Thiago Spyked

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Thiago Spyked
Nome nativo Thiago Seiji Takahashi
Nascimento 8 de maio de 1985 (34 anos)
São Paulo
Cidadania Brasil
Alma mater Universidade Presbiteriana Mackenzie, Universidade de São Paulo
Ocupação designer gráfico
Página oficial
https://thiagospyked.blogspot.com/

Thiago Seiji Takahashi, mais conhecido como Thiago Spyked[1] (São Paulo, 8 de maio de 1985) é um designer gráfico, desenhista, quadrinhista e arte-educador brasileiro.


Formado em Desenho industrial pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e com mestrado em Comunicação pela Universidade de São Paulo,[2][3] Thiago publicou seu primeiro fanzine Em Busca das Estrelas,[4] com uma tiragem de apenas 20 exemplares.[5] em 2007, publica Rafe - Resolvendo uma história, uma história em quadrinhos usada para explicar o processo de roteiro usando uma metalinguagem em própria história em quadrinhos,[6][nota 1][7] nesse mesmo ano, fundou uma editora independente, a Crás Estúdio e Editora.[3] Em 2010, ministra um curso quadrinhos no projeto Fanzines nas Zonas de Sampa da Prefeitura de São Paulo[1] e lança uma nova história de Rafe, Resolvendo Layout,[8] indicado no ano seguinte ao Troféu HQ Mix na categoria Publicação independente de autor.[9] Em 2013, publica em webcomics e edição impressa Vírus - mais um na multidão[10] e lança no Youtube o canal Crás Conversa, com dicas para ilustradores e aspirantes a ilustradores.


Em 2015, arte-finalizou uma história em quadrinhos Disney protagonizada pelo Zé Carioca, A base secreta, escrita por Arthur Faria Jr., ilustrada por Carlos Edgard Herrero e colorida por Fernando Ventura, publicada pela Abril Jovem em Zé Carioca n° 2411 (agosto de 2015),[11] nesse mesmo ano, apresenta sua dissertação de mestrado A potencialidade dos quadrinhos na educação corporativa: gibis impressos, digitais e Graphic Novels.[12] e lança um projeto de financiamento coletivo no site Catarse para a reimpressão Vírus - mais um na multidão, contudo, o projeto não é bem-sucedido.[10] Em 2016, lança pela Criativo Editora um sketchbook.[13] e publica Spectrus – Paralisia do sono, que no ano seguinte vence o 33.º Prêmio Angelo Agostini na categoria Melhor lançamento.[14], nesse mesmo ano, participou de um artbook em homenagem ao centenário do quadrinista Jack Kirby idealizado pelo quadrinista Will e Edson Diogo do site Guia dos Quadrinhos financiado pelo Catarse[15][16], ainda em 2017, lança um novo projeto de financiamento coletivo do Catarse com o personagem O Velho do Papelão, criado para seu canal do Youtube, o álbum contém uma história de Spyked com histórias de artistas convidados: Mônica Yugi (Canal Crie Seu Mundo), Bruno Lima (Canal Walker Desenhos), Renata Celi (Canal Renata Celi), Felipe Barros (Canal D3), Mayara Rodrigues (Canal Mayara Rodrigues) e Francis de Cristo (Canal Evolução Diária).[17] e republica Vírus - mais um na multidão pelo selo GraphiBook da Criativo Editora.

Notas

  1. Semelhante aos feitos pelo pesquisador Scott McCloud

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]