Tiago Ferro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Tiago Ferro
Nascimento 1976
São Paulo
Cidadania Brasil
Ocupação escritor
Prêmios

Tiago Ferro (São Paulo, 1976) é um escritor, editor e ensaísta brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi um dos fundadores da plataforma de publicação independente de livros e-galáxia e da revista de ensaios Peixe-elétrico.

Tem mestrado em história social pela FFLCH-USP e é doutorando na mesma universidade, com pesquisa sobre a obra do crítico literário Roberto Schwarz.

Colabora com ensaios sobre cultura e pensamento social brasileiro para importantes veículos como Folha de S.Paulo e as revistas piauí, Serrote e Cult.

Participou da Bienal do Livro de São Paulo, da Flip (Casa Folha e Casa Sesc), Hay Festival (Colômbia), Filba (Argentina), Filbo (Colômbia), Folio (Portugal) e da Feira do Livro de Guadalajara (México).

Obra[editar | editar código-fonte]

Seu romance de estreia, O pai da menina morta, inspirado em seu luto após o falecimento da filha de 8 anos, ganhou em 2019 o Prêmio São Paulo de Literatura na categoria "autor estreante" e o Prêmio Jabuti de melhor romance. Foi publicado também em Portugal, Colômbia e Argentina.[1][2][3][4]

Ícone de esboço Este artigo sobre literatura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências