There's a Riot Goin' On

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
There's a Riot Goin' On
Álbum de estúdio de Sly & the Family Stone
Lançamento 20 de Novembro de 1971
Gravação 1970–1971
The Record Plant
(Sausalito, California)
Gênero(s) Funk, soul psicodélico, avant-funk
Duração 47:33
Gravadora(s) Epic
KE-30986
Produção Sly Stone
Certificação Platina (RIAA)
Cronologia de Sly & the Family Stone
Stand!
(1969)
Fresh
(1973)
Capa do relançamento
Singles de There's a Riot Goin' On
  1. "Family Affair"
    Lançamento: 6 de Novembro de 1971
  2. "Runnin' Away"
    Lançamento: 5 de Fevereiro de 1972
  3. "(You Caught Me) Smilin'"
    Lançamento: 22 de Abril de 1972
Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic 5 de 5 estrelas.[1]
Robert Christgau (A+)[2]
The Guardian 4 de 5 estrelas.[3]
Los Angeles Times (mixed)[4]
PopMatters (8/10)[5]
Rolling Stone (favorable) 1971[6]
Rolling Stone 5 de 5 estrelas. 2007[7]
Sputnikmusic 4 de 5 estrelas.[8]
Stylus Magazine (A)[9]
Uncut 5 de 5 estrelas.[10]

There's a Riot Goin' On é o quinto álbum de estúdio da banda americana de funk e soul Sly & the Family Stone, lançado em 20 de Novembro de 1971 pela Epic Records. As seções de gravação foram feitas primeiramente entre 1970 e 1971 em Record Plant Studios na cidade de Sausalito, California.[11] Em contraste ao seu trabalho anterior com soul psicodélico, como visto no álbum Stand! (1969), There's a Riot Goin' On abraça um funk mais obscuro e emotivo, enquanto que também rejeita a fórmula melódica de sucesso da banda que foi apresentada em seus hit singles anteriores.[11] O título original do álbum era Africa Talks to You, mas foi retitulado como There's a Riot Goin' On em resposta ao memorável álbum de Marvin Gaye What's Going On (1971), que foi lançado cinco meses antes de Riot.[12]

There's a Riot Goin' On estreou em número um nas paradas Billboard Pop Albums e Soul Albums, enquanto que o primeiro single, "Family Affair" (1971), chegou ao topo da parada Pop Singles.[13][14] Em 8 de Novembro de 1972, There's a Riot Goin' On foi certificado como disco de ouro pela RIAA, vendendo mais de meio milhão de cópias no primeiro ano de lançamento.[15] Vários críticos e fãs tiveram sentimentos mistos desde o lançamento de Riot, mas os elogios aumentaram com o passar do tempo, levando o álbum a ser considerado um dos melhores de todos os tempos. Mais tarde Riot veio a vender mais de 1 milhão de cópias, ganhando uma certificação de disco de platina da RIAA em 7 de Setembro de 2001.[15] Em 2003, o álbum foi eleito o número 99 na lista dos 500 melhores álbuns de todos os tempos da revista Rolling Stone.[16]

Faixas[editar | editar código-fonte]

LP Original[editar | editar código-fonte]

Todas as canções compostas, produzidas e arranjadas por Sylvester Stewart para Stone Flower Productions.[17]

Lado um
  1. "Luv n' Haight" – 4:01
  2. "Just Like a Baby" – 5:12
  3. "Poet" – 3:01
  4. "Family Affair" – 3:06
  5. "Africa Talks to You 'The Asphalt Jungle'" – 8:45
  6. "There's a Riot Goin' On" – 0:00
Lado dois
  1. "Brave & Strong" – 3:28
  2. "(You Caught Me) Smilin'" – 2:53
  3. "Time" – 3:03
  4. "Spaced Cowboy" – 3:57
  5. "Runnin' Away" – 2:51
  6. "Thank You for Talkin' to Me Africa" – 7:14

Histórico nas paradas[editar | editar código-fonte]

Posições nas paradas[editar | editar código-fonte]

  • Álbum
Parada (1971–1972) Melhores
posições[13]
U.S. Billboard Pop Albums 1
U.S. Billboard Top Soul Albums 1
  • Singles
Nome Parada (1971–1972) Melhores
posições[13][14]
"Family Affair" U.S. Billboard Pop Singles 1
"Family Affair" U.S. Billboard R&B Singles 3
"Family Affair" UK Singles Chart 14
"Runnin' Away" U.S. Billboard Pop Singles 23
"Runnin' Away" U.S. Billboard R&B Singles 15
"Runnin' Away" UK Singles Chart 17
"(You Caught Me) Smilin'" U.S. Billboard Pop Singles 42

Anteceção e suceção nas paradas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Santana de Santana
Álbum número um na Billboard 200
18–31 de Dezembro de 1971
Sucedido por
Music de Carole King

Referências

  1. Erlewine, Stephen Thomas (April 1, 2002). Review: There's a Riot Goin' On. Allmusic. Retrieved on 2010-10-16.
  2. Christgau, Robert (December 30, 1971). "Consumer Guide: There's a Riot Goin' On". The Village Voice. Archived from the original on 2010-10-16.
  3. Petridis, Alexis (April 6, 2007). Review: There's a Riot Goin' On. The Guardian. Retrieved on 2010-10-16.
  4. Hilburn, Robert (November 28, 1971). Review: There's a Riot Goin' On. Los Angeles Times. Retrieved on 2010-10-16.
  5. Lundy, Zeth (April 2, 2007). Review: There's a Riot Goin' On. PopMatters. Retrieved on 2010-10-16.
  6. Aletti, Vince (December 23, 1971). Review: There's a Riot Goin' On. Rolling Stone. Retrieved on 2010-10-16.
  7. Christgau, Robert (May 3–17, 2007). "Review: There's a Riot Goin' On". Rolling Stone. Retrieved on 2010-10-16.
  8. Butler, Nick (January 16, 2005). Review: There's a Riot Goin' On. Sputnikmusic. Retrieved on 2010-10-16.
  9. Southall, Nick (April 24, 2007). Review: There's a Riot Goin' On. Stylus Magazine. Retrieved on 2010-10-16.
  10. Shapiro, Peter (2007). Review: There's a Riot Goin' On. Uncut. Retrieved on 2010-10-16.
  11. a b Lewis (2006), pp. 1-3.
  12. Lewis (2006), p. 70-72.
  13. a b c allmusic {{{There's a Riot Goin' On > Charts }}}. All Media Guide, LLC. Retrieved on 2008-08-16.
  14. a b Billboard.com - Search Results: Family Affair Sly (singles charts). Nielsen Business Media. Retrieved on 2008-08-16.
  15. a b RIAA Searchable Database. RIAA. Retrieved on 2008-08-16.
  16. RS500: 99) There's a Riot Goin' On. Rolling Stone. Retrieved on 2008-08-16.
  17. Discogs.com: Sly & The Family Stone - There's A Riot Goin' On. Discogs. Retrieved on 2008-10-26.
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde maio de 2015).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.