Tigerland

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde abril de 2013)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Tigerland
 Estados Unidos
 Alemanha

2000 •  cor •  100 min 
Direção Joel Schumacher
Roteiro Ross Klavan, Michael McGruther
Elenco Colin Farrell, Matthew Davis, Clifton Collins, Jr.
Género drama
guerra
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Tigerland (Tigerland - O Teste Final BRA ou Tigerland - A Caminho da Guerra POR) é um filme de drama dos Estados Unidos e Alemanha de 2000, realizado por Joel Schumacher.

Resumo[editar | editar código-fonte]

Em 1971, quando os Estados Unidos da América são uma nação dividida e afectada devido à escalada da violência na Guerra do Vietname, e que faz com que milhares de jovens norte-americanos percam as suas vidas no combate e outros tantos milhares preparam-se em campos de treino, com o objectivo de reforçarem o exército americano em pouco tempo.

Em Fort Polk, Louisiana, um determinado grupo de jovens recrutas em treino têm algumas opiniões que entram em conflito com outras sobre a guerra. Enquanto Jim Paxton (Matthew Davis) tem uma visão idealista da guerra, acreditando que ela vai trazer uma enorme inspiração para as histórias em livros que um dia serão escritos, Roland Bozz (Colin Farrell) é uma espécie de anti-herói, que acaba por decidir que não irá combater na Guerra do Vietname e acaba por desrespeitar as ordens dos seus superiores hierárquicos, com o objectivo de ser expulso do corpo de Infantaria norte-americana.

Com o passar do tempo Paxton e Bozz acabam por se tornar os líderes de um novo conjunto de recrutas que irão ser enviados para Tigerland, um campo de treino no Louisiana onde irão de forma simulada combater preparando-se para o embarque para a Guerra do Vietname.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ficha técnica[editar | editar código-fonte]

Título Original: Tigerland

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Tigerland tem recepção favorável por parte da crítica especializada. Com tomatometer de 76% em base de 46 críticas, o Rotten Tomatoes publicou um consenso: “Um grande elenco e a sensação corajosa da ajuda do filme Tigerland, faz elevar a familiaridade do assunto”. Tem 72% de aprovação, por parte da audiência, usada para calcular a recepção do público a partir de votos dos usuários do site.[1]

Prémios e nomeações[editar | editar código-fonte]

  • Recebeu duas nomeações ao Independent Spirit Awards, nas seguintes categorias:
    • Melhor Actor Secundário (Cole Hauser)
    • Melhor Primeiro Argumento[2]

Referências

  1. «Tigerland» (em inglês). Rotten Tomatoes. Consultado em 30 de março de 2014. 
  2. «Tigerland - Awards» (em inglês). NYTimes.com. Consultado em 30 de março de 2014. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]