Thomas Etholen Selfridge

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Thomas Etholen Selfridge
Nascimento 8 de fevereiro de 1882
São Francisco
Morte 17 de setembro de 1908 (26 anos)
Virgínia
Sepultamento Cemitério Nacional de Arlington
Cidadania Estados Unidos
Alma mater
Ocupação aeronauta
Prêmios
Causa da morte acidente aéreo

Thomas Etholen Selfridge (São Francisco, Califórnia, 8 de fevereiro de 1882 - Fort Myer, 17 de setembro de 1908) foi um militar estadunidense que se tornou a primeira pessoa a morrer na queda de um aeroplano motorizado, um biplano pilotado por Orville Wright.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Pouco é sabido da infância de Selfridge. Graduou-se em 1903 na United States Military Academy (Academia Militar dos Estados Unidos) em West Point. Foi o 31.º da classe de 96 cadetes daquele ano; o futuro general Douglas MacArthur foi o primeiro.

Fez seu primeiro voo em 6 de dezembro de 1907, na pipa/papagaio de forma tetraédrica de Alexander Graham Bell Cygnet, feita de 3393 células alares. O dispositivo levou-o a 51 metros no ar sobre o Lago Bras d'Or na Nova Escócia, no Canadá e voou durante 7 minutos. Este foi o primeiro voo tripulado registrado no Canadá por numa máquina mais pesada que o ar. Ele também voou numa aeronave construída por um engenheiro canadense, Frederick W. Baldwin, que atingiu cerca de 100 metros de altura e 30 de distância.

O acidente que o vitimaria foi devido a um impacto no solo: Selfridge e Orville foram projetados nos destroços do aparelho. Selfridge fraturou o crânio ao bater numa trave de madeira do chassis do avião.[1] Foi ainda sujeito a uma operação neurocirúrgica mas morreu na noite seguinte sem ter retomado a consciência.[2][3]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]