Thevetia ahouai

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Como ler uma infocaixa de taxonomiaThevetia ahouai
agaí, aguaí, auaí, cascaveleira, tingui-de-leite, acotope
Thevetia ahouai (Tehuantepec, México).
Thevetia ahouai (Tehuantepec, México).
Estado de conservação
Espécie pouco preocupante
Pouco preocupante
Classificação científica
Reino: Plantae
Clado: angiospérmicas
Clado: eudicotiledóneas
Clado: asterídeas
Ordem: Gentianales
Família: Apocynaceae
Subfamília: Rauvolfioideae
Tribo: Plumerieae
Género: Thevetia
Espécie: T. ahouai
Nome binomial
Thevetia ahouai
(L.) A.DC.

Thevetia ahouai (L.) A.DC., conhecido popularmente como agaí, aguaí, auaí, cascaveleira e tingui-de-leite, é um arbusto da família das Apocynaceae, com distribuição natural nas florestas tropicais húmidas das Américas, onde cresce até aos 7 m de altura, com flores tubulares amarelo-pálidas e bagas triangulares vermelhas. O seu látex e as suas sementes são venenosos e potencialmente mortais.[1]

Descrição[editar | editar código-fonte]

A espécie Thevetia ahouai é um arbusto ou pequena árvore, o árbol, com 1 a 7 m de altura, troncos lisos, algo ramosos, delgados, que ao serem quebrados libertam um látex branco leitoso. As folhas são alternas, oblanceoladas, com pedicelos curtos com cerca de 1 cm de comprimento, de coloração verde intensa, base aguda a acuminada de 14 a 25 cm de comprimento e de 5 a 7 cm de largura. Flores agrupadas em cimas terminais, em forma de tubo ou de campânula, com pedicelos de 3 cm de comprimento, fragantes, de coloração amarela, com de 2,5 a 4 cm de comprimento, densamente pubescentes em torno dos estames. O fruto é do tipo baga, de coloração vermelha brilhante por fora, quando maduro, carnoso, com a polpa branca algo escassa e de consistência esponjosa, com 3,5 cm de comprimento e 5 cm de largura. As sementes são de 2 a 4 por fruto, de forma ovoide, arredondadas de um lado e deprimidas pelo outro lado, de coloração branca a amarelenta.[2][3]

O látex, o fruto e as sementes são tóxicas, sendo potencialmente mortais quando ingeridos por humanos.

Habitat e distribuição[editar | editar código-fonte]

A espécie ocorre em florestas muito húmidas em altitudes que variam de 0 a 600 m de altitude.[4] Foi também encontrada em florestas perenes altas e matagais de dunas costeiras. Em Tabasco, a espécie foi encontrada em locais contaminados por hidrocarbonetos, o que a torna uma planta potencial para fitorremediação do solo.[5]

Distribui-se por ambos os litorais do México, pela América Central e pelo norte e nodeste da América do Sul (Colômbia, Venezuela e Guianas e Brasil).[4]

Etimologia[editar | editar código-fonte]

o nome comum «agaí» é proveniente do termo tupi awa'i.[6] «Tingui» é proveniente do tupi tingwi.[7]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Ferreira, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. 2.ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 60.
  2. Alvarado –Cárdenas L.O. 2004. Flora del Valle de Tehuacán-Cuicatlán. Fascículo 38. Apocynaceae. Instituto de Biología. UNAM. México.
  3. García, B.H. 1992. Flora Medicinal de Colombia. Segunda edición. Tomo dos. Tercer mundo. Bogotá, Colombia.
  4. a b Chízmar, F. C. 2009. Plantas Comestibles de Centroamérica. Instituto Nacional de Biodiversidad (INBio). Costa Rica. P 360.
  5. Ochoa-Gaona, S. et al. (2011). Estudio prospectivo de especies arbóreas promisorias para la fitorremediación de suelos contaminados por hidrocarburos. Villahermosa: Gobierno del Estado de Tabasco. Secretaría de Recursos Naturales y Protección Ambiental. El Colegio de la Frontera Sur. Petróleos Mexicanos.
  6. Ferreira, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. 2.ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 60.
  7. Ferreira, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. 2.ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 1 678.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Thevetia ahouai
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Thevetia ahouai