The Weeknd

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
The Weeknd
The Weeknd se apresentando em 2018
Nome completo Abel Makkonen Tesfaye
Nascimento 16 de fevereiro de 1990 (31 anos)
Toronto, Ontário
Residência Hidden Hills, Califórnia, Estados Unidos
Nacionalidade canadiano
Ocupação
Período de atividade 2010–presente
Prêmios Lista completa
Carreira musical
Gênero(s)
Instrumento(s) vocais
Gravadora(s) Republic
XO Records
Afiliações
Assinatura
The Weeknd signature.png
Página oficial
theweeknd.com

Abel Makkonen Tesfaye (Toronto, 16 de fevereiro de 1990), mais conhecido por seu nome artístico The Weeknd, é um cantor, compositor, ator e produtor musical canadense. Ele ajudou a expandir a paleta musical do R&B, ao incorporar influências indie e de música eletrônica; seu trabalho é classificado como R&B alternativo.

Em 2010, ele disponibilizou anonimamente várias canções no YouTube sob o nome "The Weeknd" e, em 2011, lançou as aclamadas mixtapes House of Balloons, Thursday, e Echoes of Silence. Suas mixtapes foram posteriormente remasterizadas e relançadas na coletânea Trilogy (2012).

O cantor já teve quatro álbuns de estúdio número 1 (Beauty Behind the Madness, em 2015; Starboy, em 2016; My Dear Melancholy,, em 2018; e After Hours, em 2020), e um no. 2 (Kiss Land, em 2013) na parada estadunidense Billboard 200. Tesfaye já teve dez canções que chegaram ao top 10 na Billboard Hot 100: "Love Me Harder", com Ariana Grande; "Earned It"; "I Feel It Coming"; "Pray for Me", com Kendrick Lamar; "Call Out My Name"; além das cinco que chegaram à primeira posição "The Hills", "Can't Feel My Face", "Starboy", "Heartless" e "Blinding Lights". Em 2015, ele se tornou o primeiro artista a ocupar simultaneamente as três primeiras posições da parada estadunidense Billboard R&B Songs com "Can't Feel My Face", "Earned It" e "The Hills".

Tesfaye já ganhou três prêmios Grammy, oito Billboard Music Awards, dois American Music Awards, nove Juno Awards, e foi indicado a um Oscar. Ele já vendeu mais de 70 milhões de discos nos Estados Unidos, tornando-se um dos artistas de maior venda do mundo.

Infância e adolescência[editar | editar código-fonte]

Tesfaye nasceu em 16 de fevereiro de 1990, em Toronto, Ontário, Canadá.[1] Criado em Scarborough, é de ascendência etíope; seus pais, Makkonen e Samra, emigraram da Etiópia na década de 1980. Tesfaye cresceu ouvindo uma variedade de gêneros musicais, incluindo soul, quiet storm, hip hop, funk, indie rock e pós-punk.[2] Já que seu pai nunca estava por perto durante seu crescimento e sua mãe estava constantemente trabalhando, sua avó tomou conta dele na maioria de sua vida jovem, e por isso Tesfaye fala amárico fluentemente, tendo sido esse o primeiro idioma que aprendeu. Abel chegou a traficar drogas, como maconha, quando jovem, segundo o New York Times, mas por fim abandonou o crime para se dedicar à música.[3]

Segundo Tesfaye, adotou seu nome artístico "The Weeknd" após sair do colégio aos 17 anos de idade e, junto com um colega de equipe, "saiu de casa em um fim de semana ("weekend", em inglês) e nunca voltou". A grafia do nome foi alterada para "The Weeknd" para evitar problemas de direitos autorais e marca registrada com uma banda canadense já existente e denominada "The Weekend".[4]

Carreira[editar | editar código-fonte]

2010—2011: Início de carreira e mixtapes[editar | editar código-fonte]

Em Toronto, Tesfaye se encontrou com o produtor Jeremy Rose, que teve uma ideia para um projeto musical deR&B obscuro chamado "The Weeknd". Depois da tentativa frustrada de entoar a ideia para o músico Curtis Santiago, Rose tocou um de seus instrumentais para Tesfaye, que teve a ideia de improvisar (Freestyle) em cima do mesmo, e assim os dois começaram a trabalhar em um álbum. Foram produzidas três canções— "What You Need", "Loft Music" e "The Morning"— e outras, em que Tesfaye cantou rap, descartadas por Rose. O produtor deixou Tesfaye ter a posse das faixas sob a condição de que ele receberia unicamente todo o crédito. Entretanto, em dezembro de 2010, Tesfaye fez upload de "What You Need", "Loft Music" e "The Morning" para o YouTube sob o codinome de "The Weeknd", mantendo sua verdadeira identidade no anonimato. As faixas receberam atenção através da comunicação oral e um blog no qual havia as canções lançadas pelo rapper torontense Drake, que também ajudou na expansão da popularidade de The Weeknd. Eles subsequentemente receberam cobertura de meios como a Pitchfork Media e o The New York Times.

No dia 21 de março de 2011, Tesfaye lançou gratuitamente a mixtapes de nove faixas House of Balloons através de seu website. Contava com produções de Illangelo e Doc McKinney, mas apesar de tudo, Rose não recebeu crédito pelas faixas. House of Balloons foi aclamado pela crítica e foi um dos dez indicados para o 2011 Polaris Music Prize.

Em julho do mesmo ano, The Weeknd embarcou em uma turnê e realizou sua primeira performance no Mod Club, em Toronto. A performance de uma hora e meia criou rumores sobre ele. Sua performance seguinte foi realizada no Molson Amphitheatre, também em Toronto. No dia 18 de agosto de 2011, The Weenkd lançou a sua segunda mixtape, Thursday. A sua terceira mixtape, Echoes of Silence, foi lançada em 21 de dezembro de 2011.

2012—2014: Trilogy e Kiss Land[editar | editar código-fonte]

Ver artigos principais: Trilogy e Kiss Land
The Weeknd se apresentando no festival Coachella em 2012.

Em abril de 2012, The Weeknd iniciou sua primeira turnê pelos Estados Unidos, com uma apresentação no festival Coachella.[5] A turnê culminou em Nova Iorque, com shows esgotados, que foram positivamente avaliados pela Rolling Stone.[5][6] The Weeknd mais tarde expandiu sua turnê para a Europa, inicialmente apresentando-se em vários festivais europeus, incluindo o Primavera Sounds Festival em Portugal e Espanha,[7] e o Wireless Festival em Londres,[8] onde apresentou sua cover de "Dirty Diana", que recebeu respostas positivas de Katy Perry e Florence Welch, que notaram sua habilidade em interpretar uma canção complexa.[8]

Em setembro de 2012, The Weeknd assinou com a Republic Records, em uma joint venture com seu próprio selo XO.[9] A compilação de suas mixtapes, intitulada Trilogy, foi lançada dois meses mais tarde, e consistia de várias versões remasterizadas das canções, assim como três canções adicionais.[10] Também creditava Rose como produtor e compositor das três faixas de House of Balloons pelas quais ele inicialmente não recebeu crédito.[11] Trilogy atingiu o quarto lugar na parada Billboard 200 dos Estados Unidos, vendendo 86 000 cópias em sua primeira semana de vendas. Também estreou em quinto lugar na Canadian Albums Chart, com vendas similares.[12][13] Trilogy mais tarde recebeu o certificado de platina pela RIAA e de platina dupla pela Music Canada em maio de 2013.[14][15] The Weeknd recebeu uma indicação para a votação do Sound of 2013 pela BBC uma semana depois.[16]

The Weeknd se apresentando em 2013.

Em 16 de maio de 2013, The Weeknd estreou a faixa-título de seu álbum de estreia, Kiss Land,[17] e também anunciou que o álbum seria lançado em 10 de setembro desse mesmo ano.[18] O álbum foi mais tarde promovido pelos singles "Belong to the World" e "Live For", com participação do rapper canadense Drake. The Weeknd começou a turnê The Fall uma semana antes do lançamento de Kiss Land.[19][20] No seu lançamento, Kiss Land estreou em segundo lugar na parada americana Billboard 200, vendendo 96 000 cópias.[21] Mais tarde foi confirmado que o álbum vendeu mais de 273 000 cópias nos EUA, recebendo geralmente avaliações positivas por parte da crítica especializada.[22]

The Weeknd mais tarde apareceu na The 20/20 Experience World Tour, juntando-se ao ato principal, Justin Timberlake,por seis shows.[23] Isso aconteceu três semanas antes de serem lançadas suas participações na trilha sonora de Jogos Vorazes: Em Chamas (2013), contribuindo com "Devil May Cry" e também participando em "Elastic Heart", de Sia. A última acabou sendo o segundo single da trilha sonora.[24][25]

Em 2014, The Weeknd fez um remix de "Drunk in Love", um single de Beyoncé, de seu álbum epônimo. Mantendo o tema e o conceito da canção, ele retratou a sinopse a partir da perspectiva de um homem.[26] O remix foi bem recebido, e veio dias antes do anúncio da primeira turnê de The Weeknd como artista principal, intitulada The King Of The Fall Tour. A turnê foi realizada nos Estados Unidos em setembro e outubro de 2014 e teve Schoolboy Q e Jhené Aiko como artistas de abertura.[27] Isto antecedeu o lançamento de seu single "Often", levando a especulações de que este era o primeiro single de seu segundo álbum de estúdio.[carece de fontes?] A canção atingiu a décima quinta posição na parada americana Hot R&B/Hip-Hop Songs.[12] The Weeknd mais tarde colaborou com Ariana Grande em um dueto chamado "Love Me Harder", que atingiu a sétima posição da parada americana Billboard Hot 100.[28] Dias mais tarde, ele lançou "Earned It", um single da trilha sonora do filme 50 Tons de Cinza (2015). Esta foi sua segunda contribuição para um filme, e a canção foi um sucesso sem precedentes em sua carreira, atingindo a terceira posição da Billboard Hot 100.[12]

2015—2016: Beauty Behind the Madness[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Beauty Behind the Madness
Tesfaye se apresentando no festival Bumbershoot 2015

Em junho de 2015, depois de ganhar o Prêmio Centric no BET Awards 2015, Tesfaye cantou "Earned It" com Alicia Keys, e estreou a canção "The Hills".[29][30] "The Hills" foi posteriormente lançada em download digital, e estreou na vigésima posição na Billboard Hot 100, posteriormente chegando ao topo da parada, tornando-se a primeira canção de Tesfaye a alcançar tal feito. Em junho de 2019, o single recebeu certificado de platina pela Recording Industry Association of America (RIAA), poteriormente tornando-se a primeira gravação do cantor com certificação de diamante.[31][32]

Em 8 de junho de 2015, Tesfaye foi revelado como uma das faces musicais do serviço de streaming da Apple Music, junto com seu frequente colaborador, o cantor Drake.[33] No mesmo dia, "Can't Feel My Face", uma faixa anteriormente vazada na Internet, foi lançada como o terceiro single do álbum, após the Weeknd cantá-la na Apple Worldwide Developers Conference.[34] A canção estreou na posição de número vinte e quatro na Billboard Hot 100, posteriormente vindo a alcançar o número um na parada, tornando-se o terceiro sucesso do cantor a chegar ao top 10, e seu segundo sucesso número um nos Estados Unidos.[35][36] Em julho de 2015, The Weeknd ocupou simultaneamente as três primeiras posições na parada da Billboard Hot R&B Songs, com os singles mencionados acima, tornando-se o primeiro artista na história a conseguir tal feito.[37] No mesmo mês, o cantor foi a atração principal do FVDED in the Park 2015, um festival de música em Surrey, Colúmbia Britânica, no Canadá.[38] Em agosto de 2015, durante o MTV Video Music Awards de 2015, a Apple estreou um comercial promocional de duas partes com Tesfaye, contando ainda com a participação especial do ator John Travolta.[39]

Beauty Behind the Madness, o segundo álbum de estúdio de the Weeknd, foi lançado em 28 de agosto de 2015, e estreou no topo da Billboard 200, angariando 412.000 unidades equivalentes de álbum em sua primeira semana.[40][41] O álbum alcançou ainda o top 10 em mais de dez países, e a posição de número um no Canadá, Austrália, Noruega e Reino Unido.[42][43] Beauty Behind the Madness foi promovido com Tesfaye sendo a atração principal de vários festivais de música, incluindo o Lollapalooza, o Hard Summer Music Festival, e o Bumbershoot Festival;[44] e com a turnê The Madness Fall Tour, a primeira turnê do cantor em grande escala pelos Estados Unidos, a qual teve início em novembro de 2015 e terminou em dezembro do mesmo ano.[45][46]

Em 8 de setembro de 2015, Tesfaye tornou-se o primeiro cantor a ocupar simultaneamente dois lugares do top 3 na parada Hot 100 da Billboard.[47] Em 10 de outubro de 2015, Tesfaye participou do programa Saturday Night Live, junto da atriz Amy Schumer, e atuou como convidado musical, cantando "The Hills", com Nicki Minaj, e "Can't Feel My Face".[48] Esta foi sua primeira apresentação no programa como artista solo, tendo se apresentado em 2014, quando cantou "Love Me Harder" com Ariana Grande.[49] Beauty Behind the Madness recebeu certificação de platina dupla nos EUA, e vendeu 1,5 milhão de cópias em todo o mundo;[50] além didso, foi o álbum com mais streamings em 2015, totalizando mais de 60 milhões,[51] e configurou em várias listas de álbuns do ano.[52]

Em 1 de março de 2016, depois de participar em múltiplas colaborações musicais com Belly,[53] Meek Mill,[54] e Travis Scott,[49][55] Tesfaye participou de "Low Life", o single de platina triplo do quarto álbum de estúdio do rapper Future, Evol (2016).[56]

2016—2018: Starboy e My Dear Melancholy,[editar | editar código-fonte]

Ver artigos principais: Starboy e My Dear Melancholy,

Em 31 de janeiro de 2018, a gravadora Top Dawg Entertainment revelou a lista de faixas completa do álbum da trilha sonora de Black Panther, com curadoria de Kendrick Lamar,[57] e que conta com The Weeknd em uma das faixas, "Pray for Me". Em 2 de fevereiro de 2018, a canção foi lançada como o terceiro single da trilha sonora. Esta foi a segunda colaboração entre Tesfaye e Lamar, com a primeira tendo sido canção "Sidewalks", do álbum Starboy (2016).

Em 27 de março de 2018, The Weeknd disponibilizou um teaser de um novo lançamento oficial em um post em seu Instagram.[58][59][60] Em 29 de março de 2018, um outdoor apareceu em Londres, Inglaterra, promovendo um possível álbum intitulado My Dear Melancholy,[61] e no mesmo dia o projeto foi oficialmente anunciado.[62] Em 30 de março de 2018, o extended play My Dear Melancholy, foi lançado.[63]

Em 6 de junho de 2018, The Weeknd anunciou pelas redes sociais seu novo programa de rádio denominado Memento Mori, onde ele e seus convidados tocam uma playlist de músicas que os inspiram. O nome Memento Mori vem do latim significando "Lembre-se da Morte", e segue tendo esse tema sombrio, inclusive no Instagram oficial do programa onde é postado pequenos vídeos de terror (tema que The Weeknd é fã, e que inclusive esteve presente no álbum Kiss Land).

2019—2020: After Hours[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: After Hours

Em janeiro de 2019, Tesfaye e o produtor francês Gesaffelstein, que anteriormente trabalhara com Tesfaye no EP My Dear Melancholy, lançaram "Lost in the Fire", o segundo single do segundo álbum de estúdio de Gesaffelstein, Hyperion.[64][65]

Em 18 de abril de 2019, Tesfaye lançou a canção "Power Is Power" com SZA e Travis Scott, que faz parte de For the Throne: Music Inspired by the HBO Series Game of Thrones (2019), uma trilha sonora inspirada no programa de televisão Game of Thrones, do qual Tesfaye é fã.[66] Em 5 de maio, Tesfaye, SZA e Travis Scott lançaram o videoclipe de sua faixa inspirada em Game of Thrones.[67]

Em 24 de novembro de 2019, "Blinding Lights", o principal single do quarto álbum de estúdio de The Weeknd, After Hours (2020), foi anunciado através de um comercial da Mercedes-Benz na televisão alemã.[68] No dia seguinte, surgiram imagens de um videoclipe sendo filmado na rua Fremont Street, localizada em Las Vegas, Nevada, nos Estados unidos.[69]

Em promoção ao então futuro álbum, foi lançado o episódio sete do programa de rádio Memento Mori Beats 1, do empresário de the Weeknd, Amir Esmailian, em 27 de novembro de 2019.[70] O single "Heartless" estreou em 32º lugar na Billboard Hot 100, e na semana seguinte tornou-se seu quarto single número um na parada.[71] O segundo single, "Blinding Lights", estreou na posição de número 11 na Billboard Hot 100 na mesma semana que "Heartless" chegou ao topo, então caiu para a 52ª posição, em sua segunda semana na parada, e alcançou a posição de número número um em 4 de abril de 2020.[72][73] Em 19 de fevereiro de 2020, Tesfaye revelou o título do álbum, After Hours, sua data de lançamento, 20 de março de 2020, e lançou a faixa-título do álbum como um single promocional simultaneamente.[74]

Em 7 de março de 2020, Tesfaye participou do programa Saturday Night Live, cantando "Blinding Lights" e a inédita "Scared to Live".[75] O álbum foi lançado em 20 de março de 2020, contendo os singles "Heartless", "Blinding Lights" e "In Your Eyes".[76] O álbum estreou no topo da Billboard 200, angariando 444.000 unidades equivalentes ao álbum, das quais 275.000 foram em vendas puras.[77] Em 29 de março de 2020, Tesfaye anunciou o lançamento de mais três canções inéditas: "Nothing Compares", "Missed You" e "Final Lullaby".[78] Na primeira semana do álbum nas paradas, Tesfaye tornou-se o primeiro artista da história a liderar as paradas Billboard 200, Billboard Hot 100, Billboard Artist 100, Hot 100 Songwriters e Hot 100 Producers simultaneamente.[79] After Hours teve uma segunda semana consecutiva como número um na parada Hot 100 Songwriters, em abril de 2020, devido a cinco canções estarem na Billboard Hot 100 (singles), todas as quais ele coescreveu e coproduziu.[80]

Em 23 de março de 2020, uma edição deluxe do álbum, contendo cinco remixes, foi lançada sem aviso prévio.[81] Em 30 de março de 2020, no aniversário de dois anos de My Dear Melancholy, foi lançada uma versão atualizada da edição deluxe de After Hours, contendo três novas faixas bônus.[82]

Em 7 de agosto de 2020, o falecido rapper e cantor estadunidense Juice Wrld lançou "Smile" como single, o qual conta com a participação de Tesfaye. Três semanas depois, em 28 de agosto, ele lançou o single "Over Now" com o DJ e produtor escocês Calvin Harris. Após seis anos, Tesfaye trabalhou novamente com Ariana Grande na canção chamada "Off the Table",[83] lançada em 30 de outubro de 2020, e presente no sexto álbum de estúdio da cantora, Positions (2020).[84] No mesmo dia, foi lançado o nono álbum de estúdio do produtor estadunidemse de música eletrônica Daniel Lopatin, Magic Oneohtrix Point Never, contando com vocais de Tesfaye na faixa "No Nightmares". O cantor também atuou como produtor executivo do álbum junto com Lopatin.[85] Em 5 de novembro de 2020, Maluma lançou o remix de "Hawái", com a participação de Tesfaye.[86] O cantor também estreou três apresentações ao vivo na plataforma Vevo em novembro de 2020,[87] e se apresentou no evento virtual Jingle Ball da iHeartRadio, em 10 de dezembro de 2020.[88]

Amplamente esperado que recebesse várias indicações por After Hours, Tesfaye foi excluído de qualquer indicação no Grammy Awards de 2021.[89] Tesfaye criticou a The Recording Academy, através de mídia social, alegando corrupção.[90] Surgiram especulações de que o anúncio de sua futura apresentação no Super Bowl LV halftime show, bem como a discrepância de ser indicado como música pop em vez de R&B contribuíram para a rejeição.[91] Em resposta à controvérsia, o presidente interino da Academia, Harvey Mason Jr., emitiu uma declaração:

Entendemos que the Weeknd esteja decepcionada por não ter sido indicado. Fiquei surpreso e consigo empatizar com o que ele está sentindo. Sua música este ano foi excelente, e suas contribuições à comunidade musical e ao mundo em geral são dignas da admiração de todos. Ficamos emocionados quando descobrimos que ele se apresentaria no próximo Super Bowl e teríamos adorado tê-lo também no palco do Grammy no fim de semana anterior. Infelizmente, a cada ano, há menos indicações do que o número de artistas merecedores. Mas como o única premiação musical votada por colegas, continuaremos a reconhecer e celebrar a excelência na música, enquanto iluminamos os muitos artistas incríveis que compõem nossa comunidade global. Para ser claro, a votação em todas as categorias terminara bem antes da apresentação de the Weeknd no Super Bowl ser anunciada, então de forma alguma poderia ter afetado o processo de indicação. Todos os indicados ao Grammy são reconhecidos pelo corpo de votação por sua excelência, e parabenizamos a todos eles.[92]

Em janeiro de 2021, Tesfaye respondeu dizendo que seus Grammies anteriores não têm mais valor algum para ele.[93] Apesar da Recording Academy anunciar a eliminação dos comitês privados de indicação,[94] Tesfaye disse que, avançando com sua carreira, ele impedirá que sua gravadora submeta seu trabalho à Recording Academy.[95]

2021—presente: Super Bowl LV halftime show e música nova[editar | editar código-fonte]

Em 5 de fevereiro de 2021, Tesfaye lançou seu segundo álbum de grandes sucessos, The Highlights. O álbum estreou em segundo lugar na Billboard 200, tornando-se o álbum de compilação de maior sucesso de Tesfaye, e a maior estreia, na primeira semana, de um álbum de grandes sucessos desde o álbum de Blake Shelton Fully Loaded: God's Country, lançado em 2019.[96]

Tesfaye estrelou o Super Bowl LV halftime show em 7 de fevereiro de 2021, tornando-se o primeiro artista solo canadense a ser a atração do evento.[97][98][99] Estima-se que o cantor tenha gasto US$ 7 milhões de seu próprio bolso na apresentação,[100] entretanto, as críticas da apresentação foram mistas. Isso pode ter sido devido à qualidade do microfone, e ao áudio da apresentação ao vivo.[101][102][103][104][105][106] A apresentação resultou em uma onda de streamings e downloads do álbum After Hours, bem como das outras sete canções que the Weeknd cantou, além de resultar em um aumento nas vendas de ingressos de sua próxima turnê The After Hours Tour, que está programada para começar em janeiro de 2022.[107][108] A apresentação no Super Bowl ganhou três indicações no Primetime Emmy Awards de 2021: Melhor Especial de Variedades (ao vivo), Melhor Design de Iluminação/Direção de Iluminação em um Especial de Variedades, e Melhor Direção Técnica, Trabalho de Câmera, Controle de Vídeo em um Especial.[109]

Em março de 2021, Tesfaye relançou sua mixtape de estreia, House of Balloons, em sua forma autêntica com as mixagens e samples originais, para celebrar o décimo aniversário de seu lançamento.[110][111]

Em maio de 2021, Tesfaye começou a disponibilizar teasers de música nova. Em 4 de maio, durante uma entrevista à Variety, ele disse: "Se o último álbum é o After Hours da noite, então The Dawn está chegando".[112] Em 13 de maio, ele continuou a dar pistas de The Dawn com uma legenda no Instagram, "The Dawn is Coming..."[113]

Em 11 de maio, Tesfaye cantou "Save Your Tears" no Brit Awards de 2021. Ele também aceitou seu primeiro prêmio Brit Award de Cantor Internacional, que foi apresentado a ele pela ex-primeira-dama dos Estados Unidos, Michelle Obama.[114][115] Em 24 de maio, Tesfaye cantou "Save Your Tears" no Billboard Music Awards de 2021, no qual estava indicado a um recorde de 16 prêmios, do quais ganhou 10, incluindo Melhor Artista e Melhor Canção da Hot 100. Ao aceitar seus prêmios, Tesfaye voltou a soltar teaser de nova música, dizendo "o After Hours acabou, e The Dawn está chegando".[113] Em 28 de maio, Tesfaye cantou o remix de "Save Your Tears" com Ariana Grande no iHeartRadio Music Awards de 2021.[116]

Em 25 de junho de 2021, a rapper e cantora Doja Cat lançou o single "You Right", de seu álbum Planet Her (2021), que conta com a participação de Tesfaye, e o videoclipe da canção estreou no YouTube no mesmo dia.[117] Em 19 de julho, o rapper Belly anunciou seu single "Better Believe", com a participação de Tesfaye e Young Thug, presente em seu futuro álbum See You Next Wednesday.[118] A canção foi lançada em 22 de julho junto com seu videoclipe.[119]

Em 2 de agosto de 2021, Tesfaye lançou um trecho de seu próximo projeto nas plataformas de mídia social com a frase "take my breath" encerrando o teaser.[120] Mais tarde naquele dia, o cantor saiu na capa da edição de setembro de 2021 da revista GQ, marcando a primeira publicação global da revista.[121][122] Posteriormente, em colaboração com a NBC Sports e as Olimpíadas de Tóquio de 2020, Tesfaye anunciou seu novo single "Take My Breath", o qual foi lançado em 6 de agosto.[123][124] O anúncio do single foi seguido por um vídeo promocional com as atletas de corrida com obstáculos Sydney McLaughlin e Dalilah Muhammad, a atleta de corrida de 800 metros Athing Mu, e a corredora Gabrielle Thomas.[125] Mais tarde naquele mês, Tesfaye apareceu no décimo álbum de estúdio de Kanye West, Donda, cantando na canção "Hurricane.[126]

Impacto[editar | editar código-fonte]

The Weeknd recebeu elogios de muitos artistas musicais. O artista veterano Babyface, que falou positivamente sobre The Weeknd, afirmou: "eu amo The Weeknd, no sentido em que, com quem quer que seja que ele está trabalhando, ele mistura R&B com outras coisas e consegue resultados fantásticos". Babyface afirmou também sobre o torontense que "é promissor no sentido em que eu acho que há outros desconhecidos que virão para à frente e voltarão a ser músicos. Eu acho que mais do que qualquer coisa, do que eu sinto falta é os músicos que fazem parte do processo". Durante sua 2ª Annual OVO Fest, em 2011,[127] o rapper Drake expressou seus pensamentos sobre The Weeknd em entrevista a Billboard. "Ele é um dos maiores artistas que já ouvi", disse Drake. "Ouvir alguém com um corpo incrível de trabalho é muito raro. É muito inspirador. Formamos a OVOXO, que se está assumindo agora. Estou orgulhoso dele. Ele trabalha duro. É uma pessoa incrível, ele se tornou um amigo muito próximo de mim".[128] Nick Jonas creditou The Weeknd como uma das influências para seu segundo álbum solo, em entrevista à Fuse.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Discografia de The Weeknd

Turnês[editar | editar código-fonte]

Em colaboração

Referências

  1. «Sex, Drugs and R&B: Inside the Weeknd's Dark Twisted Fantasy». Rolling Stone. Consultado em 16 de fevereiro de 2016 
  2. Roberts, Randall (17 de dezembro de 2012). «Review: Abel Tesfaye, a.k.a. the Weeknd, has hall smoldering». Los Angeles Times (em inglês). ISSN 0458-3035 
  3. «The Weeknd traficava drogas quando jovem.» 
  4. «The Weeknd Reveals How He Got His Name... And Where The 'E' Went». MTV News. Consultado em 16 de fevereiro de 2016 
  5. a b «Watch The Weeknd's Entire Coachella Set | Pitchfork». pitchfork.com (em inglês). Consultado em 25 de setembro de 2017 
  6. «The Weeknd Mesmerizes at Bowery Ballroom». Rolling Stone (em inglês) 
  7. «The Weeknd Announces First Ever Tour». Pretty Much Amazing (em inglês) 
  8. a b «The Weeknd covers Michael Jackson as he plays his debut UK show – video - NME». NME (em inglês). 8 de junho de 2012 
  9. «The Weeknd & Reps Talk Clearing Samples, Touring For 'Trilogy' Release». Billboard (em inglês) 
  10. «The Weeknd Shares "Rolling Stone" Video, Trilogy Artwork | Pitchfork». pitchfork.com (em inglês). Consultado em 25 de setembro de 2017 
  11. Trilogy (notas de CD). Republic Records. 2012. 3719793 
  12. a b c «The Weeknd - Chart history | Billboard». www.billboard.com (em inglês). Consultado em 25 de setembro de 2017 
  13. «One Direction Tops Billboard 200 Chart, 'Twilight' Debuts at No. 3». Billboard (em inglês) 
  14. «Gold & Platinum search results: The Weeknd». RIAA (em inglês). Consultado em 25 de setembro de 2017 
  15. «Gold and Platinum Search» (em inglês). 27 de setembro de 2013. Consultado em 25 de setembro de 2017 
  16. «2013, BBC Music Sound Of - The Weeknd - BBC Music». BBC (em inglês). Consultado em 25 de setembro de 2017 
  17. «Listen: The Weeknd "Kiss Land"». Complex (em inglês). Consultado em 25 de setembro de 2017 
  18. «The Weeknd Unveils 'Kiss Land' Release Date & Cover Artwork - idolator». idolator (em inglês). 22 de julho de 2013 
  19. «ThisGoesIn – The Weeknd's 'Kiss Land' Arrives on September 10th | News» (em inglês). 23 de julho de 2013. Consultado em 25 de setembro de 2017 
  20. The Weeknd, Live For, consultado em 25 de setembro de 2017 
  21. «Keith Urban Edges the Weeknd for No. 1 Debut on Billboard 200». Billboard (em inglês) 
  22. Kiss Land by The Weeknd, consultado em 25 de setembro de 2017 
  23. «The Weeknd To Open For Justin Timberlake On '20/20 Experience' Tour». Billboard (em inglês) 
  24. «Album Review: Various Artists – The Hunger Games: Catching Fire Soundtrack». Consequence of Sound (em inglês). 19 de novembro de 2013 
  25. Sia, Elastic Heart, consultado em 25 de setembro de 2017 
  26. «Beyonce's 'Drunk in Love': Kanye West, The Weeknd Release Remixes (Audio)». The Hollywood Reporter (em inglês) 
  27. «The Weeknd touring w/ Schoolboy Q & Jhene Aiko, playing Barclays Center (dates); SBQ played Central Park». BrooklynVegan (em inglês). Consultado em 25 de setembro de 2017 
  28. «First Look: Ariana Grande and The Weeknd Team Up in 'Love Me Harder' Video». Rap-Up (em inglês) 
  29. Molly Beauchemin (28 de junho de 2015). «Janelle Monáe Performs "Yoga", The Weeknd Performs "Earned It" with Alicia Keys at the BET Awards». Pitchfork (em inglês). Condé Nast. Consultado em 12 de agosto de 2021 
  30. Dee Lockett (27 de maio de 2015). «The Weeknd Returns With 'The Hills,' Which Probably Isn't About Lauren Conrad». Vulture (em inglês). Vox Media. Consultado em 12 de agosto de 2021 
  31. Hugh McIntyre (28 de junho de 2019). «The Weeknd's No. 1 Hit 'The Hills' Becomes His First Diamond-Certified Single». Forbes (em inglês). B.C. Forbes Publishing CompanyCondé Nast. Consultado em 12 de agosto de 2021 
  32. Carl Lamarre (28 de junho de 2019). «The Weeknd's 'The Hills' Certified Diamond: Exclusive». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 12 de agosto de 2021 
  33. «Apple's new musical faces - Drake and The Weeknd». Phys.org (em inglês). Science X Network. 8 de junho de 2015. Consultado em 12 de agosto de 2021 
  34. Daniel Kreps (8 de junho de 2015). «Hear the Weeknd's Funky New Song 'Can't Feel My Face'». Rolling Stone (em inglês). Penske Media Corporation. Consultado em 12 de agosto de 2021 
  35. Gary Trust (1 de julho de 2015). «Wiz Khalifa No. 1 on Hot 100 'Again,' Selena Gomez Debuts at No. 9». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 12 de agosto de 2021 
  36. Gary Trust (10 de agosto de 2015). «The Weeknd Tops Hot 100 With 'Can't Feel My Face,' One Direction Debuts at No. 3». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 12 de agosto de 2021 
  37. Amaya Mendizabal (15 de julho de 2015). «The Weeknd Is First Artist to Own Entire Top Three on Hot R&B Songs Chart». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 12 de agosto de 2021 
  38. «Deadmau5 & The Weeknd headline FVDED IN THE PARK 2015». Daily Hive (em inglês). 19 de dezembro de 2017. Consultado em 12 de agosto de 2021 
  39. «Latest Apple Music ads debut during MTV VMAs, feature The Weeknd & playlists». Apple Insider (em inglês). Apple. 31 de agosto de 2015. Consultado em 12 de agosto de 2021 
  40. Keith Caulfield (6 de setembro de 2015). «The Weeknd's 'Beauty Behind the Madness' Debuts at No. 1 on Billboard 200 Chart». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 12 de agosto de 2021 
  41. Keith Caulfield (20 de setembro de 2015). «The Weeknd Earns Third Week at No. 1 on Billboard 200 Albums Chart». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 12 de agosto de 2021 
  42. Gavin Ryan (5 de setembro de 2015). «ARIA Albums : The Weeknd Takes Top Spot On Australian Chart». Noise11 (em inglês). The Noise Network. Consultado em 12 de agosto de 2021 
  43. «Charts for September 21, 2015 - Top 20 Albums». Music Canada (em inglês). 5 de setembro de 2015. Consultado em 12 de agosto de 2021 
  44. Brian Mansfield (10 de julho de 2015). «The Weeknd's new album is coming Aug. 28». USA Today (em inglês). Gannett. Consultado em 12 de agosto de 2021 
  45. Jeremy Gordon (20 de agosto de 2015). «The Weeknd Announces "The Madness" Fall Tour». Pitchfork (em inglês). Condé Nast. Consultado em 13 de agosto de 2021 
  46. Paley Martin (21 de agosto de 2015). «The Weeknd Announces The Madness Fall Tour With Travi$ Scott, Halsey & Banks». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 13 de agosto de 2021 
  47. Gary Trust (8 de setembro de 2015). «The Weeknd Doubles Up in Hot 100's Top Three». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 13 de agosto de 2021 
  48. Erin Strecker (1 de setembro de 2015). «The Weeknd & Demi Lovato Announced as 'SNL' Musical Guests». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 13 de agosto de 2021 
  49. a b Bianca Gracie (1 de setembro de 2015). «Demi Lovato & The Weeknd To Perform On 'Saturday Night Live' This Season». Idolator (em inglês). Hive Media. Consultado em 13 de agosto de 2021 
  50. Jessie Morris (30 de agosto de 2016). «The Weeknd Now Holds Two Guinness World Records». Complex (em inglês). Verizon Communications/Hearst Communications. Consultado em 13 de agosto de 2021 
  51. Marc Schneider (1 de dezembro de 2015). «Spotify's Year in Music: Drake Most Streamed Artist, Major Lazer & DJ Snake Had Top Song». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 13 de agosto de 2021 
  52. «50 Best Albums of 2015». Rolling Stone (em inglês). Penske Media Corporation. 1 de dezembro de 2015. Consultado em 13 de agosto de 2021 
  53. Alex Hudson (8 de maio de 2015). «Belly - "Might Not" (ft. the Weeknd)». Exclaim! (em inglês). 1059434 Ontario Inc. Consultado em 13 de agosto de 2021 
  54. Danielle Harling (22 de junho de 2015). «Meek Mill Reveals "Dreams Worth More Than Money" Features». HipHopDX (em inglês). Warner Music Group. Consultado em 13 de agosto de 2021 
  55. Page Mackinley (29 de junho de 2017). «Justin Bieber, Kanye West, The Weeknd, & More Featuring On Travi$ Scott's 'Rodeo' Album». Inquisitr (em inglês). The Inquisitr. Consultado em 13 de agosto de 2021 
  56. «LISTEN: The Weeknd Surprises Fans By Dropping Two New Songs!». CKIS-FM (em inglês). Rogers Sports & Media. 27 de dezembro de 2015. Consultado em 13 de agosto de 2021 
  57. Austin Boykins (31 de março de 2018). «TDE Reveals Loaded Tracklist for 'Black Panther' Soundtrack». Hypebeast (em inglês). Hypebeast Limited. Consultado em 1 de abril de 2018 
  58. Carl Lamarre (27 de março de 2018). «Is The Weeknd Dropping a New Album on Friday?». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 1 de abril de 2018 
  59. Jessica McKinney (27 de março de 2018). «The Weeknd Could Be Dropping A New Album This Week». Vibe (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 1 de abril de 2018 
  60. «The Weeknd teases new song release». IOL (em inglês). Independent Media. 28 de março de 2018. Consultado em 1 de abril de 2018 
  61. Robin Murray (29 de março de 2018). «Has Someone Accidentally Leaked News Of The Weeknd's New Album?». Clash (em inglês). Music Republic Ltd. Consultado em 1 de abril de 2018 
  62. Jordan Sargent (29 de março de 2018). «The Weekend Is Surprise Releasing a New Album Tonight». Spin (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 1 de abril de 2018 
  63. Kevin Goddard (29 de março de 2018). «Stream The Weeknd's "My Dear Melancholy" EP». HotNewHipHop (em inglês). Consultado em 1 de abril de 2018 
  64. Gesaffelstein, The Weeknd (7 de janeiro de 2019). Gesaffelstein - Lost In The Fire feat. The Weeknd (Teaser) (vídeo) (em inglês). Columbia Records. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  65. Braudie Blais-Billie (21 de janeiro de 2019). «Listen to Gesaffelstein and the Weeknd's New Song "Lost in the Fire"». Pitchfork (em inglês). Condé Nast. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  66. Sheldon Pearce (18 de abril de 2019). «SZA, The Weeknd, Travis Scott - "Power Is Power"». Pitchfork (em inglês). Condé Nast. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  67. «SZA, The Weeknd and Travis Scott Share Video For 'Game of Thrones' Inspired Track». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. 5 de maio de 2019. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  68. «The Weeknd to Release New Single 'Blinding Lights' on Black Friday». Rap-Up (em inglês). 24 de novembro de 2019. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  69. {{citar web|língua=en|url=https://www.tmz.com/2019/11/25/the-weeknd-shooting-new-music-video-las-vegas/%7Ctítulo=The Weeknd Shuts Down Vegas Street ... New Music On The Way?!?|autor=|obra=TMZ|publicado=[[Warner Bros.]|data=25 de novembro de 2019|acessodata=10 de agosto de 2021}}
  70. Tonight Memento Mori Episode 7 (vídeo) (em inglês). Beats 1. 26 de novembro de 2019. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  71. «Five Burning Questions: Billboard Staffers Discuss The Weeknd's Top 40 Debut For 'Heartless'». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. 3 de dezembro de 2019. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  72. Gary Trust (9 de dezembro de 2019). «The Weeknd's 'Heartless' Hits No. 1 on Hot 100, Mariah Carey's 'All I Want for Christmas Is You' Returns to No. 3 High». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  73. Gary Trust (30 de março de 2020). «The Weeknd's 'Blinding Lights' Hits No. 1 on Billboard Hot 100, Doja Cat's 'Say So' Enters Top 10». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  74. Lars Brandle (19 de fevereiro de 2020). «The Weeknd Sets 'After Hours' Release Date, Shares Dark Title Track: Listen». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  75. Alex Young (8 de março de 2020). «The Weeknd Debuts New Song, Appears in Sketch on SNL: Watch». Consequence of Sound (em inglês). Consequence Media. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  76. Matthew Strauss (20 de março de 2020). «Listen to the Weeknd's New Album After Hours». Pitchfork (em inglês). Condé Nast. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  77. Keith Caulfield (29 de março de 2020). «The Weeknd's 'After Hours' Debuts at No. 1 on Billboard 200 Chart With Biggest Week of 2020». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  78. The Weeknd [@theweeknd] (29 de março de 2020). «nothing compares, missed you, final lullaby...» (Tweet) – via Twitter 
  79. Gary Trust (1 de abril de 2020). «The Weeknd on Being the First Artist to Top These 5 Charts At Once: 'It Feels Like a Huge Blessing' (Exclusive)». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  80. Xander Zellner (8 de abril de 2020). «The Weeknd Continues Atop Hot 100 Songwriters Chart, 30Roc Leads Hot 100 Producers». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  81. Ernani, Felipe (30 de março de 2020). «The Weeknd lança três inéditas em versão deluxe de "After Hours"; ouça». Tenho Mais Discos Que Amigos!. Consultado em 27 de agosto de 2020 
  82. https://portalrapmais.com/the-weeknd-album-after-hours/
  83. Alyssa Bailey (30 de outubro de 2020). «Ariana Grande and The Weeknd's 'Off the Table' Lyrics Are About Her Finding Love After Losing Mac Miller». Elle (em inglês). Czech Media Invest. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  84. Ashley Iasimone (24 de outubro de 2020). «Ariana Grande Unveils 'Positions' Track List». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  85. Jon Blistein (26 de outubro de 2020). «The Weeknd Joins Oneohtrix Point Never on New Song 'No Nightmares'». Rolling Stone (em inglês). Penske Media Corporation. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  86. Jessica Roiz (5 de novembro de 2020). «The Weeknd Sings in Spanglish on Fiery 'Hawái' Remix With Maluma: Watch the Video». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  87. The Weeknd (20 de novembro de 2020). The Weeknd - Trailer (Official Live Performance) (vídeo) (em inglês). Republic Records. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  88. Georgia Slater (30 de outubro de 2020). «Harry Styles, Billie Eilish, Shawn Mendes to Perform at Virtual iHeartRadio Jingle Ball». People (em inglês). Meredith Corporation. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  89. Jem Aswad (24 de novembro de 2020). «The Weeknd Shockingly Shut Out of Grammy Nominations, and Other Snubs and Surprises». Variety (em inglês). Penske Media Corporation. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  90. Rania Aniftos (24 de novembro de 2020). «The Weeknd Calls Out Recording Academy After Nominations Snub: 'The Grammys Remain Corrupt'». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  91. Zoe Haylock (24 de novembro de 2020). «The Weeknd Received Zero Grammy Nominations, Responds on Twitter». Vulture (em inglês). Vox Media. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  92. Sharareh Drury (24 de novembro de 2020). «The Weeknd Lashes Out at Recording Academy: "The Grammys Remain Corrupt"». The Hollywood Reporter (em inglês). MRC. Consultado em 10 de agosto de 2021 
  93. Paige Gawley (26 de janeiro de 2021). «The Weeknd Says His 3 GRAMMY Wins Mean Nothing to Him Now». Entertainment Tonight (em inglês). CBS Media Ventures. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  94. Jem Aswad (3 de maio de 2020). «The Weeknd Calls Grammys 'Corrupt,' Despite Inspiring Their Recent Rule Change: 'I Will Not Be Submitting Music in the Future' (EXCLUSIVE)». Variety (em inglês). Penske Media Corporation. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  95. Ben Sisario (21 de março de 2021). «Grammys Ready Pandemic Show, as the Weeknd Boycotts Future Awards». The New York Times (em inglês). The New York Times Company. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  96. Keith Caulfield (14 de fevereiro de 2021). «Morgan Wallen's 'Dangerous' No. 1 for Fifth Week on Billboard 200 While 'If I Know Me' Hits Top 10 for First Time». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  97. Shanna McCarriston (12 de novembro de 2020). «Super Bowl LV: The Weeknd announced as Pepsi Halftime Show performer». CBS Sports (em inglês). ViacomCBS Streaming. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  98. Roisin O'Connor, Clémence Michallon (8 de fevereiro de 2021). «Super Bowl halftime show: The Weeknd gives 'brilliant' performance with dancers in face bandages». The Independent (em inglês). Independent Digital News & Media Ltd. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  99. By Lauren Steussy, Nadine DeNinno (7 de fevereiro de 2021). «What happened to The Weeknd's face at Super Bowl 2021 halftime show?». New York Post (em inglês). NYP Holdings, Inc. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  100. Katie Bain (28 de janeiro de 2021). «The Weeknd on the Crew That Boosted Him From 'Basically Homeless' to the Super Bowl». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  101. Jon Caramanica (8 de fevereiro de 2021). «The Weeknd Emerges From the Shadows at the Super Bowl Halftime Show». The New York Times (em inglês). The New York Times Company. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  102. Nate Scott (7 de fevereiro de 2021). «Super Bowl halftime show review: The Weeknd wasn't great (but it's not all his fault)». USA Today (em inglês). Gannett. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  103. Spencer Kornhaber (8 de fevereiro de 2021). «The First Super Bowl Halftime Show About the Depravity of Halftime Shows». The Atlantic (em inglês). The Atlantic Monthly Group. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  104. Dominic Patten (7 de fevereiro de 2021). «The Weeknd's Super Bowl Halftime Show Scores A Touchdown – Review; Watch The Full Performance – Update». Deadline Hollywood (em inglês). Penske Media Corporation. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  105. Britt Julious (7 de fevereiro de 2021). «Review: The Weeknd's Super Bowl halftime performance was an expensive nothing». Chicago Tribune (em inglês). Tribune Publishing. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  106. Mesfin Fekadu (7 de fevereiro de 2021). «Review: Yawn, is it Monday yet? The Weeknd bores at halftime». Associated Press (em inglês). Consultado em 11 de agosto de 2021 
  107. Keith Caulfield (11 de fevereiro de 2021). «The Weeknd's Streams Increase 41% After Super Bowl Halftime Show». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  108. Keith Caulfield (8 de fevereiro de 2021). «The Weeknd's Sales Up 385% After Super Bowl Halftime Show». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  109. Peter Libbey (13 de julho de 2021). «Emmys 2021: The List of Nominees». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  110. The Weeknd [@theweeknd] (17 de maio de 2021). «On Sunday for its 10 year anniversary I'm releasing House of Balloons on all streaming platforms for the first time in it's original incarnation. With the original mixes and samples.» (Tweet) – via Twitter 
  111. Halle Kiefer (21 de março de 2021). «Step Inside the Weeknd's House of Balloons, Reissued for the Album's 10th Anniversary». Vulture (em inglês). Vox Media. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  112. Jem Aswad (4 de maio de 2021). «The Weeknd Drops Hints About 'Beautiful' New Music: 'The Dawn Is Coming'». Variety (em inglês). Penske Media Corporation. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  113. a b Ashish Singh (28 de maio de 2021). «Is The Weeknd dropping an album? Fans say 'dawn is coming' after cryptic post». Meaww (em inglês). Consultado em 11 de agosto de 2021 
  114. Joe Lynch (11 de maio de 2021). «The Weeknd Brings Rainy 'Save Your Tears' to 2021 Brit Awards: Watch». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  115. Ben Beaumont-Thomas, Laura Snapes (11 de maio de 2021). «Brit awards 2021: the ceremony as it happened, with Dua Lipa, Taylor Swift and more». The Guardian (em inglês). Guardian Media Group. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  116. Madison Bloom (27 de maio de 2021). «Watch the Weeknd and Ariana Grande Perform "Save Your Tears" at 2021 iHeartRadio Music Awards». Pitchfork (em inglês). Condé Nast. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  117. Doja Cat, The Weeknd (25 de junho de 2021). Doja Cat, The Weeknd - You Right (Official Video) (vídeo) (em inglês). RCA Records. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  118. Aynslee Darmonobra=91.5 The Beat (22 de julho de 2021). «Belly Enlists The Weeknd, Young Thug For 'Better Believe'» (em inglês). Consultado em 11 de agosto de 2021 
  119. Jordan Rose (22 de julho de 2021). «Belly, The Weeknd, and Young Thug Share Video for New Song "Better Believe"». Complex (em inglês). Complex Networks. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  120. Joe Lynch (2 de agosto de 2021). «The Weeknd Previews New Era With 'The Dawn Is Coming' Teaser: Watch». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  121. Will Welch (2 de agosto de 2021). «Announcing the Worldwide Era of GQ». GQ (em inglês). Advance Publications. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  122. Mark Anthony Green (2 de agosto de 2021). «The Weeknd vs. Abel Tesfaye». GQ (em inglês). Advance Publications. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  123. Allison Hussey (2 de agosto de 2021). «The Weeknd Releasing New Song "Take My Breath" This Friday: Watch Preview». Pitchfork (em inglês). Condé Nast. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  124. Charu Sinha (3 de agosto de 2021). «The Weeknd Announces New Single, 'Take My Breath'». Vulture (em inglês). Vox Media. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  125. Erica Gonzales (3 de agosto de 2021). «The Weeknd Teases His New Song with the Help of Olympic Women Track Stars». Yahoo! Life (em inglês). Verizon Media. Consultado em 11 de agosto de 2021 
  126. Michael Saponara (29 de agosto de 2021). «Every Song on Kanye West's 'Donda' Album, Ranked: Critic's Pick». Billboard (em inglês). Eldridge Industries. Consultado em 3 de setembro de 2021 
  127. «Babyface Talks The Weeknd, Binge-Watching TV and the 'Honesty' of his New Album | Billboard». Billboard. Consultado em 16 de fevereiro de 2016 
  128. «Drake Says The Weeknd Will Be on 'Take Care' | Billboard». Billboard. Consultado em 16 de fevereiro de 2016 
  129. Cooper, Duncan. «The Weeknd Announces First US Tour». The FADER 
  130. «The Weeknd announces fall tour». Consequence of Sound 
  131. «The Weeknd Announces Big Fall Tour, Kiss Land Out Late Summer». Pitchfork 
  132. Davis, Justin. «The Weeknd Announces "King of The Fall" Tour». Complex 
  133. Martin, Paley (21 de agosto de 2015). «The Weeknd Announces The Madness Fall Tour With Travi$ Scott, Halsey & Banks». Billboard. Prometheus Global Media 
  134. Kreps, Daniel (31 de outubro de 2016). «The Weeknd Sets 'Phase One' of Massive Starboy: Legend of the Fall Tour». Rolling Stone. Consultado em 31 de outubro de 2016 
  135. «The Weeknd to Open for Florence and the Machine». Pitchfork. 7 de maio de 2012 
  136. Payne, Chris (4 de novembro de 2013). «The Weeknd To Open For Justin Timberlake On '20/20 Experience' Tour». Billboard. Consultado em 27 de novembro de 2015 
  137. «Drake Announces "Would You Like a Tour?" European Dates w/ The Weeknd». hotnewhiphop. 29 de outubro de 2013. Consultado em 27 de novembro de 2015