Tintin et le temple du soleil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tintin et le Temple du Soleil
Tintim e os Prisioneiros do Sol (PT)
Tintim e o Templo do Sol (BR)
 Bélgica /  França
1969 •  cor •  77 min 
Direção José Dutillieu
Elenco vozes:
Philippe Ogouz
Claude Bertrand
Fred Pasquali
Guy Piérauld
Género aventura/ suspense
Idioma francês
Página no IMDb (em inglês)

Tintin et le temple du soleil (br: Tintim e os Prisioneiros do Sol / pt: Tintim e o Templo do Sol)(1969, produzido por Belvision, numa co-produção entre Bélgica, França e Suíça) é um longa de animação feito após o sucesso de outras séries produzidas pela Belvision.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O professor Girassol comete um sacrilégio ao usar o bracelete da múmia de Rascar Capac, ele é sequestrado e levado para a América do Sul. Para tentar salvar o amigo, Tintim, Capitão Haddock, Dupont e Dupond vão atrás dele. No caminho, enfrentam muitos perigos da selva para encontrar o Templo do Sol, para onde Girassol foi levado. Eles vão contar ainda com a ajuda de um jovem índio chamado Zorrino Quechua, permitindo-lhes chegar ao Templo do Sol.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

O filme deveria usar as histórias As Sete Bolas de Cristal e O Templo do Sol (sendo unidos, formando Tintim e o templo do sol). Houve muita publicidade para o desenho animado (que foi o primeiro de dois desenhos, sendo Tintim e o lago dos tubarões o próximo).

Muitas cenas dos livros foram excluídas; de fato, todo o primeiro livro foi comprimido em quinze minutos de filme. Os eventos foram mudados e alguns foram adicionados; por exemplo, a filha do Grande Inca que suplicou a seu pai para que ele tivesse pena dos prisioneiros que, foi adicionada.

Dubladores franceses França[editar | editar código-fonte]

Dubladores brasileiros Brasil[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.