Tino Marcos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tino Marcos
Nome nativo Tino Marcos Batista Fernandes
Nascimento 15 de maio de 1962 (57 anos)
Duque de Caxias
Cidadania Brasil
Alma mater Centro Universitário da Cidade
Ocupação jornalista
Empregador Rede Globo

Tino Marcos Batista Fernandes (Duque de Caxias, 15 de maio de 1962) é um jornalista brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Formou-se em jornalismo pelo Centro Universitário da Cidade do Rio de Janeiro. Contratado da Rede Globo, foi apresentador e editor-chefe do Globo Esporte e trabalhou no Esporte Espetacular por vários anos. Começou a carreira no Jornal do Sports, passou pelo O Dia e pela TV Educativa. Chegou à Globo em 1986.

Cobriu a seleção brasileira de futebol em várias copas, como as 1990, 1994, 1998, 2002 e 2006, 2010 e 2014. Ao lado dos também repórteres Mauro Naves e Roberto Thomé (nas décadas de 1980 e 1990) , cobriu todos os jogos e amistosos da seleção brasileira.

Em dezembro de 2008, deixou o Globo Esporte para voltar a formar dupla com o jornalista Mauro Naves.

Tino Marcos é adepto das corridas e pratica o esporte há mais de 30 anos, já tendo corrido provas de 10 e 15 quilômetros. Também é um apaixonado por iatismo. Já teve um pequeno veleiro. Tino também gosta de aventuras. Em dezembro de 1982 saiu do Rio numa bicicleta Caloi 10 rumo à casa de praia da família em Marataízes (ES). Ele estava acompanhado de um colega de faculdade, mas no segundo dia de viagem este passou mal e retornou de ônibus ao Rio. Tino chegou ao destino sozinho depois de recusar inúmeras ofertas de carona. Foi o orador no mensagem de saudação da Globo ao dirigente Ricardo Teixeira, quando de sua saída da CBF, no Jornal Nacional de 12/03/2012.[1]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • «Transcrição do discurso da Rede Globo na saída de Ricardo Teixeira.»