Ti Ti Ti (2010)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ti Ti Ti
Logotipo da telenovela
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Comédia romântica
Duração 60 minutos
Criador(es) Maria Adelaide Amaral
Baseado em Ti Ti Ti e Plumas e Paetês, de Cassiano Gabus Mendes
País de origem Brasil
Idioma original português
Produção
Diretor(es) Jorge Fernando
Câmera multicâmera
Roteirista(s)
Elenco
Tema de abertura "Ti Ti Ti", Rita Lee[2]
Tema de encerramento "Ti Ti Ti", Rita Lee
Exibição
Emissora de televisão original Rede Globo
Formato de exibição 1080i (HDTV)
Transmissão original 19 de julho de 2010 – 19 de março de 2011
N.º de episódios 209
Cronologia
Programas relacionados Ti Ti Ti
Plumas e Paetês

Ti Ti Ti é uma telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo no horário das 19 horas de 19 de julho de 2010 a 19 de março de 2011, em 209 capítulos,[1] substituindo Tempos Modernos e sendo substituída por Morde & Assopra. Foi a 77ª "novela das sete" exibida pela emissora e também a primeira a ser transmitida em alta definição no horário. É um remake de duas novelas escritas por Cassiano Gabus Mendes: Plumas e Paetês (1980), de onde veio a história de Marcela, e a própria Ti Ti Ti (1985), de onde saiu a trama principal e o restante das paralelas, tendo mantido o nome da segunda na versão.[3][4][5][6][7] Foi adaptada por Maria Adelaide Amaral, com colaboração de Vincent Villari, Álvaro Ramos, Letícia Mey, Rodrigo Amaral e Marta Nehring, com direção de Marcelo Zambelli, Maria de Médicis e Ary Coslov, e direção geral e de núcleo de Jorge Fernando.[8]

Contou com as participações de Murilo Benício, Alexandre Borges, Cláudia Raia, Isis Valverde, Guilherme Winter, Caio Castro, Guilhermina Guinle e Malu Mader.[1]

Produção[editar | editar código-fonte]

As primeiras cenas foram gravadas em Belo Horizonte.

Em 2008 Maria Adelaide Amaral declarou que não tinha vontade de voltar a escrever novelas – ela foi autora do remake de Anjo Mau, em 1997, após vinte anos como colaboradora de outras tramas – e que seu foco desde 1999 era produzir apenas minisséries.[9] Em agosto de 2009 foi anunciado que a emissora faria um remake de Ti Ti Ti, originalmente criada por Cassiano Gabus Mendes em 1985, e Maria Adelaide foi convocada para escrever a nova versão, aceitando o posto por ser admiradora do autor.[10] A autora, no entanto, considerou que Ti Ti Ti precisava de outras histórias paralelas marcantes e que pudessem atrair os jovens, tendo aval da emissora para adicionar na nova versão a trama da personagem Marcela da novela Plumas e Paetês, também escrita por Cassiano.[11]

Na trama original, Marcela pegava uma carona com Osmar e sua noiva Julia, que estavam indo à São Paulo apresentá-la para a família, porém o casal morre em um acidente e ela decide assumir o posto de falsa noiva para não ficar desamparada.[12] No entanto, Maria Adelaide decidiu modernizar a história, apostando em um casal gay, Julinho e Osmar, no qual o segundo morria no acidente e Marcela assumia o posto de noiva à pedido de Julinho, que temia que a família de seu falecido noivo não aceitasse a sexualidade dele logo após o luto.[13] Originalmente planejada para 2011, e que iria tomar o lugar de Morde & Assopra, no entanto a obra foi adiantada e passou a figurar antes desta, entrando no ar após Tempos Modernos, uma vez que a emissora não queria emendar duas tramas que abordassem tecnologia.[14] As gravações começaram em 28 de abril de 2010 em Belo Horizonte, para onde viajaram Isis Valverde, André Arteche e Gustavo Leão para registrar as cenas iniciais de seus personagens antes da mudança para o Rio de Janeiro.[15]

Cláudia Raia teve que mudar diversas vezes de visual durante a telenovela, iniciando-a de cabelos pretos e mudando para o loiro e um corte mais curto posteriormente.[16]Murilo Benício teve que emagrecer 11 quilos, uma vez que havia engordado após A Favorita dois anos antes.[17] Guilherme Winter participou dos primeiros capítulos e ficou fora da trama durante o primeiro mês para se recuperar de um problema de saúde.[18][19] Maria Adelaide ficou satisfeita com o trabalho de diversos atores, escalando boa parte do elenco para sua próxima trama, Sangue Bom, incluindo Malu Mader, Giulia Gam, Marco Ricca, Armando Babaioff, Mayana Neiva, Maria Helena Chira, além de Humberto Carrão, Sophie Charlotte e Marco Pigossi como protagonistas.[20]

Escolha do elenco[editar | editar código-fonte]

Cássio Gabus Mendes foi o primeiro convidado para interpretar o protagonista Victor Valentim, porém o ator alegou que se sentiria abalado em estar em uma trama originalmente escrita por seu pai, sendo que o papel ficou para Murilo Benício.[21][22] Fábio Assunção foi o primeiro nome pensado para interpretar o outro protagonista, Jacques Leclair, porém o ator foi considerado inexperiente na comédia e a produção temeu que isso pudesse prejudicar o andamento da trama.[23] Eduardo Moscovis foi convidado para o papel, no entanto ele recusou por não desejar mais fazer novelas, apenas seriados – o ator só voltaria para uma em A Regra do Jogo, em 2015, dez anos após sua última.[24] Alexandre Borges foi convidado na sequência após ser sugerido por Cláudia Raia. Originalmente Drica Moraes foi confirmada como Susana, porém a atriz teve que deixar os primeiros ensaios por problemas de saúde e foi substituída por Malu Mader.[25]

Mariana Rios foi escalada para interpretar Desirée, porém logo depois a atriz foi deslocada para Araguaia sem maiores explicações e substituída por Mayana Neiva.[26] Deborah Evelyn, Ângela Vieira e Christiane Torloni eram as opções da direção para viver Rebeca, sendo que a terceira foi escolhida por sugestão de Eva Wilma, a interprete original da personagem.[27] Caio Castro foi convidado pela autora enquanto ainda estava em Malhação, tendo que deixar a trama para aceitar o papel.[28] Juliana Alves foi a primeira antagonista negra de uma telenovela da Rede Globo.[29] Armando Babaioff entrou na trama em 28 de dezembro interpretando um surfista que se envolvia com Jaqueline, mas se apaixonava mesmo por Julinho.[30]

Participações especiais[editar | editar código-fonte]

A modelo Luíza Brunet fez algumas participações na trama. A primeira delas no dia 7 de setembro de 2010, quando foi conhecer os ateliês de Victor Valentim e Jacques Leclair.[31] No capítulo do dia 20 de setembro, onde ela comanda um desfile de moda e usou dois vestidos diferentes[32] e também no último capítulo.[33] Débora Falabella também fez uma participação decisiva na novela. Ela interpretou Isabel, a antiga namorada de Renato (Guilherme Winter) e que veio disposta a disputá-lo com Marcela (Isis Valverde). A atriz entrou na trama no dia 1 de fevereiro de 2011.[34] A apresentadora Xuxa fez uma participação especial no capítulo do dia 12 de fevereiro de 2011. A Rainha foi o "presente" de aniversário que Ariclenes (Murilo Benício) deu a Jaqueline (Cláudia Raia), juntas elas cantaram o hit "Ilariê".[35] Drica Moraes após se recuperar, fez uma participação na reta final da novela, interpretando Teresa Batalha, uma fisioterapeuta e antiga amiga de Jaqueline (Cláudia Raia). As cenas dela começaram a ir ao ar a partir de 2 de março de 2011.[36]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Alexandre Borges e Murilo Benício interpretam os rivais da história, respectivamente Jacques Leclair e Victor Valentim, que passam a novela inteira se digladiando para ver quem sobressai no mundo na moda como estilista bem-sucedido, com o nome transformado em grife e as coleções desfiladas nas grandes semanas de moda e fotografadas para as revistas de celebridades. Seus nomes, no entanto, não são verdadeiros. Sob a personalidade espalhafatosa, afetada e sedutora de Jacques Leclair se esconde o divertido e cafona André Spina, pai de quatro filhos, que trabalha com o segmento de vestidos para festas. Victor Valentim, por sua vez, é uma figura inventada por Ariclenes Martins, o Ari, para disputar os holofotes com André.

Nascidos na mesma vila do bairro do Belenzinho, na zona leste de São Paulo, e inimigos desde a infância, Ariclenes Martins e André Spina sempre disputaram tudo: brinquedos, amigos e garotas. André é dono de um ateliê no Tatuapé, onde atende pelo nome de Jacques Leclair, sendo muito prestigiado pela elite da região.

Grande parte de seu sucesso vem de seu irresistível poder de sedução, que ele disfarça assumindo um comportamento afetado, como se fosse gay, para não despertar os ciúmes dos maridos de suas clientes. Ele começou a carreira ao lado da costureira Marta (Dira Paes), sua vizinha no Belenzinho, que confeccionou suas primeiras criações e o incentivou a investir em roupas de festa. Abandonou-a quando conheceu Ana Maria, filha de um grande atacadista e que tinha o dinheiro necessário para ele montar seu primeiro ateliê. Com Ana Maria, teve quatro filhos: Pedro (Marco Pigossi), Valquíria (Juliana Paiva) e os gêmeos Maria Beatriz, a Mabi (Clara Tiezzi), e Luis Felipe, o Lipe (David Lucas). Bem de vida, morando num duplex do Jardim Anália Franco com os filhos e a tia, Júlia (Nicette Bruno), que o criou como filho, André sonha transformar-se em um estilista de elite, e é nesse contexto que conhece Jaqueline (Claudia Raia).

Jaqueline mora em um amplo apartamento no bairro dos Jardins. Elegante e de indiscutível bom gosto, vive um casamento falido com Breno (Tato Gabus Mendes), com quem tem uma filha, Thaísa (Fernanda Souza), que em nada se parece com a mãe. Por sugestão de uma amiga de Thaísa, que precisa comprar um vestido para uma festa, Jaqueline chega ao ateliê de Jacques Leclair e se encanta pelo jeito sedutor do estilista. Assim como outras clientes, ela não resiste ao charme de Jacques e se torna sua amante.

Com seu extremo bom gosto, Jaqueline percebe que o problema dos vestidos de Jacques Leclair é o excesso de informação: as roupas são bem cortadas, mas há muitos brilhos e babados. Ela começa a editar as criações, fazendo pequenas adaptações nos croquis originais e transformando os vestidos em peças sofisticadas, levando o estilista a se dar conta de que precisa daquela mulher como seu braço direito. Além disso, Jaqueline é a chave das portas do high society que Jacques tanto almeja, graças a sua rede de relações sociais. Ela é grande amiga de Stela (Mila Moreira), personal stylist que dá consultoria a empresas e personalidades, e que tem uma coluna na conceituada revista Moda Brasil. Com Jaqueline a seu lado, o nome de Jacques Leclair finalmente começa a aparecer.

Apaixonada pelo estilista, Jaqueline resolve se separar de Breno e dá início a uma guerra pelo patrimônio familiar. Breno contrata o detetive particular Mário Fofoca (Luis Gustavo) para que ele comprove a infidelidade da esposa – de acordo com o contrato pré-nupcial assinado pelos dois, ele pode expulsá-la de casa só com a roupa do corpo caso comprove que ela é infiel. Jaqueline sai de casa certa de que vai se casar com Jacques Leclair, mas o estilista, que não está apaixonado, dá a desculpa esfarrapada de que seus filhos não o perdoariam se ele tentasse substituir a falecida mãe deles.

Jaqueline passa a viver na esperança de se casar com Jacques quando os filhos se emanciparem, e não se importa de ajudá-lo a brilhar no mundo da moda. Mas o estilista, vaidoso, seduz as clientes e sai com várias delas, sempre escondido da ciumenta Jaqueline. Até que Jaqueline contrata Clotilde (Juliana Alves) para trabalhar no ateliê, sem imaginar que o objetivo da moça de aparência humilde é conquistar e casar-se com Jacques Leclair. Apaixonado, André se rende aos encantos da ardilosa moça. Quando Jaqueline descobre o envolvimento dos dois, jura vingança.

Ari, por sua vez, chegou a ganhar muito dinheiro na loteria. Casou-se com a namorada, Suzana (Malu Mader) – com quem teve um filho, Luti (Humberto Carrão) –, e foi morar com a família no bairro nobre dos Jardins. Por não saber administrar seu dinheiro, porém, perdeu tudo depois de apostar em negócios incertos. O casamento acabou, já que Ari e Suzana descobriram ter personalidades e estilos incompatíveis. Suzana se dedicou aos estudos, conquistou seu espaço no mercado e chegou a chefe da revista Moda Brasil. Com o fim da fortuna de Ari, viu-se obrigada a sustentar o ex-marido para não prejudicar os estudos do filho, que decidiu morar com o pai. É Suzana quem paga o aluguel dos dois. Sensato, Luti sabia que Ari precisava mais dele do que sua mãe, e optou por ajudá-lo a pagar as contas da casa. O rapaz se divide entre a faculdade de Belas Artes e trabalhos como garçom.

Enquanto espera ser novamente agraciado pela sorte, e certo de que uma ideia genial o fará recuperar a fortuna que teve um dia, Ari inventa projetos que nunca dão certo, sempre com a ajuda do amigo Chico (Rodrigo Lopez), um tipo mais atrapalhado do que ele. Até que sua atenção é atraída por uma velha senhora maltrapilha, uma moradora de rua que carrega consigo uma coleção de bonecas para as quais cria diversos modelos de vestidos. Entre seus pertences, está um boneco que ela apresenta como Victor Valentim, “o mais belo e corajoso príncipe da Espanha”. Ari não perde tempo e, diante da oportunidade que tem em mãos, abriga a senhora em uma casa de repouso, providencia tecidos e a estimula a criar novos e originais modelos. Em seguida, pede ao filho desenhista para transformá-los em croquis.

Ari leva os desenhos feitos por Luti para as costureiras Marta e Nicole (Elizângela), suas vizinhas no Belenzinho, confeccionarem os modelos, e revela seu plano de se transformar em um famoso costureiro espanhol. Marta, que foi abandonada por Jacques Leclair na juventude, não acredita que o plano possa dar certo, mas aceita o risco. Eles convocam Desirée (Mayana Neiva), filha de Nicole, para desfilar o primeiro modelito, um deslumbrante vestido vermelho, em uma festa da revista Moda Brasil, diante de uma multidão de fotógrafos e convidados importantes do mundo fashion. O vestido faz enorme sucesso e todos querem saber o nome do estilista responsável pelo modelo, gerando um ti-ti-ti em torno da identidade de Victor Valentim, que Ari consegue manter em segredo até a reta final da trama.

Caracterizado como Valentim, com um figurino semelhante a de um toureiro, Ari é sedutor com as clientes, alimentando o mito do falso estilista espanhol. A certa altura, Jaqueline, que jurara vingar-se de Jacques, passa para o lado de Ari, para depois romper também com ele e criar sua própria grife.

O que Ari ignora é que a doce velhinha que costura os vestidos de bonecas, fonte de seu sucesso, é na verdade Cecília (Regina Braga), a mãe desaparecida de André. Quando jovem, ela deixou o filho aos cuidados da irmã, Júlia, e partiu com o novo namorado. Abandonada e sem coragem de voltar para casa, Cecília deixou que a culpa a consumisse de tal forma que afetou sua sanidade – a ponto de nem lembrar seu verdadeiro nome.

A rivalidade entre Ari e André se mantém durante toda a trama, sendo acirrada quando seus filhos, Luti e Valquíria, apaixonam-se, vivendo um namoro conturbado. A certa altura, Jaqueline, que havia até virado freira ao longo da trama, casa-se com o surfista Thales (Armando Babaioff), dono de uma confecção. O casamento, na verdade, é forjado, para que Thales possa resgatar sua herança, retida por sua avó. O enlace, por sua vez, permite a Jaqueline se vingar de Jacques, fazendo-o assinar um contrato de sociedade com Thales. Na hora de assinar os papéis, Thales troca os documentos e Jacques acaba vendendo sua marca para Thales, perdendo a autonomia de seus negócios. Jaqueline vira a diretora criativa da marca de Jacques Leclair.

Após muitas trocas de farpas, alfinetadas, sabotagens e altos e baixos de ambas as partes, os estilistas acabam concordando em fazer as pazes, ainda que a contragosto, depois que a história de Cecília é descoberta. Com os cuidados e o tratamento recebidos na clínica onde a Ari a deixou, a mãe de André recupera a memória e a sanidade, e volta para a família, exigindo uma trégua entre os dois.

Ari, que passou a novela inteira tentando reconquistar a ex-mulher, Suzana, descobre que Marta é a mulher de sua vida, e pede a costureira em casamento. Suzana encontra um novo amor, o escritor de novelas Fernando Flores (Fábio Assunção). E André continua com Clotilde.

No final da trama, Ari, Jaqueline e Jacques, após uma derrota de suas respectivas grifes em um concurso de moda, unem suas forças, incentivados por Clotilde, e criam uma sociedade para brilhar no mundo da moda.

Exibição[editar | editar código-fonte]

Inicialmente, a trama era exibida com classificação livre para todos os públicos. Mas o Ministério da Justiça interveio e, a partir de 22 de setembro de 2010, a telenovela passou a ser não recomendada para menores de dez anos. A justificativa foi que eram exibidas cenas de consumo de drogas e agressões físicas e verbais, além de linguagem de conteúdo sexual.[37]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem[38][39]
Murilo Benício Ariclenes Martins (Ari) / Victor Valentim[39][40]
Alexandre Borges André Spina / Jacques Leclair[39][41][42]
Cláudia Raia Jaqueline Maldonado (Jaque) / Irmã Desgosto[39][43][44][45]
Juliana Alves Clotilde Matoso[39]
Isis Valverde Marcela de Andrade[39][46]
Caio Castro Edgar Sampaio[39][47][48]
Guilherme Winter Lucas Renatto Villa Sanches[39][49]
Guilhermina Guinle Luísa Salgado[39][50][51]
Dira Paes Marta Moura[39]
Malu Mader Suzana Martins[39][52]
Humberto Carrão Luis Otávio Martins (Luti)[39]
Maria Helena Chira Camila Bianchi[39]
Juliana Paiva Valquíria Spina (Val)[39]
Rafael Cardoso Jorgito Bianchi[39][53]
Mayana Neiva Desirée Oliveira[39][54]
Alexandre Slaviero Armando das Cruzes Maragoli (Armandinho)[39]
Sophie Charlotte Stéfany Oliveira
Marco Pigossi Pedro Luis Spina[39]
Carolina Oliveira Gabriela Moura (Gabi)[39]
Christiane Torloni Rebeca Bianchi[39][55][56]
Marco Ricca Higino Oliveira (Gino)[39]
Giulia Gam Bruna Soares Sampaio[39][57][58][59]
Leopoldo Pacheco Gustavo Sampaio[39]
André Arteche Júlio Santana (Julinho)[39]
Armando Babaioff Thales Salmerón
Thaila Ayala Amanda Moura Spina[39]
Regina Braga Cecília Spina[39]
Tato Gabus Mendes Breno Rodrigues[39]
Elizângela Daguijane Oliveira (Nicole)[39]
Rodrigo Lopéz Francisco da Silva (Chico)[39]
Betty Gofman Maria do Socorro / Miss Help Adams[39]
Fernanda Souza Thaísa Maldonado Rodrigues[39][47][60]
Josafá Filho Dr. Eduardo Rezende[39]
Mônica Martelli Dorinha Bacelar[39][61]
Mila Moreira Stela Sanches[39]
Nicette Bruno Júlia Spina[39][62][63]
Luis Gustavo Mário Fofoca
Maria Célia Camargo Dona Mocinha Maragoli / Alaíde Pimenta[39]
Marcos Frota Luís Carlos Massa (Massa) / Joel[64]
Christiana Kalache Graça Diniz[39]
Ricardo Duque Francis Fiúza[39]
Rafael Zulu Adriano Novaes[39]
Yaçanã Martins Penha Mesquita[39]
Thiago Picchi Helinho[39][65][66]
Carolinie Figueiredo Maria Eduarda Macedo (Madu)[39]
Izabella Bicalho Irina[39]
Hilda Rebello Olga Franco[39]
Marcelo Barros Wagner[39]
Felipe Luhan Fábio Mendes (Fabinho)[39]
Ana Paula Pedro Teca[39]
Viviane Netto Paula[39]
Lúcia Bronstein Magali[39]
Luís André Alvim Alex
Rosanna Viegas Rosário[39]
David Lucas Luís Felipe Spina (Lipe)[39][53]
Clara Tiezzi Maria Beatriz Spina (Mabi) / Beatrice M[39]
Júlio Oliveira Ângelo Moura (Anjinho)[39]
Maria Carol Rebello Lourdes Mesquita (Lurdinha)[39]

Participações especiais[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Débora Falabella Isabel Souto Farias
Gustavo Leão Osmar Sampaio
Rodrigo Lombardi Ricardo Prado
Fábio Assunção Fernando Flores
Drica Moraes Teresa Batalha
Marília Pêra Rafaela Alvaray
Mauro Mendonça Giancarlo Villa[1][39]
Daniela Escobar Daguilene Oliveira (Pâmela)
Débora Olivieri Irmã Tormento / Esmeralda
Giordanna Forte Irmã Martírio
Beth Lamas Irmã Flagelo
Maria Regina Caldas Irmã Suplício
Rosa Marya Colin Irmã Calvário
Maria Zilda Bethlem Gildete Malta (Madame Gigi)
Nuno Leal Maia Cassiano Guedes / Victor Valentim
Paulo Goulart Orlando Bianchi
Berta Loran Dona Soledad Salmerón
Cacau Protásio Fátima
Theodoro Cochrane Dr. Queiroz[39]
Jaime Leibovitch Dr. Augusto Lemos
Gisele Fraga Suellen Machado (Su)
Eva Todor Maria Josefina Cabral / Madame Kiki Blanche
Kátia d'Angelo Madame D'Angelo
Vera Gimenez Madame Cantanutti
Stella Miranda Madame Latiffa
Xuxa Lopes Madame Carneiro
Bia Nunnes Madame Clérry Benetazi
Sura Berditchevsky Madame Resende
Cláudia Netto Madame Perraux
Gottsha Madame Linda Ferguson
Cristina Amadeo Madame Lacerda
Daniela Dinn Madame Clara
Adriana Quadros Madame Isabela
Mara Carvalho Arianne
Christiana Guinle Lídia Macedo
Danton Jardim José Mendonça (José)
Dudu Cury Evandro
Priscila Camargo Valdete[39]
Alcione Mazzeo Jezebel
Alexandre Dacosta Elias
Alexia Dechamps Allana
Alice Borges Cristiana
Júlio Levy Adolfo Aragão
Luciano Vianna José
Lui Mendes Péricles
Michel Max Ricky
Daiany Cristian Cida
Sophia Raia Laurita (Laura K.)
Ana Borges Oriana
Cris Rabelo Kátia
Isabel Wilker Graziela
Sílvio Pozzato Antônio
Dorival Carper Ed Silveira
Jessika Alves Cecília (jovem)
Vanessa Goulart Júlia (jovem)
Rafael Gevú Ariclenes (criança)
José Victor Pires André (criança)
Xuxa Ela mesma
Ana Furtado Ela mesma
Ana Maria Braga Ela mesma
Rita Lee Ela mesma
Luíza Brunet Ela mesma
Flávia Alessandra Ela mesma
Sheron Menezzes Ela mesma
Ellen Rocche Ela mesma
Preta Gil Ela mesma
Eduardo Dussek Ele mesmo
Jorge Fernando Ele mesmo
Silvio de Abreu Ele mesmo

Audiência[editar | editar código-fonte]

Ti Ti Ti estreou com média de 29 pontos e picos de 32.[67] Logo na primeira semana a trama estabilizou-se em índices entre 28 e 31 pontos, representando um grande aumento em relação à antecessora, Tempos Modernos, que constantemente ficava abaixo dos 20 e saiu do ar com a menor média da história das "novelas das sete", derrubando em 7 a audiência de Caras & Bocas.[68] Sua menor audiência foi de 20 pontos, registrada no dia 4 de setembro, um sábado.[69] Três dias depois, em 7, a trama atingiu 33 pontos. Já em 11 de janeiro bateu seu recorde ao conquistar 35 pontos e picos de 42, audiência não vista em toda exibição da novela anterior.[70] Em fevereiro a trama se tornou a mais assistida da emissora, ultrapassando a audiência da "novela das oito" Insensato Coração.[71]

Em seu último capítulo registrou um novo recorde e marcou 37 pontos, com picos de 41 e 64% de participação dos televisores ligados. Sua média geral foi de 30 pontos, a segunda maior audiência em seis anos.[72] Ti Ti Ti foi considerada pelos jornalistas especializados um um grande exemplo de como reverter uma situação de crise, uma vez que recuperou 6 pontos de média geral perdida pela trama anterior.[73]

Exibição internacional[editar | editar código-fonte]

O nome da novela em sua versão espanhola é Cuchicheos, onde a abertura sofre modificações no nome e nas letras dos créditos.

Exibição Internacional
País Canal Título local Estreia Final Horário semanal Hora
Brasil Rede Globo Ti Ti Ti 19 de julho de 2010 18 de março de 2011 Segunda a Sábado 19:15
Portugal SIC Ti Ti Ti 13 de dezembro de 2010 16 de setembro de 2011 Segunda a Sexta 18:30
El Salvador TCS Canal 4 Cuchicheos 12 de setembro de 2011 21 de maio de 2012 Segunda a Sexta 14:00
Bolívia Unitel Cuchicheos 31 de outubro de 2011 13 de abril de 2012 Segunda a Sexta 21:00
Uruguai Teledoce Cuchicheos 2 de janeiro de 2012 20 de julho de 2012 Segunda a Sexta 18:001
República Dominicana Tele Antillas Cuchicheos 9 de janeiro de 2012 17 de julho de 2012 Segunda a Sexta 14:00
Nicarágua Televicentro Cuchicheos 16 de janeiro de 2012 8 de agosto de 2012 Segunda a Sexta 21:00
Chile Canal 13 Ti Ti Ti 28 de fevereiro de 2012 18 de junho de 2012 Segunda a Sexta 14:30
Equador Ecuavisa Cuchicheos 28 de fevereiro de 2012 20 de julho de 2012 Segunda a Sexta 20:45
Argentina Televida Cuchicheos 7 de maio de 2012 29 de novembro de 2012 Segunda a Sexta 19:00
Moçambique STV Ti Ti Ti 21 de maio de 2012 15 de fevereiro de 2013 Segunda a Sábado 19:05
Paraguai SNT Cuchicheos 31 de julho de 2012 26 de fevereiro de 2013 Segunda a Sexta 22:002
Coreia do Sul TeleNovela 스타일 패션전쟁 23 de julho de 2014 18 de dezembro de 2015 Quarta3 10:004
Portugal Globo Portugal Ti Ti Ti 1 de junho de 2015 8 de novembro de 2015 Segunda a Domingo 19:00
Angola Globo ON Ti Ti Ti 9 de novembro de 2015 17 de abril de 2016 Segunda a Domingo 19:00
Moçambique Globo ON Ti Ti Ti 9 de novembro de 2015 17 de abril de 2016 Segunda a Domingo 20:00

↑1 Transferida para as 19:00.

↑2 Transferida para as 21:00.

↑3 Transferida para Sexta e Sábado a partir do dia 22 de maio de 2015.

↑4 Exibida em capítulos duplos. Transferida para as 08:00 em capítulos duplos. Transferida para as 08:30 em capítulos simples a partir do dia 22 de maio de 2015.

Trilha Sonora[editar | editar código-fonte]

A trilha sonora nacional da telenovela brasileira '''Ti Ti Ti''' foi lançada em agosto de 2010 pela Som Livre e foi dividida em dois CDs, e a internacional já foi lançada e também foi dividida em dois CDs.

Nacional Vol. 1[editar | editar código-fonte]

Ti Ti Ti Nacional Vol. 1
Trilha sonora de vários artistas
Idioma(s) Português brasileiro
Gravadora(s) Som Livre
Cronologia de vários artistas
Trilha Sonora Nacional Vol. 2

Capa com: Tesouras da abertura[74]

  1. "Rapte-me, Camaleoa" - Maria Gadú (tema de Jaqueline)
  2. "Teus Olhos" - Ivete Sangalo (Participação especial de Marcelo Camelo) (tema de Desirée e Armandinho)
  3. "Go Back" - Titãs (tema de Suzana)
  4. "Quem Eu Sou" - Sandy (tema de Thaísa)
  5. "Décadence Avec Élégance" - Zélia Duncan (tema geral)
  6. "Ti-Ti-Ti" - Rita Lee (tema de abertura)
  7. "Nature Boy" - Caetano Veloso (tema de Edgar)
  8. "Fala" - Gottsha (tema de Bruna)
  9. "You and I (Muito Obrigado, Axé)" - Sérgio Mendes, Carlinhos Brown e Nayanna Holley (tema geral)
  10. "Seu Tipo" - Ney Matogrosso (tema de Jacques Leclair)
  11. "Você Vai Lembrar de Mim" - Milton Guedes (tema de Renato)
  12. "Vestígios" - Jorge Guilherme (tema de Jorgito)
  13. "Agora é Moda" - Biquini Cavadão (tema geral)
  14. "Primeiro Beijo" - Izi

Nacional Vol. 2[editar | editar código-fonte]

Ti Ti Ti Nacional Vol. 2
Trilha sonora de vários artistas
Idioma(s) Português brasileiro
Gravadora(s) Som Livre
Cronologia de vários artistas
Trilha Sonora Nacional Vol. 1
Trilha Sonora Internacional Vol. 1

Capa com: Manequim da abertura[75]

Nota: a música "Aventura" aparece no disco na versão original, mas a que tocava na novela era uma versão diferente.

  1. "O Que Eu Não Conheço" - Maria Bethânia (tema de Rebeca)
  2. "A Linha e o Linho - Andrea Dutra e Marcus Nabuco (tema de Cecília)
  3. "Sei Lá" - Ricky Vallen (tema de Marcela e Renato)
  4. "Soldier of Love" - João Pinheiro (tema geral)
  5. "Como Eu Vou Viver (How Do I Live)" - Tânia Mara (tema de Marta)
  6. "Overjoyed" - Alcione (tema de Edgar e Luísa)
  7. "Cala a Boca e Me Beija" - Karla Sabah (tema de Stéfany)
  8. "Crença" - Dudu Falcão part. esp. Lenine (tema de Gino)
  9. "Não Se Apavore" - Luca Mundaca (tema de Valquíria E Luti)
  10. "Quando a Gente Ama Pra Valer" - Ana e Mú (tema de Valquíria e Luti)
  11. "Aventura" - Eduardo Dussek (tema de Luti)
  12. "Um Filme com Final Feliz" - The Originals (tema de Nicole e Chico)
  13. "Quizás, Quizás" - Jussara Silveira (tema de Victor Valentim)
  14. "Ele Vai Dar Pinta" - João Sabiá (tema de Adriano)
  15. "A Vida é Dura" - Benito Di Paula e Demônios da Garoa (tema de Ari)

Internacional Vol. 1[editar | editar código-fonte]

Ti Ti Ti Internacional Vol. 1
Trilha sonora de vários artistas
Idioma(s) inglês
Gravadora(s) Som Livre
Cronologia de vários artistas
Trilha Sonora Nacional Vol. 2
Trilha Sonora Internacional Vol. 2

Capa com: Alexandre Borges (Jacques Leclair)[76]

  1. "Gypsy" - Shakira (tema de Clotilde)
  2. "Put It in a Love Song" - Alicia Keys feat. Beyoncé (tema geral)
  3. "Blah Blah Blah" - Ke$ha feat. 3OH!3 (tema das festas)
  4. "Glam" - Christina Aguilera (tema das festas)
  5. "Nothin' on You" - B.o.B feat. Bruno Mars (tema de Thaísa e Eduardo)
  6. "Paris Nights/New York Mornings" - Corinne Bailey Rae (tema de locação)
  7. "Hey, Soul Sister" - Train (tema de locação)
  8. "Friend" - Lowrider (tema geral)
  9. "Heartbreak Warfare" - John Mayer (tema de Thales)
  10. "Need You Now" - Lady Antebellum (tema de Desireé e Jorgito)
  11. "Hold On" - Michael Bublé (tema de Ari e Marta)
  12. "Not the Right Day" - Lu Alone (tema de Camila e Luti)
  13. "Falling For U" - Mister Jam feat. Wanessa (tema das festas)
  14. "If a Song Could Get Me You" - Marit Larsen (tema de Lipe)

Internacional Vol. 2[editar | editar código-fonte]

Ti Ti Ti Internacional Vol. 2
Trilha sonora de vários artistas
Idioma(s) Inglês, espanhol
Gravadora(s) Som Livre
Cronologia de vários artistas
Trilha Sonora Internacional Vol. 1
"Trilha Sonora Instrumental"

Capa com: Murilo Benício (Victor Valentim)[77]

  1. "Desde Cuando" - Alejandro Sanz (tema de Pedro e Gabriela)
  2. "True Colors" - Alessandra Maestrini (tema de Julinho E Osmar)
  3. "Cry Me a River" - Diana Krall (tema de Rebeca)
  4. "Rock and Roll Lullaby" - Pato Fu (tema de Thaísa)
  5. "Es Una Historia / I Am Singing" - Jon Secada (tema de Suzana e Ari)
  6. "That's Life" - Westlife (tema de Jaqueline e Jacques Leclair)
  7. "Begin the Beguine" - Dan Torres (tema romântico geral)
  8. "You'll See" - Susan Boyle (tema de Marcela e Edgar)
  9. "La Vie en Rose" - Martina Engel (tema das festas)
  10. "The Greatest Love of All" - Rosana Fiengo (tema de Marcela E Edgar)
  11. "S'wonderful" - Pery Ribeiro (tema de locação: São Paulo)
  12. "Let's Face the Music and Dance" - Ronaldo Canto e Mello (tema geral)
  13. "Volver a Empezar" - Parayzo (tema geral)

Ti Ti Ti: Música Original de Mú Carvalho[editar | editar código-fonte]

Ti Ti Ti: Música Original de Mú Carvalho
de Mú Carvalho
Gênero(s) Música instrumental
Gravadora(s) Som Livre
Cronologia de Mú Carvalho
Trilha Sonora Internacional Vol. 2
  1. Bilhete para Dudu
  2. Agulhas e Linhas 1
  3. Agulhas e Linhas 2
  4. Agulhas e Linhas 6
  5. Agulhas e Linhas 7
  6. Agulhas e Linhas 8
  7. Aventura de Moo 2
  8. Aventura de Moo
  9. Dona Mocinha
  10. Romantico Moo 1
  11. Ação Moo 1
  12. Ação Moo 2
  13. Ação Moo 3
  14. Tensodeep

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Prêmio Arte Qualidade Brasil (2010)

Prêmio Extra de Televisão (2010)

APCA (2010)

Prêmio Paulistanos do Ano (2010)

Capricho Awards (2010)

PopTevê - site "UOL"

Prêmio TV Press (2010)

Prêmio Melhores da Revista da TV (2010)

Melhores do ano - site "Portal O Planeta TV"

Melhores do ano - site "MdeMulher" (Ed. Abril)

Melhores do Ano - Domingão do Faustão (2010)

Prêmio Minha Novela

Troféu Imprensa (SBT)

  • Melhor novela

Troféu Internet (SBT)

  • Melhor novela

Prêmio Contigo! de TV (2010)

Top Of Business (2011)

Referências

  1. a b c d «Ti-ti-ti (2010)». Teledramaturgia. Arquivado do original em 28 de fevereiro de 2019 
  2. «Música de abertura de "Ti Ti Ti" será cantada por Rita Lee». LR1. 4 de maio de 2010. Consultado em 1 de julho de 2010 
  3. «Ti Ti Ti: Autora e parte do elenco se reúnem para um café com a imprensa: Maria Adelaide Amaral, Alexandre Borges e Murilo Benício estão em São Paulo». Redação Novelas. 26 de maio de 2010. Consultado em 1 de julho de 2010 
  4. «Remake de 'Ti Ti Ti' traz de volta personagens antigos com novos traços». EGO. 26 de junho de 2010. Consultado em 1 de julho de 2010 
  5. Jimenez, Keila (26 de agosto de 2009). «Remake dois em um Novela unirá 'Plumas e Paetês' e 'Ti Ti Ti'». O Estado de S. Paulo. Consultado em 1 de julho de 2010 
  6. «Remake de "Ti Ti Ti" terá personagens inéditos». UOL. 24 de maio de 2010. Consultado em 1 de julho de 2010 
  7. Redação NaTelinha (19 de julho de 2010). «Especial "Ti Ti Ti": Vai ser o maior ti ti ti». UOL. Consultado em 22 de agosto de 2010 
  8. «Diretor faz participação na trama». Zero Hora. 11 de julho de 2010. Consultado em 1 de julho de 2010 
  9. «Maria Adelaide Amaral, autora de 'Queridos amigos', relembra a década de 80». O Globo. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  10. «Globo vai fazer Remake de 'Ti Ti Ti', diz Tato Gabus». Terra. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  11. «Próxima novela das sete será uma mistura de Plumas & Paetês e Ti Ti Ti». ClicRBS. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  12. «Em "Ti Ti Ti", Isis Valverde fará papel que foi de Elizabeth Savalla nos anos 80». UOL. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  13. «Ísis Valverde fará personagem com dupla personalidade no remake de Ti ti ti». ClicRBS. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  14. «Globo fará remake da novela 'Tititi'». Área Vip. 4 de setembro de 2009. Consultado em 16 de outubro de 2015 
  15. «'Ti ti ti': Próxima novela das sete inicia gravação em Belo Horizonte». Extra. 1 de maio de 2010. Consultado em 16 de outubro de 2015 
  16. «Claudia Raia fica loira para nova fase de Jaqueline, em "Ti-Ti-Ti"». UOL. 18 de outubro de 2010. Consultado em 16 de outubro de 2015 
  17. «Murilo Benício já perdeu 7 quilos para viver Victor Valentim em "Ti-ti-ti"». Folha Ilustrada. 20 de maio de 2010. Consultado em 16 de outubro de 2015 
  18. «Guilherme Winter grava novas cenas de Renato». Imirante. 11 de outubro de 2010. Consultado em 16 de outubro de 2015 
  19. «Guilherme Winter aprende a trocar fralda para contracenar com bebê em "Ti-Ti-Ti"». UOL. 4 de fevereiro de 2011. Consultado em 16 de outubro de 2015 
  20. «Veja quem é quem em "Sangue Bom"». UOL. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  21. «Cássio Gabus Mendes será Victor Valentin, diz jornal». Ego. 31 de agosto de 2009. Consultado em 16 de outubro de 2015 
  22. «Murilo Benício fará remake da novela Ti ti ti». R7. 7 de dezembro de 2009. Consultado em 16 de outubro de 2015 
  23. «Fábio Assunção está cotado para viver estilista em remake da novela "Ti Ti Ti"». Área Vip. 1 de dezembro de 2009. Consultado em 16 de outubro de 2015 
  24. «Eduardo Moscovis e Murilo Benício farão remake de "Ti ti ti"». Revista Quem. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  25. «Papel de Malu Mader em 'Ti-ti-ti' seria de Drica Moraes, diz jornal». EGO. 19 de julho de 2010. Consultado em 30 de junho de 2016 
  26. «Atriz Mariana Rios é confirmada em "Ti Ti Ti"». Portal TV Audiência. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  27. «EVA WILMA APOSTA EM CHRISTIANE TORLONI PARA PERSONAGEM QUE JÁ INTERPRETOU». O Fuxico. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  28. «Caio Castro deixa "Malhação" para ser protagonista em nova novela». UOL. 7 de janeiro de 2010. Consultado em 16 de outubro de 2015 
  29. «Juliana Alves entra em Tititi». Aréa Vip. 23 de agosto de 2010. Consultado em 16 de outubro de 2015 
  30. «Armando Babaioff entra na novela». Area Vip. 21 de dezembro de 2010. Consultado em 16 de outubro de 2015 
  31. «Luiza Brunet faz participação especial em dois capítulos de "Ti Ti Ti"». BOL. 6 de setembro de 2010. Consultado em 16 de outubro de 2015 
  32. «'Ti-ti-ti': Desirée leva tombo na passarela sob olhares de Luiza Brunet». Terra. 7 de setembro de 2010. Consultado em 16 de outubro de 2015 
  33. «Luiza Brunet participa do último capítulo de Ti ti ti». IG. 16 de março de 2011. Consultado em 16 de outubro de 2015 
  34. «'Ti ti ti': Débora Falabella entra na novela para formar triângulo amoroso». Extra. 19 de janeiro de 2011. Consultado em 16 de outubro de 2015 
  35. «Xuxa faz participação especial em Ti-ti-ti». 29 de janeiro de 2011. Consultado em 29 de junho de 2016 
  36. «Drica Moraes volta à TV como fisioterapeuta em Ti-ti-ti». Gshow. 15 de fevereiro de 2011. Consultado em 30 de junho de 2016 
  37. Famosidades (22 de setembro de 2010). «Ministério da Justiça censura "Ti-Ti-Ti"». MSN. Consultado em 2 de novembro de 2010 
  38. «Atores mudam o visual para nova novela». Terra. julho de 2010. Consultado em julho de 2010  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  39. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag ah ai aj ak al am an ao ap aq ar as at au av aw ax ay az ba bb bc bd be Redação Rede Globo (2010). «"Ti Ti Ti" - Personagens». Globo.com. Consultado em 6 de janeiro de 2011 
  40. Paulo Ricardo, Moreira (10 de julho de 2010). «Na pele de Victor Valentín, Murilo Benício estrela 'Ti Ti Ti'». Jornal do Brasil. Consultado em julho de 2010  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  41. Tecídio, Luciana (5 de junho de 2010). «Para viver costureiro em 'Ti Ti Ti', Alexandre Borges faz unha e escova». EGO. Consultado em julho de 2010  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  42. «Costureiro em "Ti Ti Ti", Alexandre Borges diz que já investiu em visual rebelde». Folha.com. 11 de julho de 2010. Consultado em julho de 2010  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  43. Moraes, Patrícia (10 de junho de 2010). «Cláudia Raia grava cenas de "Ti ti ti" em SP». Quem. Consultado em 1 de julho de 2010 
  44. JAQUELINE MALDONADO – O NOME DA VEZ!
  45. Ti-Ti-Ti: Desfile de Jaqueline acaba em barraco
  46. Panfili, Felipe Panfili; Teixeira, Roberto (28 de abril de 2010). «Na pele de Victor Valentim, Murilo Benício estrela 'Ti-ti-ti'». Contigo!. Consultado em 1 de julho de 2010. Arquivado do original em 10 de julho de 2010 
  47. a b «Fernanda Souza e Caio Castro gravaram 'Ti-ti-ti' no Rio». EGO. 17 de junho de 2010. Consultado em 1 de julho de 2010 
  48. «Caio Castro deixa `Malhação´ para atuar em `Tititi´». A Tarde Online. 6 de janeiro de 2010. Consultado em 1 de julho de 2010 
  49. Tecidio, Luciana (5 de julho de 2010). «Guilherme Winter furou a orelha para fazer 'Ti-ti-ti'». EGO. Consultado em 1 de julho de 2010 
  50. Tecidio, Luciana (5 de julho de 2010). «Guilhermina Guinle não gosta de homens bonitos». EGO. Consultado em 1 de julho de 2010 
  51. Redação Noveleiros (12 de julho de 2010). «Murilo Benício e Guilhermina Guinle: lado a lado em casa e em Ti-ti-ti». Diário Gaúcho. Consultado em 1 de julho de 2010 
  52. «Aos 43 anos, Malu Mader diz que nunca fez plástica». Terra. 1 de julho de 2010. Consultado em 1 de julho de 2010 
  53. a b Redação Novelas (30 de junho de 2010). «Ti-ti-ti: Rafael Cardoso e Fernanda Souza vivem casal de namorados e David Lucas interpreta o filho do glamouroso Jaques Leclair». Rede Globo. Consultado em 1 de julho de 2010 
  54. Mello, Juliana (3 de julho de 2010). «Em Ti-Ti-Ti, Desirée vira modelo por acaso». Diário Gaúcho. Consultado em 1 de julho de 2010 
  55. Barros, Luciana; Bazolli, Ana Paula (5 de julho de 2010). «Christiane Torloni: "Já estava enjoada do cabelo comprido"». Quem. Consultado em 1 de julho de 2010 
  56. Canal Zap (19 de fevereiro de 2010). «Christiane Torloni será uma perua em "Ti Ti Ti"». UOL Televisão. Consultado em 1 de julho de 2010 
  57. Lettiere, Giovani (31 de março de 2010). «Giulia Gam será mãe sofrida em Ti Ti Ti». R7. Consultado em 1 de julho de 2010 
  58. «Giulia Gam fica loira para a novela 'Ti-ti-ti'». Terra. 21 de junho de 2010. Consultado em 1 de julho de 2010 
  59. Giulia Gam sem medo de desafios
  60. «Fernanda Souza dança em cena do primeiro capítulo de Ti-ti-ti: Atriz viverá Thaísa, uma vítima da moda, na próxima trama das sete». 26 de maio de 2010. Consultado em 1 de julho de 2010  Texto "publicado Rede Globo " ignorado (ajuda)
  61. «Mônica Martelli entra em cena». Gshow. Globo.com. 10 de agosto de 2010. Consultado em 25 de setembro de 2016 
  62. Redação Rede Globo (2010). «Personagens - Júlia Spina». Globo.com. Consultado em 6 de janeiro de 2010 
  63. Redação Estrelando (2010). «Ti Ti Ti: Nicette Bruno está confirmada». R7. Consultado em 6 de janeiro de 2010 
  64. «Marcos Frota chega à Ti-ti-ti como ex-presidiário, amigo de Jaqueline». Gshow.com. 19 de outubro de 2010. Consultado em 21 de outubro de 2010 
  65. Redação Novelas (6 de julho de 2010). «Ti-ti-ti: Helinho (Thiago Picchi) é o diretor de arte da revista Moda Brasil: Novela das sete que estréia no dia 19 de julho tem direção de Jorge Fernando». Rede Globo. Consultado em 1 de julho de 2010 
  66. Ferreira, Leonardo (6 de julho de 2010). «'Ti ti ti': Thiago Picchi volta à TV na próxima novela das sete». Extra Online. Consultado em 1 de julho de 2010 
  67. Redação Portal O Planeta TV! (19 de julho de 2010). «Audiência exclusiva: "Ti Ti Ti" estreia com picos de 32 pontos». Portal O Planeta TV!. Consultado em 1 de julho de 2010 
  68. «Pastor pede dinheiro para não perder programa de TV - Sessão: Dia Bom». Folha de S.Paulo. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  69. Redação Portal O Planeta TV! (5 de setembro de 2010). «Novelas da Globo têm baixa audiência neste fim de semana». Portal O Planeta TV!. Consultado em 2 de novembro de 2010 
  70. «'Passione' bate recorde de audiência e alavanca ibope de outros programas». Estadão. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  71. «Ti-ti-ti deixa Insensato Coração para trás, e autora explica sucesso da novela». R7. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  72. Daniel Ribeiro (18 de março de 2011). «Média Geral de "Ti-Ti-Ti" está dentro da meta e aumenta em 5 pontos a audiência deixada por "Tempos Modernos"». RD1. Consultado em 1 de março de 2011 
  73. «O triunfo de Ti Ti Ti». Portal da Ilha. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  74. «Ti Ti Ti Nacional - Vol. 1 - SOM LIVRE». Som Livre. Consultado em 1 de agosto de 2010 
  75. «Ti Ti Ti Nacional - Vol. 2 - SOM LIVRE». Som Livre. Consultado em 1 de agosto de 2010 
  76. «Ti Ti Ti Internacional - Vol. 1 - SOM LIVRE». Som Livre. Consultado em 1 de outubro de 2010 
  77. «Ti Ti Ti Internacional - Vol. 2 - SOM LIVRE». Som Livre. Consultado em 1 de outubro de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]