There's Always Tomorrow

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
There's Always Tomorrow
Cartaz promocional
 Estados Unidos
1956 •  pb •  84 min 
Direção Douglas Sirk
Roteiro Bernard C. Schoenfeld
Elenco Fred MacMurray
Barbara Stanwyck
Joan Bennett
Género romance / drama
Idioma inglês

There's Always Tomorrow é um filme estadunidense de 1956 do gênero Drama Romântico, dirigido por Douglas Sirk.[1][2] Roteiro de Bernard C. Schoenfeld, baseado no romance de Ursula Parrott.[3]

Elenco principal[editar | editar código-fonte]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Clifford Groves é um empresário californiano de meia-idade, casado com três filhos. De repente, cansado da rotina, ele entra em crise ao mesmo tempo que reencontra Norma Vale, uma antiga namorada que conheceu há vinte anos. Norma é agora uma bem-sucedida estilista de moda em Nova Iorque e tenta disfarçar seu interesse renovado por Clifford. Ele a leva para conhecer a família mas os filhos de Clifford desconfiam que os dois estão de caso. Quando Clifford se descobre apaixonado também por Norma, os dois terão que decidir se assumem o romance ou não.

Referências

  1. There's Always Tomorrow (1956) (em inglês), Rotten Tomatoes, consultado em 28 de março de 2020 
  2. «There's Always Tomorrow (MOC) in February» (em inglês). The Digital Fix. 15 de dezembro de 2009. Consultado em 28 de março de 2020 
  3. Crowther, Bosley (21 de janeiro de 1956). «Screen: Domestic Tale; Palace Has 'There's Always Tomorrow'». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 28 de março de 2020 
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.