ThunderCats

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pela nova série, veja ThunderCats (2011).
ThunderCats
ThunderCats
ThunderCats, os Super-Gatos (PT)
Thundercats (BR)
Logotipo dos ThunderCats
Informação geral
Formato Série de desenho animado
Gênero Ação, Aventura, Ficção Científica, Fantasia
Duração 23 min.
Criador(es) Tobin "Ted" Wolf
Desenvolvedor(es) Leonard Starr
País de origem  Estados Unidos
Idioma original Inglês
Produção
Diretor(es) Arthur Rankin Jr.
Jules Bass
Distribuída por Telepictures Corporation (1985–1986)
Lorimar-Telepictures (1986–1989)
Warner Bros. Television Distribution (1989–atualmente)
Roteirista(s) Leonard Starr
Stephen Perry
Elenco Earl Hammond
Earle Hyman
Larry Kenney
Lynne Lipton
Bob McFadden
Peter Newman
Doug Preis
Gerianne Raphael
Empresa(s) de produção Hanna Barbera
Magic Animation Corporation
Transmissão original 23 de janeiro de 19851990
N.º de episódios 130 (lista de episódios)
Cronologia
ThunderCats (2011)
Programas relacionados SilverHawks

ThunderCats foi uma série de animação desenvolvida pela Hanna Barbera em 1983, baseada nos personagens criados por Tobin "Ted" Wolf e Leonard Starr.[1] A animação foi produzida por Magic Animation Corporation, um estúdio americano que mais tarde seria adquirido pela Walt Disney Company.[2] A primeira temporada foi ao ar em 1985 (com 65 episódios), seguido do filme intitulado ThunderCats - HO! em 1986.[3] As temporadas 2 (1987-1988), 3 (1988-1989), e 4 (1989-1990), seguiram o novo formato de 20 episódios cada.


A série foi originalmente distribuída pela Rankin-Bass Productions, empresa do grupo Telepictures Corporation,[4] que mais tarde se fundiu com a Lorimar Productions em 1986.[5] Em 1989, Lorimar-Telepictures foi comprado pela Warner Bros.,[6] que acabou assumindo a distribuição da série; A Warner Bros. acabou adquirindo os direitos da série (e de toda a programação Lorimar-Telepictures) a partir desse ponto.

No Brasil, a série foi inicialmente exibida em 1986 até 1990 pela Rede Globo, exibindo somente os primeiros 100 episódios dos 130 produzidos. Em 1995, Thundercats voltou a ser exibido pelo canal, no bloco TV Colosso. Nesse período também havia começado a ser exibido pela Warner Channel e pelo Cartoon Network. Em 2 de julho de 2001 passou a ser exibido pelo SBT, no programa "Bom Dia & Cia", na época apresentado por Jackeline Petkovic, desta vez, exibindo também o restante da série. Em 19 de janeiro de 2012 voltou a ser exibido novamente SBT, no programa Sábado Animado. Em Portugal a série estreou em 1988 na RTP2 e voltou a repetir em 1992 no mesmo canal com dublagem original em inglês com legendas em português.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

ThunderCats conta as aventuras de um grupo de felinos sobreviventes do planeta Thundera. O primeiro episódio da série começa com a destruição de Thundera, forçando os ThunderCats (uma espécie de nobreza Thunderiana) a fugir de seu planeta natal. A frota é atacada pelos inimigos dos Thunderianos, os mutantes de Plun-Darr, que destruíram todas as naves da frota Thunderiana, exceto a nave-mãe, na esperança de capturar a lendária Espada Justiceira (Sword of Omens, no original) que eles acreditam estar a bordo desta. A espada possui o Olho Místico de Thundera, a fonte do poder dos ThunderCats, encrustado na empunhadura. Embora os Mutantes tenham causado danos à nave-mãe, o velho guardião de Lion-O, Jaga, se oferece para pilotar a nave e levá-los em segurança ao "Terceiro Mundo". No entanto, Jaga morre no processo porque a viagem leva várias décadas, apesar da tecnologia avançada da nave interestelar. Entre os personagens principais estão o jovem lorde dos ThunderCats, Lion-O, e os ThunderCats Cheetara, Panthro, Tygra, WilyKit, WilyKat e Snarf[7].

Quando os ThunderCats acordam de seu estado de animação suspensa no Terceiro Mundo, Lion-O descobre que sua cápsula de suspensão não conseguiu inibir o seu envelhecimento. Ele agora é uma criança no corpo de um homem. Juntos, os Thundercats e os nativos amigáveis do Terceiro Mundo constroem a "Toca dos Gatos"[8][9], sua nova casa e sede, mas em pouco tempo, os Mutantes chegam ao Terceiro Mundo. Além disso, a chegada das duas raças alienígenas ao Terceiro Mundo não passa despercebida: Ao tomar conhecimento do Olho de Thundera, o feiticeiro demoníaco mumificado, do Terceiro Mundo, chamado Mumm-Ra recruta os mutantes para ajudá-lo a adquirir o Olho de Thundera e destruir os ThunderCats, para que possa continuar exercendo seu controle maligno sobre o planeta.[10]

1ª Temporada[editar | editar código-fonte]

A série utiliza como base para uma vasta gama de histórias que são um misto de ficção científica e fantasia em um bom conto tradicional do bem contra o mal, apresentando cada vez mais aliados e vilões no mundo dos ThunderCats. A tecnologia futurista é tão central para a série como a magia e o mito, mas mesmo no meio de toda esta ação, enfatiza a importância dos valores morais para resolver problemas. Cada episódio inclui normalmente uma breve desenlace, caracterizando os personagens se recuperando após os acontecimentos da história e tomar o tempo para destacar um valor pessoal ou abordagem integral, que ajudou a salvar o dia, ou poderia ter feito se não tivesse esquecido dele.

A primeira metade da primeira Temporada apresentou uma continuidade suave, com os primeiros episódios estabelecendo conceitos em sequência, embora isso tenha se tornado um pouco menos comum em sua segunda metade, que é composta principalmente por aventuras em episódios únicos. O elo da segunda metade foi o conjunto de cinco aventuras, "Unção de Lion-O", em que Lion-O desarmado enfrentou os cada um dos ThunderCats para provar que de fato era o Senhor dos ThunderCats.[3] Embora destinadas a serem vistas consecutivamente (como as aventuras ocorreram um dia após o outro), as cinco partes da mini-série foram exibidas e lançadas em DVD com vários outros episódios entre cada parcela.

Thundercats - Ho![editar | editar código-fonte]

O filme de TV 1986 "ThunderCats - Ho!" caracterizado o primeiro grande shake-up com o status quo da série, que introduz três novos ThunderCats que também sobreviveram a destruição de Thundera. Um elenco de heróis e vilões foi incorporado à história para torná-la a mais épica aventura ThunderCats já produzida, que celebrou com a aparente destruição de Mumm-Ra.[3]

2ª Temporada[editar | editar código-fonte]

Quando a série voltou em 1987, no entanto, foi revelado que o feiticeiro maligno sobreviveu. O episódio "Mumm-Ra Vive!" determinou o padrão o qual seguiria as três temporadas seguintes, cada uma começando com uma minissérie de cinco episódios que estabeleceram novas personagens e conceitos que influenciariam o restante da temporada. No caso de "Mumm-Ra Vive!", esses conceitos incluíam a estreia dos vilões Lunataks, que se tornaram uma terceira facção existente no resto da série, e a nova equipe de ThunderCats estreada em "ThunderCats - Ho!" tendo maior importância, vindo a possuir sede própria, veículos e assim por diante.

3ª Temporada[editar | editar código-fonte]

A temporada 1988 começou com "ThunderCubs", minissérie cujo nome foi baseado num episódio em que os ThunderCats são transformados em crianças. Entretanto, a trama principal da temporada gira em torno da reconstrução de Thundera por Mumm-Ra, que planejava tanto recuperar a arma que originalmente causou sua destruição (a Espada de Plun -Darr), como o lendário Tesouro de Thundera. No decorrer da aventura, o tesouro - que contém o Livro dos Presságios, um tomo contendo todos os segredos dos ThunderCats, e muitos outros itens místicos - foi espalhado por toda a Nova Thundera, inaugurando um conceito diferente para a série: uma temporada com um arco de história real.[3]

Continuidade entre os episódios se tornaram mais coerente à medida que os ThunderCats, mutantes, Lunataks e Mumm-Ra alternavam aventuras no Terceiro Mundo e em Nova Thundera, em busca de tesouros e explorando seus poderes. A temporada também tema recorrente dos Antigos Espíritos do Mal assumindo um lado mais ativo como conselheiros e soberanos de Mumm-Ra, instigando-o à ação, o que culminou em outro aspecto que foi único desta temporada: um episódio final, "O Último Dia", no qual os espíritos dão a Mumm-Ra uma última chance para destruir os ThunderCats. Finalmente, o bandido falhou, e foi banido para o canto mais distante do universo pelos Antigos Espíritos do Mal.

4ª Temporada[editar | editar código-fonte]

No início da temporada, os Thundercats retornaram a Nova Thundera para reconstruir sua sociedade. na minissérie de abertura, "Retorno a Thundera!". Antes de partirem, eles destruíram a pirâmide de Mumm-Ra, o que enfureceu os Antigos Espíritos Do Mal a ponto de eles resolverem trazer Mumm-Ra de volta de seu exílio, instalando-o em uma pirâmide em Nova Thundera. A temporada seguiu um caminho quase que completamente diverso das histórias que tinham acontecido anteriormente, com aventuras ocorridas quase que inteiramente em novos locais selvagens e maravilhosos de Nova Thundera, sendo o antagonismo proveniente, na maior parte, de Mumm-Ra ou de novos vilões. Os Mutantes, Lunataks e Capitão Cracker, todos retornaram para um episódio cada, no entanto. Ao final da série, diversas conclusões são alcançadas:

  • Mumm-Ra permanece, e sucede em sobrepujar o poder dos Antigos Espíritos do Mal.
  • O mistério do Livro dos Presságios é resolvido.
  • O ambiente tumultuoso e aterrorizante de Nova Thundera é dominado, e o planeta finalmente torna-se um lugar pacífico e intocado.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Ambientação[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Lista de lugares de ThunderCats

A maior parte da série se passa em um planeta conhecido como "Terceiro Mundo", para onde os ThunderCats foram obrigados a fugir quando seu planeta natal foi destruído. Em uma certa altura da série, pode se deduzir que o terceiro mundo na verdade seria o planeta Terra. Tal constatação é possível pois em um dos episódios, Mumm-Ra vai até um lago e recupera a espada Excalibur, que outrora pertenceu ao Rei Arthur, da Grã-Bretanha, para usá-la contra os ThunderCats.

Reboot[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: ThunderCats (2011)

Em Janeiro de 2011, foi anunciado um reboot série,[11] murikanime (animação inspirada em animações japonesas) dos ThunderCats, produzida pela Warner Bros Animation e co-produzida pelo estúdio japonês 4°Ca e está sendo exibida no Cartoon Network desde o dia 29 de julho de 2011. Embora a série original também fosse produzida por um estúdio japonês, ela não é considerada um murikanime.[12]

Outras mídias[editar | editar código-fonte]

Quadrinhos

Em 1985 foi produzidas um série de histórias em quadrinhos pela Marvel Comics, publicadas até 1988, No Brasil essa série foi publicada pela Editora Abril.

Em 2002 a Warner lançou através da DC Comics várias séries e títulos únicos dos ThunderCats.[13] No Brasil, os quadrinhos foram publicados pela editora Panini, em formato americano com 25 edições.

Filmes

Em 1986, "ThunderCats - HO: The Movie" foi lançado em VHS no Reino Unido e na América do Norte. Mais tarde foi editado em 5 episódios que foram exibidos na segunda temporada da TV.

Em 2007 a Warner Bros. anunciou a produção de uma adaptação da série de TV para o cinema.[14][15] Embora tenham anunciado inicialmente que seria um live-action (filmagem com atores reais), o estúdio confirmou que na verdade trata-se de um filme em animação digital.[16]

Música

Em 1987, o grupo musical infantil brasileiro Trem da Alegria gravou a música-tema de ThunderCats para a exibição do desenho no Brasil. A canção de mesmo nome foi escrito por Michael Sullivan e Paulo Massadas.

Referências

  1. Conheça os Novos Thundercats
  2. Jonathan Clements (2013). Anime: A History. [S.l.]: Palgrave Macmillan. 180 páginas. 9781844578849 
  3. a b c d «Thunder... Thunder... ThanderCats Hoooooo!!». Editora Escala. Neo Tokyo (79). Agosto de 2012 
  4. Maurício Viel e André Morelli (2007). Editora EuropaMundo dos Super-Heróis (7) 
  5. Boyer, Peter J. (03/02/1986). "Toy-Based TV: Effects on Children Debated". New York Times
  6. "Warner Completes Merger With Lorimar Telepictures". The Los Angeles Times.
  7. «Conheça desenhos que divertiam as crianças nos anos 80 - Thundercats, Portal Folha de S.Paulo de 18 de julho de 2011» 
  8. «Thundercats». TV.com. Consultado em 25 de janeiro de 2017 
  9. Vincent Terrace. Encyclopedia of Television Shows, 1925 through 2010, 2d ed. (em inglês). Estados Unidos: Google Books. p. 1083. ISBN 978-0786464777. Consultado em 25 de janeiro de 2017  |editora= e |publicado= redundantes (ajuda)
  10. «Thundercats Season One Volume Two». IGN. 13 de maio de 2008 
  11. Power-Con 2013: ‘ThunderCats’ Reboot Creator Details The Second Season That Could Have Been"
  12. Lily Carrol (março de 2012). «No World for Tomorrow». Editora Escala. Neo Tokyo (73) 
  13. «Thundercats, hooooooooo» 
  14. «Warner Bros. anuncia filme dos Thundercats» 
  15. «Com direito a Mumm-Ra, Thundercats vão da TV para o cinema» 
  16. «Filme dos Thundercats não será com atores reais» 
Bibliografia

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre animação é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.