, criado pelos mesmos desenvolvedores

chegando à 86 mil jogadores online em todos os servidores[2], atualmente alcançando, em média, cerca de 38.000 jogadores online em todos os servidores ao mesmo tempo. O jogo mudou muito desde os seus tempos primordiais (ano de 2010), ficou um jogo mais evoluído, acrescentando diversas funções para a melhoria do game e essas mudanças envolveram novas paisagens nos mapas, mais itens na loja, uma melhor interface, mudanças nos pisos e nos mapas e outras utilidades. Também já teve eventos comemorativos (Natal, Halloween, Dia dos Namorados, Aniversário de 1 ano, etc.) e também eventos solidários, para arrecadar dinheiro para doações(como Brazil Cheese Day e Help Turkey Weekend). Transformice tem um mini game chamado Shaman Showdown (criado pelo jogador Cheezhunter)[3], onde o objetivo é matar os inimigos presentes para passar de fase, como em outros jogos de plataforma (exemplo: Mario) e um outro aplicativo oficial da Atelier 801 chamado Run for Cheese A empresa possui outros jogos como bouboum (estilo bomberman), Fortoresse Um Jogo De Tiro Em 3D e Nekodancer um mini jogo de dança e um projeto futuro Dead Maze.

O Transformice está além do próprio jogo e do fórum, presente em vídeos no YouTube mostrando tutoriais e a jogabilidade, algumas comunidades nas redes sociais Facebook e Twitter e também contém vários blogs, denominados de "fã-sites", o mais famoso internacionalmente, chamado Cheeseformice. O Cheeseformice foi criado por Sourdough efoié muito importante para o funcionamento do Transformice em si, pois láhaviam informações que o jogo em si nã tinhamm, como o ranking, um cachê dos mapas, uma prévia dos acessórios dos jogadores (ratos), entre outros. O Cheeseformice encontra-se desatualizado nos dias atuais, pois segundo o criador do fã-site, está sem tempo para cuidar do mesmo. Em 2012, o transformice passou por muitas mudanças, algumas na própria moderação divulgadas pela Sydoline (Ex-Administradora). Os Super Moderadores, cargo que tinha como função contratar e demitir moderadores, expulsar membros da tribo de outros ratinhos, desbanir contas, trocar a senha de usuários e várias outras funções que hoje são exercidas pelos administradores do Transformice foi removido em 18 de abril de 2012 e mais de 600.000 contas no Transformice foram desbanidas, segundo a Sydoline nenhuma conta banida permanentemente estava banida e todos receberam um 2º chance, de modo que o histórico de todos os usuários foram limpos. A mudança ocorreu devido ao lançamento dos morangos que estava prestes por vir e a administração queria deixar o funcionamento da administração e moderação do jogo mais profissional.

História[editar | editar código-fonte]

Sydoline e Tigrounette (respectivamente) na Expo Japão 2012.

Apesar de ter sido lançado em 2010, a origem do Transformice aconteceu em Abril de 2008, com a criação do website extinction.fr, e do jogo Aaaah!, que tem um propósito muito semelhante ao de Transformice, onde um personagem principal deve guiar os demais até algum ponto, que sempre é uma "porta" no canto superior direito dos mapas.[4] Logo depois, veio Poisson (que significa Peixe em francês), com uma temática também parecida. O jogo não foi muito popular, e foi cancelado depois de pouco tempo do seu lançamento. Melibellule, a criadora de Poisson, estava procurando algo novo em que trabalhar depois de seu fechamento, quando um homem chamado Jean-Baptiste Le Marchand (conhecido pelo pseudônimo Tigrounette) propôs a sua ajuda em um pequeno jogo em Flash.

A ideia proposta por Melibellule a Tigrounette foi a de um jogo onde todos os ratos podiam se transformar em objetos simples (daí o nome Transformice: transform (transformação) + mice (ratos) em inglês), para se ajudarem uns aos outros a pegar o queijo. Após alguns testes, chegaram à conclusão de que esse modo de jogo não era muito divertido, principalmente se só houvesse duas pessoas jogando. Então tentaram fazer com que os ratos invocassem os objetos ao invés de se transformarem neles, mas ainda assim não deu certo, pois todos invocavam qualquer coisa em qualquer lugar. Após pensarem mais um pouco, decidiram que os poderes de invocação deveriam ser dados a apenas um rato, que deveria salvar os outros (em certas exceções matar os ratos), e assim nasceu o personagem Shaman.[5]

Plataforma comunitária[editar | editar código-fonte]

Em agosto de 2013, a administradora "Sydoline" anunciou que uma nova plataforma comunitária estaria chegando, com diversas novas funções, nova interface no chat, lista de amigos, e tribo, além de reunir os jogos da Atelier 801 (Aaaah, Forteresse, Bouboum e o Transformice) e integrar a conta do Transformice a todos os outros jogos.[6]

Ao lançar a tal plataforma comunitária, em setembro do mesmo ano,[7] muitos bugs foram relatados em relação à nova interface e às novas funcionalidades. Alguns jogadores reclamaram de que todos ou boa parte dos amigos foram excluídos da nova lista, e de que suas tribos foram "deletadas", outros reclamaram de que não conseguiam ver sua lista de amigos ou a tribo.[8] Após vários pedidos, as tribos do jogo, que antigamente possuíam cargos fixos, puderam ter os mesmos editados, excluídos e até mesmo outros poderiam ser criados.[7][9]

No dia 14 de setembro de 2013, a versão 1.10.2 foi lançada com o propósito de alterar certas funções já existentes e adicionar diversos comandos para as novas funções que vieram com a plataforma comunitária.[10] Na mesma semana foi esclarecido que a plataforma comunitária "está caindo toda hora" e de que está reiniciando a cada sete minutos, e isso esse era o motivo de usuários estarem com problemas ao conversar com amigos, e interagir com a tribo.[11] Foi em 20 de setembro do mesmo ano que o chat recebeu novas atualizações: um botão para expandir o chat, e a aba "Sala" só apareceria se fosse aberto uma outra aba.[12] Pode-se dizer que 2013 foi um ano de diversas mudanças no Transformice, tais como a saída do CCM Kura[13], dos novos recursos na tribo, e na lista de amigos.

Por conta da plataforma, muitas tribos foram excluídas ou "bugadas", pois tribos como a Alfa e a Hellcats'' tinham em média 5000 jogadores, quando a máxima imposta pela plataforma comunitária a era de 2000.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

O conceito do Transformice é bem simples: você é um rato e deve obter o queijo e levá-lo à toca. No jogo, há diversos mapas, com vários obstáculos diferentes pelo qual os ratos devem passar para chegar ao seu objetivo. Para ajudá-los nessa tarefa, há o Shaman, que é um rato com poderes mágicos e que pode invocar diversos objetos, como pedaços de madeira e caixas, para levar os ratos até o queijo e trazê-los de volta. O Shaman é trocado a cada rodada, e é substituído pelo jogador com mais pontos na sala. O jogo é prejudicado pelos hackers (cheaters) e versões piratas do mesmo, pois, para as mesmas ganhar fama, é preciso divulgar no jogo original.

Banimento em Massa[editar | editar código-fonte]

Em 05 de setembro de 2012 a administração baniu permanentemente 4204 jogadores pelo seguinte motivo : Hack. Segundo a Sydoline todos os 4204 jogadores banidos perderam tudo o que tinham ganhado (Queijos,Morangos,Stats,Items) esta medida foi tomada devido aos milionésimos hackers que estavam aparecendo no jogo.

Algo parecido aconteceu no dia 04 de abril de 2016, mais de 15.000 contas foram banidas permanentemente por Steam Fraude (Fraude na Steam). Os jogadores estavam utilizando cartões clonados para adquirirem morangos de graça através da Steam, isso estava ocorrendo desde 2015 e os administradores resolveram criar um sistema que capta quando o jogador adquire morangos ilegalmente. Foi graças a este sistema que esses mais de 15.000 jogadores foram banidos permanentemente, houve muita polêmica no começo de tudo, mais logo depois os jogadores começaram a aceitar a punição. Houve também banimentos injustos, porém os administradores até agora não se pronunciaram.

Detalhes básicos[editar | editar código-fonte]

A interface do jogo é bem simples. Há um chat, bem embaixo, em que você pode interagir com os demais usuários (há chats diferentes para cada modo, como tribo, cochicho, dentre outros). Também há duas áreas, que definem o ranking dos usuários da sala e, o da direita, dos usuários do turno (rodada). Na barra superior, é possível conferir dados como nome do mapa, número de jogadores na sala, nome da sala etc.

Também é possível utilizar emoções (também conhecido como emoticons ou smiles) para que o rato as reproduza, tais como rir, chorar, dançar, "facepalm", sentar, etc. Há dois botões em que você pode visualizar a ajuda, regras e o "fullscreen" (tela cheia). Há também um menu, em que você pode acessar a maioria das funções disponíveis do jogo, como, tribo, lista de amigos etc.

Recentemente[quando?] foi adicionado no jogo um chat chamado "café", onde o jogador cria um tópico de algum assunto, e os outros ratos podem comentar o que acham. Próximo a Dezembro de 2014, a interface foi mudada completamente. Agora, existem botões novos. Um deles é o de salas, que você pode visualizar todas as salas de seu servidor que têm no mínimo seis jogadores. O outro dá acesso direto ao fórum da Atelier 801. O último botão novo serve para abrir a interface de opções. Lá é possível escolher detalhes como se quer ou não a música do jogo, o filtro anti-insultos, etc.

Shaman[editar | editar código-fonte]

Como já mencionado, o Shaman é o personagem que ajuda os ratos (discípulos) a pegar o queijo e irem direto para a toca, embora haja mapas que não o necessite. O Shaman tem vários itens para ajudar os ratos, como tábuas, caixas, balões, o gelo, dentre outros. Alguns itens como as tábuas, as caixas e o balão precisam de pregos, que podem ser utilizados através de botões do teclado, como B, C, V ou N.

Existem três tipos de Shaman, o Shaman no modo normal, que pode usar o prego vermelho e usar o espírito, o Shaman Hard Mode (Modo Difícil) que não tem a opção de conjurar prego vermelho e espírito, mas é possível criar um totem, um tipo de construção pré-construída onde pode-se utilizar um prego vermelho e o Divine Mode (Modo Divino) Onde o rato não pode contar com a ajuda dos pregos somente com o prego azul, spirit, e nem com a nuvem, para conquistar o Divine Mode é necessário 5.000 ratos salvos no modo normal e 2.000 no Hard Mode. Com mil ratos salvos, o Shaman poderá desbloquear a função Hard Mode. Qualquer tipo de Shaman, seja Hard Mode ou não, pode trocar a cor de suas tatuagens (desenhos da pele) colocando códigos hexadecimais na opção correspondente.

Existem salas que tenham 2 shamans, o padrão azul, e o rosa, nessa sala também há 2 tocas, uma de cada shaman, você pode fazer paz ou guerrear shaman contra shaman e fechar a toca do outro shaman, impedindo que venham saves para esse shaman.Há também uma sala na qual os shamans devem matar os ratos,a sala se chama "survivor".

Habilidades do Shaman[editar | editar código-fonte]

Na atualização 1.82 do jogo, em 28 de junho de 2013, foi adicionado um sistema de habilidades para os shamans, em que trazia muitos recursos como asas, teleportadores, aumento de tamanho do shaman e do queijo, um anti-espírito, etc[14]. O tal sistema de experiência é constituído de níveis (ou levels) que são alcançados coletando queijos e salvando ratos. Atualmente, o sistema de habilidades possui cinco "árvores", denominadas Guia Espiritual, Mestre do Vento, Mecânico, e as últimas duas que só são desbloqueadas no nível 20 são Shaman Selvagem e Shaman Físico , as habilidades que o usuário pode usar variam de acordo com a árvore. Contudo, não é possível utilizar todas as habilidades completas, pois o último nível disponível é o nível cem, e para utilizar todas as habilidades disponíveis ao mesmo tempo é necessário ter no mínimo o nível 165. Ao entrar na toca, o jogador ganha vinte pontos de experiência, independentemente de entrar por primeiro, segundo ou terceiro; e ao salvar ratos, o jogador ganha cinco pontos (modo normal), dez pontos (com hard mode) e quinze pontos (com divine )Já foram lançadas as 2 novas árvores de habilidades no dia 21 de fevereiro de 2015 , os nomes delas são (Wildling) que significa selvageria ,(Physicist) ou físico.

Regras[editar | editar código-fonte]

Como todos os outros jogos, o Transformice tem uma lista de regras que deverá ser seguida. Caso você não seguir uma ou várias regras propostas pelo jogo, acarretará banimento. Xingamentos levará a ban temporário ou somente será "mutado" (não poderá falar no chat). Os moderadores só podem banir por no máximo 2 semanas (360 horas) e se voltarem a jogar depois de um banimento com hacker ou algo do tipo, os moderadores poderão enviar relatos sobre o jogador, podendo ser banido permanentemente. Um banimento de 0 hora é considerado como kick/advertência (neste caso, o jogador é desconectado).[15]

Existe também uma regra que proíbe o "farm", o farm é quando um jogador experiente, e famoso cria uma sala e faz com que vários ratos o sigam e como ele chegou na sala primeiro vai pegar os "firsts" primeiro, e assim sendo shaman antes do que os outros ratos.

Conteúdo do jogo[editar | editar código-fonte]

Sendo o objetivo do jogo simples - e por isso tão maleável e repleto de possibilidades -, ele apresenta um pouco mais de conteúdo para os jogadores terem acesso a outras opções de diversão. Alguns conteúdos só chegaram após a evolução do jogo, porém outros já estavam desde o início.[16] Os conteúdos principais do jogo são os perfis, os títulos, a tribo e a loja.

Comunidades[editar | editar código-fonte]

O Transformice, ao longo dos meses, foi ficando cada vez mais famoso. Com isso, a globalização do jogo foi iminente. Pessoas de todos os países queriam jogá-lo. Com isso, houve a necessidade da criação de servidores (como se fossem "áreas") para que pessoas da mesma região pudessem jogar juntos. Até 2010, o jogo contava com seis servidores: EN1 (Inglês 1), EN2 (Inglês 2), FR (Francês), RU (Russo), BR1 (Brasileiro 1) e BR2 (Brasileiro 2). Em 2011, surgiram outros servidores. O servidor mais bem-sucedido no Transformice, foi o servidor brasileiro (BR), que antes da união de servidores, chegou a ter cinco servidores separados. O segundo, é o servidor inglês (EN), que chegou a ter dois servidores. Antes, os servidores mais lotados conviviam com uma quantidade absurda de lag e uma série de bugs pois os servidores tinham uma capacidade média de apenas 2.500 jogadores cada, sendo que o servidor inglês (EN1) chegava a até 3.200 jogadores e os quatro servidores brasileiros, BR1, BR2, BR3 e BR4 chegavam a 2.200 jogadores. Devido à enorme confusão e desagrado que esse sistema proporcionou aos jogadores conforme o jogo se expandia, foi proposta a fusão de todos os servidores em um só, com o objetivo de ter uma capacidade maior com 70.000 jogadores e a ideia funcionou.

Atualmente,[quando?] há apenas um servidor central dividido em várias "comunidades", que são áreas com os nomes dos países. Dependendo da língua do Sistema operacional do computador do usuário ao acessar a página do jogo, o idioma será selecionado automaticamente. Transformice tem as comunidades: EN e EN2 (A primeira é internacional, a segunda apenas para países ingleses), BR (Brasileiro), FR (Francês), RU (Russo), TR (Turco), CN (Chinês), ES (Espanhol), VK (Escandinavo), DE (Alemão), PT (Portuguesa). Foram criadas recentemente as comunidades HU (Húngara), NL (Holandesa), PL (Polonesa), RO (Romena) e ID (Indonesa).

Doações[editar | editar código-fonte]

Os desenvolvedores do jogo já fizeram eventos com o objetivo de arrecadar dinheiro para desastres naturais. Tais eventos usaram, no caso do terremoto da Turquia, itens compráveis com queijo, embora não haja necessidade de adquiri-los com dinheiro real.

Brazil Cheese Day[editar | editar código-fonte]

No dia 29 de janeiro de 2011, ocorreu o Brazil Cheese Day. Neste evento, o jogo tinha o objetivo de arrecadar dinheiro através da receita de todos os meios de anúncios do jogo para as enchentes que estavam acontecendo no Rio de Janeiro, que deixou milhões de pessoas desabrigadas. No entanto, não houve muita explicação do que seria necessário fazer in-game para que haja doações. De qualquer forma, foi o primeiro evento deste tipo no Transformice.

Help Turkey Weekend[editar | editar código-fonte]

No dia 29 de outubro de 2011, ocorreu o Help Turkey Weekend. Neste evento, era possível comprar (com cem queijos) um chapéu com temática turca e, com isso, colaborar com a arrecadação de dinheiro para a ajuda na recuperação da Turquia após seu recente terremoto. O objetivo era "vender" 20 mil chapéus e arrecadar mil dólares. No entanto, foram vendidos mais de 84 mil e doados "apenas" 1 800 dólares. Muitos ficaram confusos com a diferença do objetivo principal.[17]

Haiyan Day[editar | editar código-fonte]

No dia 13 de novembro de 2013, para ajudar as vítimas do tufão Haiyan, os administradores do jogo decidiram organizar um dia de solideriedade. Todos os morangos comprados neste dia foram doados para a Cruz Vermelha, e o Atelier 801 irá multiplicar este número por dois.

Administradores e suas funções[editar | editar código-fonte]

Tigrounette - Fundador CEO e programador do Jogo

Melibellule - CEO e Designer do Jogo

Adrazaelle - Administradora Internacional

Galaktine - Administradora brasileira e espanhola

Azrou - Programador

Stardev7 - Programador do Fórum

Molgy - Desenvolvedor DeadMaze

Yoshiki - Designer de Jogos

Pikashu - Programador

Você pode visitar a lista completa aqui : http://atelier801.com/staff

Downloads de Standalones[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Galaktine. «Standalone» (em inglês). Site oficial do Transformice. 
  2. «40.000 players» (em inglês). @transformods no Twitter. 
  3. «Shaman Showdow» (em portguês). Transfor-Mice. 
  4. «No início: Extinction e Aaaah!». Transformice! Fansite. 
  5. «A origem do Transformice». Transformice! Fansite. 
  6. Sydoline. «The Community Platform is coming soon!» (em inglês). Consultado em 14 de setembro de 2013. 
  7. a b Sydoline. «Community Platform update» (em inglês). Consultado em 14 de setembro de 2013. 
  8. Ninguem. «Atualização 1.100 (what?) – Você ainda mais antissocial». Consultado em 14 de setembro de 2013. 
  9. Joaomanoel. «A plataforma unificada está funcionando!». Consultado em 7 de outubro de 2013. 
  10. Joaomanoel. «Atualização 1.102 – Novos comandos e correções». Consultado em 17 de setembro de 2013. 
  11. Joaomanoel. «Por que minha tribo, lista de amigos e chat não funcionam?». Consultado em 17 de setembro de 2013. 
  12. Ninguem. «Nova atualização no chat». Consultado em 7 de outubro de 2013. 
  13. Ninguem. «Kura se despede da Atelier 801». Consultado em 7 de outubro de 2013. 
  14. Sydoline. «Version 1.82: Shaman skills update!». Site oficial do Transformice. 
  15. «Regras do jogo». Fórum Transformice. 
  16. «Versões antigas». New Transformice. 
  17. «Version 1.18» (em inglês). Cheese for Mice Forum. 
  18. «Reidaporrada TFM». YouTube. Consultado em 2016-04-11. 
  19. «Transformice no Steam». store.steampowered.com. Consultado em 2015-12-06. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]