The Vandals

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de The vandals)
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde julho de 2012).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
The Vandals
The Vandals live, Warped Tour 2007.jpg
A banda em concerto no Warped Tour, 2007
Informação geral
Origem Huntington Beach, Califórnia
País  Estados Unidos
Gênero(s) Punk rock
Período em atividade 1980 — atualmente
Gravadora(s) Epitaph
National Trust
Restless
Triple X
Nitro
Kung Fu
Integrantes Dave Quackenbush
Warren Fitzgerald
Joe Escalante
Josh Freese
Ex-integrantes Steven Ronald Jensen
Jan Nils Ackermann
Steve Pfauter
Brent Turner
Chalmer Lumary
Robbie Allen
Doug MacKinnon
Página oficial www.vandals.com

The Vandals é uma banda de punk rock dos Estados Unidos, formada em 1980 em Huntington Beach, Califórnia. São conhecidos pelo uso de humor em suas músicas.

História[editar | editar código-fonte]

Formação[editar | editar código-fonte]

The Vandals foi formado em 1980 em Huntington Beach, Califórnia. O vocalista Steven Ronald "Stevo" Jensen e o guitarrista Jan Nils Ackermann iniciaram o grupo, praticando e apresentando-se com alguns outros músicos antes que a formação se estabelecesse, incluindo o baixista Steve "Human" Pfauter e o baterista Joe Escalante. Rapidamente construíram uma reputação na cena punk rock de Los Angeles e do Condado de Orange, que incluía também bandas como Bad Religion, Descendents, Black Flag, TSOL, X, The Germs, Suicidal Tendencies e Social Distortion. Os Vandals distinguiam-se da cena ao focar o humor ao invés de tópicos políticos e sociais.

Em 1982 a banda tornou-se a segunda a assinar com a Epitaph Records, gravadora de Brett Gurewitz do Bad Religion sediada em Los Angeles, que lançou o primeiro EP do Vandals, Peace Thru Vandalism.[1] A gravação contém diversas canções que tornaram-se as favoritas entre os fãs, sendo executadas em concertos durante toda a década de 1990, incluindo "Urban Struggle".

Em 1984 a banda apareceu no filme Suburbia por convite da diretora Penelope Spheeris, que também dirigiu o influente The Decline of Western Civilization.[1] Em uma situação irônica, a banda tocou num concerto beneficente ao Cypress College Young Republicans, o que gerou críticas da comunidade punk anárquica, tradicionalmente liberal. Não foi a última vez que as ações da banda geraram criticismo, ainda que sua música mantenha uma visão política neutra.

Primeiro álbum[editar | editar código-fonte]

Pfauter deixou a banda em 1984 e Brent Turner foi trazido como baixista para a gravação do primeiro álbum, When in Rome Do as the Vandals. Na época do seu lançamento pela National Trust Records em 1985, Chalmer Lumary reuniu-se ao grupo como baixista permanente. Conflitos pessoais entre os integrantes culminaram na saída de Stevo logo depois. Ele foi substituído por Dave Quackenbush da banda Falling Idols, que tornou-se vocalista dos Vandals pelo resto de sua carreira.[1] Em 1987 a banda apareceu em outro filme de Penelope Spheeris, Dudes.[1]

Em 1989 Lumary deixou o grupo e Robbie Allen auxiliou no baixo para as gravações de Slippery When Ill. O álbum marcou o distanciamento do punk rock. O estilo irônico tornou-se confuso aos fãs, e o álbum permaneceu na obscuridade até seu relançamento em 1999 como The Vandals Play Really Bad Original Country Tunes. Na época do lançamento do álbum a banda recrutou o baterista Doug MacKinnon, movendo Escalante para o baixo.

Conflitos de direitos autorais[editar | editar código-fonte]

Seguido do lançamento de Slippery When Ill a banda passou por diversas mudanças na formação, com a saída tanto do baterista MacKinnon quanto do guitarrista Ackermann, este um dos fundadores da banda. Nessa época, Brett Gurewitz da Epitaph Records transferiu os direitos autorais e as gravações de Peace Thru Vandalism a Escalante, que assumiu controle da obra. Desde então Gurewitz justifica que sua intenção era deixar esse material com a banda e não somente Escalante, mas este argumenta que Gurewitz ainda possui direitos de royalties dos outros integrantes da banda. A Time Bomb Recordings relançou Peace Thru Vandalism e When in Rome em um único CD com o crédito "todas as letras e composições por Joe Escalante". Stevo, Ackermann, Lumary e o baterista Todd Barnes (do TSOL) tocaram em um concerto de reunião como The Vandals, apesar do suposto controle de Escalante sobre o nome e o catálogo da banda. Entretanto, Escalante manteve controle legal sobre a banda e continuou a tocar com Quackenbush, recrutando novos membros, apresentando-se também como The Vandals. Em 2003, diversos dos integrantes originais da banda iniciaram ações contra Escalante, alegando que nunca haviam transferido suas parcelas de direitos da banda.

Adição de Fitzgerald e Freese[editar | editar código-fonte]

A saída de Ackermann e MacKinnon deixou Escalante e Quackenbush à procura de substitutos para a guitarra e a bateria. A banda já havia tocado em concertos com o Doggy Style, e sempre intrigaram-se com o jeito de seu guitarrista, Warren Fitzgerald, recrutando-o ao The Vandals. Na mesma época, Escalante e Quackenbush visitaram a Disneylândia diversas vezes, onde tomaram conhecimento de Josh Freese tocando bateria eletrônica. Este também foi reunido ao grupo.

Em 1990 a nova formação gravou Fear of a Punk Planet, um álbum que os estabeleceram na nova cena punk californiana, que incluía bandas como Pennywise, Rancid, NOFX, The Offspring e Sublime. Fizeram seu primeiro vídeo musical, para a canção "Pizza Tran". No ano seguinte a banda gravou Sweatin' to the Oldies: The Vandals Live, um álbum ao vivo com vídeo que apresentava canções de Peace Thru Vandalism e When in Rome. A partir de então passaram a se apresentar cada vez menos, focando na criação de novo material.

Em 1992 Escalante graduou-se em direito e tornou-se executivo de televisão na CBS, usando o dinheiro de seu trabalho para financiar a banda. Suas conexões na rede de televisão o permitiram apresentar-se com a banda em concertos de rock durante a madrugada. Em um concerto de Ano Novo que Escalante não pôde participar, o ator Keanu Reeves o substituiu no baixo. Enquanto isso, Fitzgerald e Freese tornaram-se músicos profissionais. Fresse tornou-se um baterista de estúdio, enquanto Fitzgerald tornou-se guitarrista do Oingo Boingo.

Anos na Nitro Records[editar | editar código-fonte]

Em 1995, o punk rock ganhou notoriedade nos Estados Unidos devido à popularidade crescente de álbuns de bandas como The Offspring e Green Day, e os Vandals assinaram com a Nitro Records, gravadora de Dexter Holland (do The Offspring). Lançaram o álbum Live Fast, Diarrhea e partiram para turnê nos Estados Unidos e na Europa, incluindo abrir concerto para o No Doubt. O álbum ganhou ainda mais atenção graças a um episódio da série de televisão The X-Files em que o ator Giovanni Ribisi interpreta uma personagem que veste camisas da banda e ouve sua música.[1]

Em 1996 é lançado The Quickening, um álbum mais agressivo, e o vídeo musical para "It's a Fact". Nesse ano Escalante e Fitzgerald também lançam a gravadora Kung Fu Records, fundada originalmente para lançar o álbum da banda Assorted Jelly Beans.[1] A gravadora também lançou a trilha sonora do filme Glory Daze, que continha canções tanto do The Vandals quanto do Assorted Jellybeans, além de um tema escrito por Fitzgerald. No fim do ano a banda lançou um álbum natalino, Oi to the World!, pela Kung Fu. Apesar de desconhecido, a faixa título tornou-se mais famosa por conta da versão do No Doubt no ano seguinte. Essa nova versão foi produzida por Fitzgerald e resultou num vídeo musical. Sweatin' to the Oldies foi relançado pela Kung Fu em 1997, contando com faixas bônus.

Em 1998 a banda lançou Hitler Bad, Vandals Good, seu álbum mais popular até então. No ano seguinte relançaram a maior parte de Slippery When Ill como The Vandals Play Really Bad Original Country Tunes, pela Kung Fu.

Em 2000 foi lançada a edição de dez anos de Fear of a Punk Planet, pela Kung Fu, seguida de Look What I Almost Stepped In..., seu último álbum sob contrato com a Nitro. Devido a outros compromissos, Freese não participou do álbum, sendo substituído nas gravações e na turnê por Brooks Wackerman. No final do ano a Kung Fu relançou Oi to the World!, tornando-o muito mais disponível que anteriormente.

Ida à Kung Fu Records[editar | editar código-fonte]

Ao final de 2000 a banda terminou suas obrigações contratuais com a Nitro Records, e moveu suas operações para a Kung Fu. A gravadora havia crescido desde sua fundação em 1996. O próximo álbum da banda foi Internet Dating Superstuds, de 2002. O vídeo de Sweatin' to the Oldies foi relançado em DVD pela Kung Fu no mesmo ano.

Controvérsias legais e políticas[editar | editar código-fonte]

Em 2003, os ex-integrantes Stevo, Jan Nils Ackermann, Chalmer Lumary e Steve Pfauter iniciaram ações legais contra Escalante, alegando que ele havia gerenciado inadequadamente o catálogo da banda e que havia mantido royalties cuja posse também era dos outros integrantes. As alegações tiveram origem quando Escalante licenciou canções da banda datadas da década de 1980 para uso em filmes e comerciais. "Urban Struggle" foi usada no filme SLC Punk e em um comercial da Adidas, enquanto a letra de "Anarchy Burger (Hold the Government)" foi usada no filme xXx. Em todas as situações as canções foram creditadas a Escalante.[2] Um relançamento em CD combinando Peace Thru Vandalism e When in Rome Do as the Vandals foi lançado em 1989 pela Time Bomb Recordings, também creditado somente a Escalante.[3] Os outros integrantes alegaram que a maioria dessas canções haviam sido escritas antes mesmo de Escalante entrar no grupo, e que ela havia se apropriado indevidamente da propriedade intelectual deles.[4] O resultado temporário das ações foi favorável a Escalante, permitindo que ele continuasse a licenciar o catálogo da banda. Um licenciamento posterior de "Urban Struggle" para o filme Jackass Number Two foi creditado para todo o grupo.[5] Entretanto, processos legais referentes ao assunto ainda estão em andamento.

Em julho de 2003 a banda filmou um concerto ao vivo no House of Blues em Anaheim, parte da série The Show Must Go Off! da Kung Fu. Foi lançado no ano seguinte e apresenta canções escritas entre 1995 e 2002. Em 2003 também foi lançado Hollywood Potato Chip. Já em dezembro de 2004 a banda viajou ao Iraque e realizou diversos concertos para as tropas estado-unidenses na região, com o baterista Byron McMackin (do Pennywise) substituindo Freese. Novamente a banda foi criticada pela comunidade punk, que consideraram a ação como um suporte do grupo à Guerra do Iraque. O que seguiu-se foi uma turnê pela Europa em que algumas datas foram canceladas devido a protestos de pessoas que consideravam a atitude da banda pró-guerra.[6][7][8][9]

Atividade recente[editar | editar código-fonte]

Em 2005 o álbum Shingo Japanese Remix Album foi lançado, composto por versões das canções da banda remixadas pelo DJ japonês Shingo Asari. Em agosto a banda tocou em um concerto beneficente ao lendário clube de rock CBGB.

Em abril de 2006 a banda retornou ao Oriente Médio com McMackin para apresentar-se às tropas estado-unidenses, desta vez no Afeganistão.

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Formações
(somente integrantes oficiais)
(1980 - 1984)
Peace Thru Vandalism
(1984)
When in Rome Do as the Vandals
  • Stevo - vocal
  • Jan Ackermann - guitarra
  • Brent Turner - baixo
  • Joe Escalante - bateria
(1984)
concertos somente
  • Stevo - vocal
  • Jan Ackermann - guitarra
  • Chalmer Lumary - baixo
  • Joe Escalante - bateria
(1984-1985)
concertos somente
  • Dave Quackenbush - vocal
  • Jan Ackermann - guitarra
  • Chalmer Lumary - baixo
  • Joe Escalante - bateria
(1985 - 1989)
Slippery When Ill
  • Dave Quackenbush - vocal
  • Jan Ackermann - guitarra
  • Robbie Allen - baixo
  • Joe Escalante - bateria
(1989)
concertos somente
  • Dave Quackenbush - vocal
  • Jan Ackermann - guitarra
  • Joe Escalante - baixo
  • Doug MacKinnon - bateria
(1990 - 2000)
Fear of a Punk Planet
Sweatin' to the Oldies
Live Fast, Diarrhea
The Quickening
Oi to the World!
Hitler Bad, Vandals Good
  • Dave Quackenbush - vocal
  • Warren Fitzgerald - guitarra
  • Joe Escalante - baixo
  • Josh Freese - bateria
(2000)
Look What I Almost Stepped In...
  • Dave Quackenbush - vocal
  • Warren Fitzgerald - guitarra
  • Joe Escalante - baixo
  • Brooks Wackerman - bateria
(2000 - atualmente)
Internet Dating Superstuds
Live at the House of Blues
Hollywood Potato Chip
  • Dave Quackenbush - vocal
  • Warren Fitzgerald - guitarra
  • Joe Escalante - baixo
  • Josh Freese - bateria

Formação atual[editar | editar código-fonte]

Ex-integrantes[editar | editar código-fonte]

  • Steven Ronald Jensen - vocal (1980 - 1985)
  • Jan Ackermann - guitarra (1980 - 1989)
  • Steve Pfauter - baixo (1980 - 1984)
  • Brent Turner - baixo (1984)
  • Chalmer Lumary - baixo (1984 - 1985)
  • Robbie Allen - baixo (1985 - 1989)
  • Doug MacKinnon - bateria (1988 - 1989)

Membros temporários notáveis[editar | editar código-fonte]

Devido ao trabalho de Josh Freese como baterista de estúdio, por vezes ele estava indisponível para participar das atividades da banda em turnê. O restante do grupo frequentemente contava com uma lista de substitutos como:[1]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

Ano Título Gravadora Outras informações
1984 When in Rome Do as the Vandals National Trust Único álbum com o vocalista Stevo. Relançado em 1989 em CD junto com Peace Thru Vandalism.
1989 Slippery When Ill Restless/Sticky Fingers Primeiro álbum com o vocalista Dave Quackenbush.
1990 Fear of a Punk Planet Triple X Primeiro álbum com o guitarrista Warren Fitzgerald e o baterista Josh Freese. Relançado em 2000 com faixas bônus.
1991 Sweatin' to the Oldies: The Vandals Live Álbum e vídeo ao vivo. Relançado em 1997 com faixas bônus. Vídeo relançado em 2002 em DVD.
1995 Live Fast, Diarrhea Nitro
1996 The Quickening
Oi to the World!: Christmas With the Vandals Kung Fu Relançado em 2000 com faixas bônus.
1998 Hitler Bad, Vandals Good Nitro
2000 Look What I Almost Stepped In...
2002 Internet Dating Superstuds Kung Fu
2004 Live at the House of Blues Nono episódio da série de DVD ao vivo The Show Must Go Off!, da Kung Fu Records. Inclui DVD e um CD do concerto ao vivo.
2004 Hollywood Potato Chip

EP e vinil 7"[editar | editar código-fonte]

Ano Título Gravadora Outras informações
1982 Peace Thru Vandalism Epitaph Relançado em 1989 em CD junto com When in Rome Do as the Vandals.
1996 The Vandals / Assorted Jelly Beans split 7" Kung Fu Split com Assorted Jelly Beans. Primeiro lançamento da Kung Fu Records.
unknown The Vandals / Longfellow split 7" Split com Longfellow.
2000 Fat Club 7" Fat Wreck Chords

Compilações[editar | editar código-fonte]

Ano Título Gravadora Outras informações
1989 Peace Thru Vandalism/When in Rome Do as the Vandals Time Bomb Relançamento do primeiro EP e primeiro álbum no formato CD.

Álbuns de remix[editar | editar código-fonte]

Ano Título Gravadora Outras informações
2005 Shingo Japanese Remix Album Kung Fu Coleção de canções de álbuns recentes remixados pelo DJ japonês Shingo Asari.

Videografia[editar | editar código-fonte]

Vídeos musicais[editar | editar código-fonte]

Ano Título Gravadora Outras informações
1993 "Pizza Tran" Fear of a Punk Planet Dirigido por Toby Tilly.
1995 "I Have a Date" Live Fast, Diarrhea Dirigido por Joe Escalante e Jeff Richardson.
1997 "It's a Fact" The Quickening / Glory Daze Soundtrack Dirigido por Jeff Richardson. Duas versões foram lançadas, com e sem trechos do filme.
2000 "My Girlfriend's Dead" Hitler Bad, Vandals Good / That Darn Punk Original Motion Picture Soundtrack Dirigido por Jeff Richardson.
2002 Hitler Bad, Vandals Good Versão animada dirigida por Luke S. Goljan.
2002 "43210-1" Internet Dating Superstuds Dirigido por Joe Escalante.
2004 "Don't Stop Me Now" Hollywood Potato Chip Dirigido por Joe Escalante e Nate Weaver.

Álbuns[editar | editar código-fonte]

Ano Título Gravadora Conteúdo Outras informações
1991 Sweatin' to the Oldies: The Vandals Live Nitro concerto em Orange County, história da banda e entrevistas. Originalmente em VHS, relançado em 2002 em DVD com comentários da banda e bônus.
2002 Oi to the World! Live in Concert Kung Fu Concerto em 2001 em Anaheim. Nomeado posteriormente como o primeiro episódio da série de DVD ao vivo The Show Must Go Off!.
2004 Live at the House of Blues Concerto em Anaheim em 2003, comentários da banda e bônus. Nomeado o nono episódio da série The Show Must Go Off!.

Referências

  1. a b c d e f g «The Vandals official FAQ». Sítio oficial da banda. Consultado em 5 de agosto de 2007 
  2. «xXx soundtrack listing». The Internet Movie Database. Consultado em 18 de agosto de 2007 
  3. Andy Hinds. «Peace Thru Vandalism/When in Rome Do as the Vandals». All Music Guide. Consultado em 18 de agosto de 2007 
  4. «For the Record: Quick News on R. Kelly and Jay-Z, Britney Spears, Deftones, Norah Jones, Stray Cats & More». MTV News. 8 de abril de 2003. Consultado em 5 de agosto de 2007 
  5. «Jackass Number Two soundtrack listing». The Internet Movie Database. Consultado em 18 de agosto de 2007 
  6. «Club cancels Vandals show due to Iraq visit». Punknews.org. 2 de fevereiro de 2005. Consultado em 5 de agosto de 2007 
  7. «The Vandals boycotted in Greece». Punknews.org. 22 de fevereiro de 2005. Consultado em 5 de agosto de 2007 
  8. «Come Out Fighting! The Vandals Rock the Troops in Iraq!». Sítio oficial da banda. Consultado em 5 de agosto de 2007 
  9. «The Vandals launch war site». Punknews.org. 2 de abril de 2005. Consultado em 5 de agosto de 2007 
  10. «Joe, Warren and Dave from the Vandals». punkupdates.com. Consultado em 16 de agosto de 2007 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]