The Walking Dead: Cold Storage

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
The Walking Dead: Cold Storage
Informação geral
Formato websérie
Gênero Pós-apocalipse
Apocalipse zumbi
Terror
Drama
Duração 24:08 minutos (Total)
Baseado em The Walking Dead
de Robert Kirkman
Tony Moore
Charlie Adlard
País de origem Estados Unidos
Idioma original inglês
Produção
Diretor(es) Greg Nicotero
Produtor(es) Sarah J. Donahue
Produtor(es) executivo(s) Michael Petok
Chris Pollack
Jared Hoffman
Editor(es) Julius Ramsay
Dan Liu
Cinematografia Michael Fimognari
Roteirista(s) John Esposito
Elenco Josh Stewart
Daniel Roebuck
Cerina Vincent
Chris Nelson
Composto por Kevin Blumenfeld
Exibição
Emissora original AMC.com
Episódios 4
Cronologia
Programas relacionados The Walking Dead

The Walking Dead: Cold Storage é uma websérie norte-americana dividida em quatro partes baseada na série de televisão The Walking Dead. Todos os episódios foram ao ar no primeiro dia de outubro de 2012 sendo disponibilizados no site oficial da AMC, duas semanas antes da estreia da terceira temporada do programa. A websérie segue a história de um jovem chamado Chase, que procura abrigo em um armazém administrado por um funcionário mal-intencionado chamado B.J.[1] Cold Storage é a segunda websérie do programa seguindo The Walking Dead: Torn Apart, que foi ao ar um ano antes.[2]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Chase (Josh Stewart) é um sobrevivente buscando refúgio em um telhado perto de Atlanta, na Geórgia. Apesar de sua intenção de reencontrar-se com sua irmã (que é mencionada como estando em uma caravana separada), Chase e seu companheiro Harris (Chris Nelson) decidem investigar uma instalação de armazenamento nas proximidades. Os dois são rapidamente cercados por zumbis e Harris é morto no ataque, mas Chase consegue escapar ileso entrando em uma das caixas do armazém. É revelado que as unidades do armazém estão sob o comando exclusivo de um ex-funcionário chamado B.J. (Daniel Roebuck), que inicialmente mostra-se hostil ao Chase porém muda de ideia depois que Chase se oferece para restaurar um gerador danificado no porão do local em troca de um dos caminhões de B.J. Chase tira algumas roupas de uma caixa de armazenamento que também contém álbuns de fotos de família indicando que elas pertenciam a Rick Grimes.

Depois que B.J. não menciona a presença de zumbis no porão com tom de indiferença, Chase começa a levantar suspeitas sobre B.J., e elas são confirmadas quando B.J. mostra a Chase uma pilha de cadáveres e impiedosamente atira em Chase, que cai na pilha de corpos aparentemente morto.

Chase sobrevive ao tiro com apenas uma ferida de bala na sua têmpora e retorna ao complexo para se vingar. Ele inadvertidamente encontra Kelly (Cerina Vincent), uma funcionária que B.J. alegou ter telefonado doente no dia em que "a merda bateu no ventilador", que explica que B.J. assassinou os outros funcionários e a forçou a ser uma escrava sexual. B.J., percebendo a situação, confronta Kelly e seu libertador, recusando-se a deixar Chase sair com ela. Os eventos desse impasse culminam na decapitação de B.J. (presumivelmente por Kelly) enquanto os dois sobreviventes escapam do armazém em um caminhão com pouco combustível. A cabeça zumbificada de B.J. é mostrada em uma mesa observando os monitores de vigilância enquanto o armazém é invadido por zumbis.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Episódios[editar | editar código-fonte]

Título Dirigido por Escrito por Data de exibição original Duração
1 "Hide and Seek"
Greg Nicotero
John Esposito
1 de outubro de 2012 (2012-10-01)
4:29
2 "Keys to the Kingdom"
Greg Nicotero
John Esposito
1 de outubro de 2012 (2012-10-01)
4:57
3 "The Chosen Ones"
Greg Nicotero
John Esposito
1 de outubro de 2012 (2012-10-01)
5:38
4 "Parting Shots"
Greg Nicotero
John Esposito
1 de outubro de 2012 (2012-10-01)
9:04

Referências

  1. Neuman, Clayton (2 de outubro de 2012). «The Walking Dead - Cold Storage Webisodes Now Online - The Walking Dead - AMC». AMCtv.com (em inglês). Consultado em 13 de fevereiro de 2020 
  2. «AMC Launches "The Walking Dead" Webisodes on Monday, October 3 at 2 PM». The Futon Critic (em inglês). Futon Media. Consultado em 13 de fevereiro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]