Thomas Ewing

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Thomas Ewing
Senador por Ohio
Período 20 de julho de 1850
a 4 de março de 1851
Antecessor(a) Thomas Corwin
Sucessor(a) Benjamin Wade
Secretário do Interior dos Estados Unidos
Período 8 de março de 1849
a 20 de julho de 1850
Presidentes Zachary Taylor (1849–1850)
Millard Fillmore (1850)
Sucessor(a) Thomas McKennan
14º Secretário do Tesouro dos Estados Unidos
Período 4 de março de 1841
a 11 de setembro de 1841
Presidentes William Henry Harrison
John Tyler
Antecessor(a) Levi Woodbury
Sucessor(a) Walter Forward
Senador por Ohio
Período 4 de março de 1831
a 4 de março de 1837
Antecessor(a) Jacob Burnet
Sucessor(a) William Allen
Dados pessoais
Nome completo Thomas Ewing, Sr.
Nascimento 28 de dezembro de 1789
West Liberty, Virgínia,
Estados Unidos
Morte 26 de outubro de 1871 (81 anos)
Lancaster, Ohio,
Estados Unidos
Alma mater Universidade de Ohio
Esposa Maria Wills Boyle
Partido Nacional Republicano (1830–1833)
Whig (1833–1871)
Religião Catolicismo
(anteriormente Presbiterianismo)
Profissão Advogado
Assinatura Assinatura de Thomas Ewing

Thomas Ewing, Sr. (West Liberty, 28 de dezembro de 1789Lancaster, 26 de outubro de 1871) foi um advogado e político norte-americano do estado de Ohio.[1]

Ewing estudou na Universidade de Ohio e começou a praticar direito em 1816. Ele foi eleito senador em 1831 pelo Partido Nacional Republicano, servindo até 1837 quando perdeu a reeleição; nesse meio tempo ele passou para o Partido Whig. Ewing foi nomeado em 1841 como Secretário do Tesouro dos Estados Unidos pelo presidente William Henry Harrison, servindo até setembro do mesmo ano quando renunciou em oposição ao novo presidente John Tyler.[1]

Ele retornou para o governo em 1849 quando foi nomeado pelo presidente Zachary Taylor para o recém criado cargo de Secretário do Interior dos Estados Unidos, porém retornou ao Senado no ano seguinte a fim de preencher a vacância deixada pela renúncia de Thomas Corwin, atuando como senador até o fim do mandato em 1851 por não ter conseguido ser eleito. Ewing voltou a praticar direito depois disso e foi posteriormente enviado a Washington, D.C. em 1861 como um dos delegados de paz para tentar impedir a Guerra de Secessão.[1]

Em fevereiro de 1868 o presidente Andrew Johnson o nomeou como Secretário da Guerra, porém sua confirmação foi negada pelo Senado. Ele morreu em 1871 e foi enterrado no Cemitério de St. Mary em Lancaster, Ohio.[1]

Referências

  1. a b c d «EWING, Thomas, (1789 - 1871)». Biographical Directory of the United States Congress. Consultado em 7 de fevereiro de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre um político dos Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.