Tinian

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tinian
Praia em Tinian
Tinian está localizado em: Ilhas Marianas Setentrionais
Tinian
Coordenadas: 15° N 145° 38' E
Mariana Islands - Tinian.PNG
Localização de Tinian
Geografia física
País Marianas Setentrionais
Arquipélago Ilhas Marianas
Ponto culminante 171 m (Monte Lasso)
Área 7,09  km²
Geografia humana
População 3 136 (2010)
Densidade 442,3  hab./km²

Tinian é uma das três principais ilhas do arquipélago das Ilhas Marianas do Norte.

Situada a 8 km a sudoeste da ilha Saipan, da qual está separada pelo canal de Saipan, Tinian tem uma área de 101 km2 e uma população de 3136 habitantes (segundo o censo dos Estados Unidos de 2010). Sua principal atividade econômica repousa no turismo e na exploração de um cassino que recebe visitantes de todos os países. Suas praias principais são recheadas de pequenos hotéis e ligadas por ferry-boat à sua vizinha Saipan. As relíquias de uma base militar americana da Guerra do Pacífico, de onde partiram os bombardeiros que lançaram as bombas atômicas sobre Hiroshima e Nagasaki e onde hoje existe um memorial, são muito visitadas por turistas e historiadores.

A ilha tem grande variedade de fauna e flora, cavernas e penhascos e é propícia à prática do mergulho em suas águas claras ao redor, que abrigam abundante vida marinha e recifes de coral.

História[editar | editar código-fonte]

Mapa das ilhas Saipan e Tinian, no sul das Ilhas Marianas Setentrionais

Pouco populosa, Tinian esteve sob domínio da Espanha e da Alemanha antes de se tornar um protetorado japonês após a Primeira Guerra Mundial, quando se tornou uma grande plantação de açúcar e foi fortificada pela guarnição militar das Ilhas Marianas.

Durante a Segunda Guerra Mundial Tinian foi capturada pelos norte-americanos numa batalha sangrenta, parte da Batalha das Ilhas Marianas, e transformada numa grande base aérea de seis pistas para bombardeiros de longo alcance B-29. Destas pistas partiram as esquadrilhas que incendiaram Tóquio nos últimos meses de guerra e os aviões B-29 Enola Gay e Bockscar, que inauguraram a era atômica ao largar bombas atómicas sobre Hiroshima e Nagasaki, em agosto de 1945.[1]

Referências