Thomas Sebeok

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Thomas Sebeok
Nascimento 9 de novembro de 1920
Budapeste
Morte 21 de dezembro de 2001 (81 anos)
Bloomington
Cidadania Estados Unidos, Hungria
Alma mater
Ocupação autor, filósofo, escritor
Prêmios
Empregador Universidade de Tartu, Universidade de Indiana

Thomas Albert Sebeok (nascido Sebők, [ˈʃɛbøːk], Budapeste, 9 de novembro de 1920 - Bloomington, 21 de dezembro de 2001) foi um polímata, semioticista e linguista húngaro naturalizado americano.[1][2]

Referências

  1. Bernard, Jeff. «Thomas Sebeok e a fundação da rede semiótica». Galáxia (PUC-SP). 3: 181-185. Consultado em 18 de julho de 2020 
  2. Cobley, Paul; Deely, John; Kull, Kalevi; Petrilli, Susan (eds.) (2011). Semiotics Continues to Astonish: Thomas A. Sebeok and the Doctrine of Signs. (Semiotics, Communication and Cognition 7.) Berlin: De Gruyter Mouton.

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre filosofia/um(a) filósofo(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.